A arte de harmonizar: Volparo Cabernet Sauvignon e Linguini

20190816_181518

Vinho italiano com uma bela “pasta” é viagem de sabores

A arte de harmonizar vinhos com alimento é complexa porém gratificante. Exige do mais experiente profissional, o conhecimento prévio dos vinhos e do prato, de forma que um não interfira no outro a não ser para acentuar sabores e texturas.

Aqui partimos do vinho que já estava conosco e compusemos a harmonização de acordo com as características próprias dele e o que gostamos de apreciar na comida.

20190816_181730

O prato escolhido foi uma massa Linguine. O desafio era escolher a forma de fazer e com qual molho compor. Mas neste caso foi bem fácil, já que a uva Cabernet elaborada na Itália em geral concentra algumas características próprias e por nós já conhecidas.

20190816_182031

Ao vislumbrarmos as características do vinho em aromas e sabores, onde neste caso o vinho tem uma boa estrutura em boca e médio corpo, trazendo uma expressão da fruta de forma a não ser extremamente aromático, o que prejudicaria os aromas provenientes do prato. Buscamos equilibrar esta fruta e estrutura com os sabores adocicados do tomate, leve creme de leite, e uma textura acentuada em um pouco de alcaparras, que deram o salgado em doses pequenas, para se contrapor na doçura (aparente) em boca no vinho, que é seco.

A cebolinha que tem sabor sutil em conjunto com as alcaparras, efetuaram tamb´me o contraste no prato entre a cebola em tiras e o tomate (Ambos com a expressão leve da doçura).

No vinho, tanto o tomate como a cebola foram compostos por aproximação em paladar, assim como cebolinha e alcaparras para dar o tom vegetal  também em sintonia com os leves herbáceos do vinho.

Creme de leite com toque do tomate, trouxe a integração no prato, e uniu a untuosidade do vinho ao conceito geral estabelecido no conjunto.

O resultado? Delicioso e harmônico em nosso paladar. Um prato que em conjunto com o vinho nos deixou em êxtase sensorial gustativo!

20190816_181324

RECEITA

Ingredientes:

– 300 gramas de Linguini (Usei o Barilla)

– 2 tomates médios para dissolver com o molho

– 1 tomate médio cortado em pedaços maiores

– 1 cebola grande fatiada em pedaços médios

– 2 colheres de sobremesa não muito cheias de alcaparras

– 1 caixa de creme de leite de 200 gramas

– azeite para iniciar

– sal a gosto (Umas 2 boas pitadas)

– 1 colher de café de pimenta calabresa seca

– 1 colher de sopa cebolinha picada para o molho e outra para finalizar

Modo de fazer:

Em uma panela separada, coloque azeite e a cebola picada para refogar, assim que estiver transparente, junte os 2 tomates picados e deixe em fogo brando até quase se dissolver na totalidade.

Junte o sal, a pimenta calabresa seca, a cebolinha (2 colheres de sopa) e deixa refogar por mais 5 minutos em fogo brando.

Em paralelo coloque em uma panela grande a água com um pouco de sal e óleo para cozinhar o macarrão. Assim que ferver adicione a massa (os 300 gramas da receita).

Quando a massa estiver cozida, abaixe o fogo e retorne ao molho.

No molho adicione o tomate cortado em pedaços grandes. A idéia aqui é que fiquem ainda em pedaços após um pouco cozidos. Faça isso por 10 minutos e adicione a caixa de creme de leite, abaixando o fogo á temperatura menor do fogão e mexa até o molho ficar todo integrado, sem deixar ferver.

Apague o fogo do molho e coloque a colher de cebolinha que não será dissolvida. Escorra a massa e coloque no prato que irá servir adicionando o molho por cima e parmesão.

Pronto, agora é só desfrutar do vinho e da massa! Saúde!

Vinho Volparo:

Importado pela Futura Importadora, pode ser encontrado em alguns restaurantes como a Cantina “C que Sabe” em São Paulo, o mesmo ligando diretamente para a importadora.

Nos eventos que estamos, há sempre a presença do vinho e da importadora. Acompanhem nossas postagens no instagram @vinhodosanjos e nosso site.

www.futuraimportadora.com.br

Telefone (11) 3562-6132

 

 

 

 

Vinho italiano Memoro Rosso recebe medalha de ouro e 95 pontos da revista Decanter

Logo Vinci

Criado para celebrar os 150 anos da unificação italiana, em 2011 é um vinho que combina uvas de quatro regiões diferentes da Itália

vinho-memoro-rosso-piccini-2050000-piccini-416x1200

 

Importado pela Vinci, o tinto italiano Memoro Rosso da vinícola Piccini, é um vinho já muito conhecido nas nossas degustações.

Vinho macio e equilibrado que acabou de receber a medalha de ouro e 95 pontos  da prestigiada revista inglesa Decanter.

Não poderia ser diferente. Um vinho extremamente agradável e elaborado com as uvas  Primitivo (40%) sendo parcialmente passificadas, da região da Puglia, Montepulciano (30%), de Abruzzo, Nero d’Ávola (20%), da Sicília, e Merlot (10%) do Veneto.

Confesso que não sou fã das uvas primitivo e Nero d’Avola, mas o vinho é surpreendente bom em seu blend. Vinho frutado e aveludado que “desce” deliciosamente e é fácil de beber acompanhando qualquer momento.

Por sua denominação não é um vinho safrado.

Ótima opção para os dias frios e ideal para acompanhar pizzas, massas e carnes vermelhas.

Sobre a Piccini

Um dos nomes mais importantes da Toscana e do vinho italiano, Piccini é a vinícola familiar que é quase um sinônimo de rótulos inovadores, modernos e irresistíveis. As novidades produzidas mostram que é possível combinar a tradição com as mais modernas técnicas para originar vinhos cheios de fruta, fáceis de gostar e com preços atraentes.  Produz deliciosos Chiantis e diversos outros vinhos nas diferentes denominações.

Onde encontrar:

Vinci Pamplona

Rua Pamplona, 917 – Jardim Paulista – (11) 3130-4500

Estacionamento: Unique Park – Rua Pamplona, 833

www.vinci.com.br

 

Vinho Inzolia harmoniza perfeitamente com pizza de abobrinha e mozzarella de búfala

Logo italiamais

Delicia de vinho e pizza

Não preciso dizer o quanto amo pizza e tudo o que se refere à Itália.

Em minhas postagens a pizza se faz presente ao longo do ano por várias vezes, mas unir duas paixões, pizza e vinho é garantia de alegria certa.

20190302_203717

Como sou um aficionado por queijos a proposta neste caso foi unir a leveza da abobrinha e a combinação da suavidade da mozzarella de búfala com um toque de parmesão.

20190302_202648

O vinho em questão escolhido para a harmonização (Na verdade o vinho foi escolhido antes, a pizza que se adequou), harmonizei com o vinho Palmento Inzolia Sicília DOC 2017, vinho italiano, produzido pela Cantine Settesoli.

Um vinho com coloração amarelo palha e tons esverdeados, muito fresco e aromático, com mineralidade acentuada e acidez marcante que combinou perfeitamente com o queijo, no caso a mozzarella de búfala que tem maior teor de gordura, a abobrinha e o sabor marcante do parmesão.

O vinho é importado pela Itália Mais e seu preço de venda oscila por volta de R$ 70,00.

Composto 100% da uva Inzolia, sua passagem é apenas no inox, sem presença de madeira.

20190302_203459

A composição harmoniosa com a pizza acentuou os sabores tanto no vinho como no prato, o que é a busca do que gostamos e acreditamos ser o ideal.

Sobre a Itália Mais

A Itália Mais é uma importadora que trabalha com vinhos exclusivos das melhores regiões da Itália. Com sede em Roma e em São Paulo, tem em seu diferencial a proximidade com o produtor e a curadoria especial de vinhos de excelente qualidade.

Busca garantir a qualidade, preço e exclusividade em todos os produtos, identificando os melhores vinhos para o perfil de consumo do brasileiro e também os produtos que são sucesso no mercado internacional.

Fazem parte do portfólio rótulos provenientes das melhores regiões da Itália como: Bolgheri, na Toscana, Toscana, Sicília, Vêneto e Puglia.

Aliando destaques em vinhos internacionalmente conhecidos e reconhecidos, pontuados pelas melhores revistas especializadas.

Fazem parte dos produtos os vinhos do Tenor Andrea Bocelli, um dos ícones no portfólio da importadora e trazidos exclusivamente.

Contato:

Itália Mais

Telefone: (11) 3044-1116

E-mail: italiamais@italiamais.com.br

 

 

 

 

Remole Toscano Rosso 2010 é destaque no UOL “Vinho & Gastronomia”

A família Frescobaldi tem raízes anteriores ao Renascimento italiano, sempre ligada às artes, cultura e vinhos. E desde o século passado tomou a iniciativa de inovar e produzir vinhos de grande qualidade.

Este Remole Toscano Rosso 2010 é um vinho saboroso, elegante e equilibrado sem passagem em madeira. É um tinto com Sangiovese, a grande uva da Toscana e uma pequena parte de Cabernet Sauvignon que lhe dá mais estrutura e retira aquela acidez mais instigante da Sangiovese. Um vinho moderno, portanto. Ou melhor, modernoso de moderno + saboroso.

Saboroso e fácil de beber. Frutado. Aromas florais e de frutas vermelhas e negras. Especiarias. É um vinho de meio corpo, equilibrado, macio com a acidez gastronômica dos italianos, feitos para acompanhar as refeições.

Agradecimento á Sílvia Cintra Franco, do UOL – Vinho & Gastronomia

Link: http://vinhoegastronomia.uol.com.br/recomendados/remole+toscano+rosso+2010

Vinho disponível na Vinnobile por R$ 63,00: http://www.vinnobile.com.br/produto/100/8508/remole-igt-2010