A arte de harmonizar: Vinho Cacique Maravilha Naranja com Bucatini ao molho de cogumelos

20191006_113303

Vinho natureba do Chile em completo conjunto de sabores e texturas

O conjunto desta harmonização foi fabuloso, texturas na boca se dissipando com a acidez grande do vinho, bem como os sabores se sobrepondo um ao outro a cada garfada e gole da taça. Um envolvimento sensorial vibrante e espetacular de concentrações organolépticas variadas, intensas e muito unificadas.

Escolhemos uma massa mais encorpada (Bucatini nº 9 da Barilla), por ser mais rústica assim como o nosso molho de cogumelos, tomates e creme de leite.

20191006_113017

Sobre o vinho

Revelação no Descorchados de 2014, o vinho tem sua história de mais de 300 anos iniciada no crepúsculo da Guerra do Arauco, com a família Gutiérrez , ocupando as terras do interior de Santa Lucía de Yumbel.

Esta plantação de videiras foi registrada, com a marca Viña Nº 33 no Chile.

Sem  agroquímicos contaminantes, sem irrigação, com leveduras  naturais das uvas na fermentação.

Recuperando todo o seu significado e tradição dos antepassados, é uma homenagem ao amante espanhol dessas terras antigas da família Gutierrez, a quem os locais chamavam para honrá-lo de Cacique Maravilla.

Cacique Maravilha Vinõ Naranja Moscatel de Alejandria 2017

Oriundo do Chile, região do Valle del Bio-Bio

A cor é turva e laranja, com reflexos dourado claros e brilhantes. Nos aromas frutas tropicais frescas e maduras. Em boca acidez alta, uma pequena carga tânica, bela intensidade no palato e ótima persistência com muita fruta.

RECEITA

Ingredientes:

– 300 gramas de Bucatini (Usei o Barilla)

– 4 bandejas de 180 gramas cada de cogumelos diferentes frescos:

Cogumelo branco (2 bandejas), shimeji branco (1 bandeja), shimeji preto (1 bandeja)

– 1 Caixa de tomate cereja 180 gramas

– 1 cebola grande picada em pedaços médios

– 1 cálice de rum cheio para flambar

– 1 cebola grande picada em pedaços médios

– 1 caixa de creme de leite de 200 gramas

– 4 colheres de sopa de azeite e 1 colher de sopa de manteiga para iniciar

– sal a gosto (Umas 2 boas pitadas)

– 1 colher de café de pimenta calabresa seca

– 6 colheres de sopa cebolinha picada (4 para o molho e 2 para finalizar)

20191006_100741

Modo de fazer: Molho

 

Em uma panela, coloque azeite, manteiga e a cebola picada para refogar, assim que estiver transparente, junte os cogumelos picados em pedaços grandes e deixe refogar por ao menos por 30 minutos em fogo baixo.

Junte o sal, a pimenta calabresa seca, a cebolinha (4 colheres de sopa) e deixa refogar por mais 10 minutos em fogo brando.

Em paralelo coloque em uma panela grande a água com um pouco de sal e óleo para cozinhar o macarrão. Assim que ferver adicione a massa (os 300 gramas da receita) e aguarde o ponto de sua preferência (ao dente ou mais mole).

20191006_103642

20191006_102107

20191006_112843

Leve o molho de cogumelos para uma frigideira baixa, adicione o cálice de rum e vire ligeiramente a frigideira para que o fogo da boca do fogão encoste no líquido do rum. Deixe flambar até o fogo desaparecer por completo.

Junte o tomate cereja inteiro e mantenha o fogo baixo por mais 5 minutos. Adicione a caixa de creme de leite e mantenha tudo em fogo baixo, mexa até o molho ficar todo integrado, sem deixar ferver.

Apague o fogo do molho e coloque as 2 colheres de cebolinha que não será dissolvida. E mexa.

Em paralelo escorra a massa e coloque no prato que irá servir adicionando o molho por cima.

Polvilhe com parmesão e decore ao seu gosto.

Pronto, agora é só desfrutar do vinho e da massa! Saúde!

20191006_113327

O Vinho Cacique Maravilha Naranja Moscatel de Alejandria é importado pela La Charbonade e pode ser encontrado no site da importadora.

Também em alguns eventos que participamos, como a Feira Naturebas em São Paulo.

Acompanhem nossas postagens no instagram @vinhodosanjos e nosso site.

www.lacharbonnade.com.br

 

 

 

A arte de harmonizar: Volparo Cabernet Sauvignon e Linguini

20190816_181518

Vinho italiano com uma bela “pasta” é viagem de sabores

A arte de harmonizar vinhos com alimento é complexa porém gratificante. Exige do mais experiente profissional, o conhecimento prévio dos vinhos e do prato, de forma que um não interfira no outro a não ser para acentuar sabores e texturas.

Aqui partimos do vinho que já estava conosco e compusemos a harmonização de acordo com as características próprias dele e o que gostamos de apreciar na comida.

20190816_181730

O prato escolhido foi uma massa Linguine. O desafio era escolher a forma de fazer e com qual molho compor. Mas neste caso foi bem fácil, já que a uva Cabernet elaborada na Itália em geral concentra algumas características próprias e por nós já conhecidas.

20190816_182031

Ao vislumbrarmos as características do vinho em aromas e sabores, onde neste caso o vinho tem uma boa estrutura em boca e médio corpo, trazendo uma expressão da fruta de forma a não ser extremamente aromático, o que prejudicaria os aromas provenientes do prato. Buscamos equilibrar esta fruta e estrutura com os sabores adocicados do tomate, leve creme de leite, e uma textura acentuada em um pouco de alcaparras, que deram o salgado em doses pequenas, para se contrapor na doçura (aparente) em boca no vinho, que é seco.

A cebolinha que tem sabor sutil em conjunto com as alcaparras, efetuaram tamb´me o contraste no prato entre a cebola em tiras e o tomate (Ambos com a expressão leve da doçura).

No vinho, tanto o tomate como a cebola foram compostos por aproximação em paladar, assim como cebolinha e alcaparras para dar o tom vegetal  também em sintonia com os leves herbáceos do vinho.

Creme de leite com toque do tomate, trouxe a integração no prato, e uniu a untuosidade do vinho ao conceito geral estabelecido no conjunto.

O resultado? Delicioso e harmônico em nosso paladar. Um prato que em conjunto com o vinho nos deixou em êxtase sensorial gustativo!

20190816_181324

RECEITA

Ingredientes:

– 300 gramas de Linguini (Usei o Barilla)

– 2 tomates médios para dissolver com o molho

– 1 tomate médio cortado em pedaços maiores

– 1 cebola grande fatiada em pedaços médios

– 2 colheres de sobremesa não muito cheias de alcaparras

– 1 caixa de creme de leite de 200 gramas

– azeite para iniciar

– sal a gosto (Umas 2 boas pitadas)

– 1 colher de café de pimenta calabresa seca

– 1 colher de sopa cebolinha picada para o molho e outra para finalizar

Modo de fazer:

Em uma panela separada, coloque azeite e a cebola picada para refogar, assim que estiver transparente, junte os 2 tomates picados e deixe em fogo brando até quase se dissolver na totalidade.

Junte o sal, a pimenta calabresa seca, a cebolinha (2 colheres de sopa) e deixa refogar por mais 5 minutos em fogo brando.

Em paralelo coloque em uma panela grande a água com um pouco de sal e óleo para cozinhar o macarrão. Assim que ferver adicione a massa (os 300 gramas da receita).

Quando a massa estiver cozida, abaixe o fogo e retorne ao molho.

No molho adicione o tomate cortado em pedaços grandes. A idéia aqui é que fiquem ainda em pedaços após um pouco cozidos. Faça isso por 10 minutos e adicione a caixa de creme de leite, abaixando o fogo á temperatura menor do fogão e mexa até o molho ficar todo integrado, sem deixar ferver.

Apague o fogo do molho e coloque a colher de cebolinha que não será dissolvida. Escorra a massa e coloque no prato que irá servir adicionando o molho por cima e parmesão.

Pronto, agora é só desfrutar do vinho e da massa! Saúde!

Vinho Volparo:

Importado pela Futura Importadora, pode ser encontrado em alguns restaurantes como a Cantina “C que Sabe” em São Paulo, o mesmo ligando diretamente para a importadora.

Nos eventos que estamos, há sempre a presença do vinho e da importadora. Acompanhem nossas postagens no instagram @vinhodosanjos e nosso site.

www.futuraimportadora.com.br

Telefone (11) 3562-6132

 

 

 

 

Adobe Reserva Rosé: Força e elegância no Dia Internacional da Mulher

20190213_165720

A La Pastina através do produtor Emiliana, gigante vinícola orgânica chilena, traz o vinho Adobe Reserva Rosé, junto com a reformulação dos seus rótulos, em novo estilo e elegância.

A linha de vinhos vêm representada pela figura do galo em toda a sua audácia, elegância, majestade e força, símbolos dos valores sustentáveis da vinícola em sua busca constante pela melhoria de produtos e sustentabilidade, aliada à grande preocupação ao meio ambiente.

Nós não poderíamos deixar de falar do vinho, em data tão especial, o Dia Internacional da Mulher.

Não que o vinho rosé se caracterize ao sexo feminino, muito pelo contrário, apreciamos e muito todos os vinhos e principalmente os rosés bem feitos. Mais ainda por sua sutileza, aromas envolventes e todas as outras qualidades citadas acima que para nós, caracterizam entre tantas outras qualidades, o sexo feminino em toda a sua plenitude, vigor, feminilidade e inteligência.

20190213_180050

Harmonizamos o vinho com um prato especial, uma massa que levou Spaghetti ao molho de tomates e especiarias com creme de leite. Prato especialmente elaborado para unir as pessoas em seu amor verdadeiro e puro.

Unimos sabor, certa picância, dada com a calabresa sêca e a suavidade do creme de leite, o que harmonizou perfeitamente com o vinho em um conjunto único que soma o lado feminino ao masculino sem julgamentos, sem observações, só verdades e sutilezas únicas em quem tem respeito por tudo.

O vinho é orgânico e produzido pelo corte das uvas Syrah, Cabernet Sauvignon e Merlot.

20190213_180259

Fácil de beber, com uma cor excepcionalmente linda, frutado sem ser incomodativo, fresco e de final pronunciado que se somou ao prato elaborado e se somará a qualquer bom momento vivido de paz e respeito mútuo.

Por isto escolhemos este dia para falar deste vinho que desde sempre nos encanta e nos emociona. O vinho Adobe Rosé Reserva 2018.

E convidamos você leitor para experimentar o vinho e com suas habilidades desenvolver seus próprios pratos, descobrindo sabores e vivenciando experiências. Saúde!

La Pastina

www.lapastina.com.br

0800-7218881

Produtor: Emiliana Organic Vineyards, Chile

 

Harmonização: Fettuccine com camarões flambados ao Champagne e Chardonnay

F1

Toques & ClocherAutan Chardonnay e Receita de Fettucine

Foram produzidos quatro tipos de vinhos brancos, todos da uva Chardonnay e denominados os Toques & Clochers 4 Terroirs: Autan, Haute-vallée, Océanique e Meditterranéen, cada um com suas particularidades.

Falarei sobre o Toques & Clochers Autan e a harominização com um prato que criei.

F2

Complexo e refrescante, este vinho do Languedoc-Roussillon é elaborado 100% com a uva Chardonnay.

De coloração amarelo dourado intensa, tem aromas de frutas brancas e na boca é amanteigado com um toque mineral agradável, ótima acidez e notas de champignons frescos. Corpo médio e ótimo volume de boca, untuoso e vibrante.

O produtor combina o respeito à tradição e a utilização das mais novas e modernas tecnologias, a vinícola tem no seu processo de produção dos vinhos todo o cuidado necessário para que nada passe despercebido.

Considerada pioneira no território em termos de qualidade dos produtos e técnicas vitícolas, ela é responsável por abrigar uma área de, aproximadamente, 2.800 hectares com belíssimos vinhedos. A influência do Mediterrâneo, dos Pirinéus e do Oceano Atlântico é o que torna sua marca tão famosa e prestigiada.

Envelhecido por dez meses em barricas de carvalho francesas. Teor alcoólico de 13%. Faixa de preço acima de R$ 100,00.

Abaixo a receita que harmonizou perfeitamente com o vinho.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fettucce ao molho de camarões flambados ao Champagne

Rendimento: 5 porções bem servidas

Ingredientes:

– 500 gramas de massa da sua preferência, neste caso Fetuccine;

– 500 gramas de camarões frescos médios limpos, sem casca e sem cabeça;

– 5 tomates maduros e firmes

– 5 grandes cogumelos frescos brancos

– 2 cebolas médias

– 1 colher de manteiga fresca

– 1 colher de chá de pimenta calabresa seca

– 150 g de cebolinha e 150 g de salsa

– 1 lata de creme de leite

– 4 dentes de alho médios

– 1 cálice de rum para flambar

– 200 ml de Champagne (ou um espumante Brut)

– Azeite

– Sal a gosto

Modo de fazer: 

Pique a cebola, os 4 tomates em quadradinhos (O 5º tomate pique separadamente e grosseiramente em grandes cubos), fatie os cogumelos e reserve tudo.

Esprema o alho em uma panela grande com azeite para dourar e junte metade da cebola picada.

Junte os 4 tomates picados e deixe em fogo brando, mexendo algumas vezes para não grudar.

Em outra panela coloque a água e o óleo, bem como o sal e assim que ferver, coloque a massa.

Em uma frigideira grande coloque azeite e manteiga fresca e frite os camarões de forma que fiquem firmes e devem ter sido ligeiramente salgados ao seu gosto.

Adicione o rum á frigideira. Vire levemente a frigideira de forma que o líquido entre em contato com a chama do fogo, e deixa flambar. Cuidado!

Na panela da cebola e tomates, junte o cogumelo fresco em fatias e o tomate picado grosseiramente, adicione a 2/3 da cebolinha e da salsinha e a pimenta calabresa seca. Deixa cozinhar enquanto escorre a massa ao dente. Acrescente a todo este preparo 200 ml de Champagne e deixe ferver aumentando o fogo.

Após todo o molho pronto, acrescente 1 lata de creme de leite diminuindo um pouco o fogo até começar a ferver. Fervendo desligue o fogo.

Em um prato fundo coloque a massa e por cima o molho pronto de camarões e Champagne. Coloque cebolinha e queijo parmesão.

Pronto!