Jerez Tio Pepe está na edição do Sherry Wine Week

image016

Evento que acontece simultaneamente em várias cidades do mundo, contará com ações em São Paulo de 6 a 12 de novembro

Em seu quarto ano consecutivo, o International Sherry Week da destaque a um dos mais emblemáticos e originais vinhos do mundo: O Jerez.

Em uma série de eventos no Brasil, e em mais de 30 diferentes países em cinco continentes, celebram esta típica bebida espanhola.

Nos três anos de existência, o ISW promoveu cerca de 6 mil eventos em 25 países, com a participação de mais de 200 mil amantes de Jerez em todo o mundo. E eu sou um  deles!

Marca centenária e praticamente sinônimo da bebida, o Tio Pepe, produzido pela vinícola González Byass e importado pela Inovini,  estará em atividades especiais em vários restaurantes. Em São Paulo, o vinho pode ser encontrado nos principais bares e restaurantes da cidade, como o mediterrâneo Tanit e o espanhol Torero Valese.

Aurora Tio Pepe

Confira abaixo o calendário de ações:

– Dia 3/11 (sexta-feira), das 12h às 20h, na Bruschetteria Tappi (Rua Carlos Weber 1.511) com a Chica Tio Pepe servindo degustações do drink Tiojito.

– Dias 10 e 12/11 (sexta-feira e domingo), das 12h às 16h, no Aranda (Rua Amauri, 328) com a Chica Tio Pepe e Tio Pepe em dobro.

Vinho Tio Pepe – História

Criado em 1840 para homenagear o tio fundador da bodega, o vinho Tio Pepe foi a primeira marca registrada da Espanha. Versátil, é o vinho perfeito para acompanhar os mais diversos pratos da cozinha ibérica e asiática e está sendo redescoberto por bartenders da alta coquetelaria

Vinícola González Byass – História

Em 1835, o jovem Manuel Maria González Angél, incentivado por seu tio José Angél de La Peña (o Tio Pepe) chegou à cidade de Jerez disposto a conquistar seu espaço no negócio de vinhos. Adquiriu uma pequena bodega e começou a elaborar e exportar seus próprios vinhos. Atualmente, além de Jerez, também possui vinícolas em diversas regiões espanholas, como Rioja (Beronia), Catalunha (Cavas Vilarnau), Castilla la Mancha (Finca Constancia), Somontano (Viñas del Vero), entre outras. www.gonzalezbyass.com

Sobre a INOVINI

A Aurora, tradicional importadora presente no mercado brasileiro desde 1946, lançou em 2009 a marca INOVINI, divisão dedicada exclusivamente ao mercado de vinhos finos. A empresa que já atuava na importação e distribuição desse segmento optou por criar uma área específica para que o segmento ganhasse maior foco dentro da companhia. Com isto, agregou novas marcas ao seu portfólio e trouxe um time de profissionais com sólida experiência de mercado.

Serviço:

Tel.: (11) 3623-2280

Site: www.inovini.com.br

 

Sorvetes Häagen-Dazs: Novos sabores lançados no Brasil, Coconut & Passion Fruit e Hazelnut Crunch

Hagen dasz logo

A empresa que faz um dos sorvetes que mais amo, lança no Brasil dois novos sabores:

Coconut & Passion Fruit e Hazelnut Crunch, estarão disponíveis no final de outubro.

Além disso, com o intuito de refletir as texturas, cores e sensações de seus diferentes sabores de sorvetes, a Häagen-Dazs apresenta suas novas embalagens, criadas por 13 diferentes artistas do mundo inteiro.

O novo design reflete o mais recente posicionamento global da companhia, que vem se aproximando dos jovens millennials não apenas por meio de sua comunicação visual, mas em todo seu conjunto de ações estratégicas.

Para o processo de criação das obras de arte que ilustrariam as embalagens, a Häagen-Dazs buscou artistas renomados da atualidade como Santtu Mustonen e Kustaa Saksi para degustar os sorvetes. A partir de então, eles interpretaram visualmente as sensações que obtiveram a partir da experiência Häagen-Dazs para criar obras de arte que traduzem cada sabor, dando origem às embalagens únicas.

O visual mais jovem e contemporâneo utiliza cores da tendência da nova estação, como os tons de azul, verde, laranja, dourado e preto, e diferenciam-se entre si para facilitar a identificação dos sabores pelos consumidores no ponto de venda.

Hagen coco

Hagen Dasz crunch

A novidade chega ao Brasil nos sabores Coconut & Passion Fruit, que une coco cremoso com maracujá, e o Hazelnut Crunch, com pedaços açucarados de avelã e amêndoas caramelizadas. Já no início de 2018 todo o portfólio de produtos Häagen-Dazs contará com o visual repaginado.

Picolés em Campinas

A marca traz também para Campinas, interior de São Paulo, o novo Häagen-Dazs no palito, formado pela combinação de ingredientes selecionados com pedaços de amêndoas, recheios e caldas.

O novo formato, que já é sucesso na Europa e Ásia desde o início do ano, conta com os sabores: Vanilla Caramel Almod, recheio cremoso de baunilha, amêndoas, calda de caramelo e casquinha crocante; Chocolate Choc Almond, com recheio e casquinha de chocolate ao leite Häagen-Dazs, combinado com pedaços de amêndoas; e White & Almond, de baunilha e casquinha de chocolate branco, acrescido com amêndoas selecionadas.

Os picolés Häagen-Dazs já podem ser encontrados em hiper e supermercados, assim como empórios, padarias, cafés e restaurantes de Campinas. Em novembro, também estarão disponíveis na loja própria da marca, localizada no Shopping Parque Dom Pedro, Entrada das Flores.

Atualmente, a Häagen-Dazs oferece uma linha completa de sorvetes consagrados pelos maiores especialistas do mundo, e por mim, obviamente.

Sobre a General Mills Brasil

Criada em 1866, nos Estados Unidos, a General Mills é uma das maiores empresas de alimentos no mundo presente em mais de 100 países com marcas como Fiber One, Yoplait e Old El Paso. No Brasil desde 1996, a empresa possui portfólio formado por produtos Yoki, Kitano, Häagen-Dazs, Mais Vita e Betty Crocker.

Se você como eu, ama os sorvetes da Häagen-Dazs, esta é uma grande oportunidade de se deliciar com novos sabores. Um deleite imperdível!

 

Pascal Marty na Peterlongo: Espumantes, vinhos e a revitalização de produtos e marca

Logo Peterlongo

A Vinícola Peterlongo passa por um amplo processo de retomada. Desde 2015, ano de seu centenário, a empresa que elaborou o primeiro espumante brasileiro em 1913 e, a partir daí, deu início à história da bebida no país, vem colocando em prática um ambicioso projeto de reposicionamento da marca.

Os primeiros resultados já começam a aparecer em cada taça, tanto é que a Peterlongo é única vinícola brasileira a receber prêmio destaque no 14º Concurso Internacional de Vinos y Licores – Vinus 2017.

Foram oito medalhas e o prêmio destaque na categoria espumante, realizado em agosto em Mendoza, Argentina. Além de receber o Prêmio Destaque na Categoria Espumante, a vinícola trouxe oito medalhas. O Peterlongo Presence Espumante Moscatel e o Peterlongo Presence Espumante Brut foram os grandes destaques com Dupla Medalha de Ouro, alcançando 95 e 93 pontos, respectivamente.

Receberam Medalha de Ouro o Peterlongo Elegance Espumante Brut e o Peterlongo Presence Espumante Moscatel Rosé. A Prata ficou com o Peterlongo Presence Espumante Moscatel Rosé, Peterlongo Privilege Espumante Brut, Peterlongo Elegance Espumante Nature e o Peterlongo Privilege Espumante Extra Brut.

O momento é de retomada de prestígio da marca. A expertise na elaboração de espumantes de alta qualidade vem recebendo o reconhecimento de especialistas do mundo todo, o que reflete o esforço da empresa em reposicionar a marca entre as preferidas.

A Peterlongo também é a única vinícola brasileira a conquistar um prêmio de destaque no concurso.

O concurso integra o Ranking Mundial Wine 2017. Mais de 450 amostras de 17 países foram avaliadas por um grupo de 42 jurados.

PREMIAÇÕES

Dupla Medalha de Ouro – Peterlongo Presence Espumante Moscatel – 95 pontos

Dupla Medalha de Ouro – Peterlongo Presence Espumante Brut – 93 pontos

Medalha de Ouro – Peterlongo Presence Espumante Rosé Natural – 91 pontos

Medalha de Ouro – Peterlongo Elegance Espumante Brut – 90 pontos

Medalha de Prata – Peterlongo Presence Espumante Moscatel Rosé – 89 pontos

Medalha de Prata – Peterlongo Privilege Espumante Brut – 89 pontos

Medalha de Prata – Peterlongo Elegance Espumante Nature – 89 pontos

Medalha de Prata – Peterlongo Privilege Espumante Extra Brut – 87 pontos

20171018_130128

Mas voltando a Pascal Marty, para quem não sabe ele é o enólogo francês responsável pelo projeto de revitalização dos vinhos da Peterlongo. Vem de uma trajetória com passagens pela vinícola Mouton Rothschild (França), Alma Viva (Chile), Opus One (EUA).

Pascal Marty vive no Chile, onde atua em consultorias internacionais e em projetos locais, incluindo a sua própria vinícola, a Viña Marty.

Além de muito simpático, revelou seu conhecimento e os passos dados para que a empresa brasileira, sinônimo no passado de marca forte nos espumantes, projete seus vinhos e reintroduza o nome Peterlongo nas esferas do consumo do vinho no Brasil e exterior.

Um trabalho árduo mas que vem, junto aos enólogos brasileiros, se consagrando pelos resultados obtidos.

Almir e Pascal marty

Em almoço realizado na Casa di Paolo em São Paulo, pude provar alguns dos vinhos que estão passando por este processo de reposicionamento e elaboração.

20171018_120001

Dentre eles provei o espumante Privilege Brut elaborado pelo método tradicional, que abriu o almoço.

20171018_130904

Em seguida provei o vinho Terras Sauvignon Blanc 2016, vinho com envolventes aromas cítricos e frescor. Em boca leveza, boa persistência em final marcante.

20171018_133559

Provei também o vinho Terras Carmenérè 2105, que agradou bastante, ressaltando a fruta.

20171018_170901

Mas gostei mesmo do vinho Armando Memória Merlot 2015. Um vinho de coloração vermelha com reflexos violáceos, no nariz apresenta presença de amora e ameixas. Em boca é aveludado, bom corpo e equilíbrio. Vinho que tem passagem por barricas de carvalho.

20171018_170815

Finalizamos com o vinho Presence Moscatel, espumante leve, com graduação alcoólica de 7,5% com nuances de flores e mel e sobremesa típica, sagu de vinho e creme.

 

 

Ribeiro Santo DOC Dão 2013, vinho de Portugal fácil de beber e de harmonizar

20170620_190107

Este vinho Ribeiro Santo 2013 é um vinho elaborado pelo meu amigo Carlos Lucas, enólogo que acompanho já faz muitos anos, em sua busca constante por novidades e atualizações.

Trazido pela Winebrands, é um vinho de Portugal da região do Dão, corte das uvas Touriga Nacional, Alfrocheiro e Tinta Roriz, e que apresenta um teor alcoólico de 13,5%.

As cepas são vinificadas separadamente e não passam  em barricas de carvalho, apenas inox.

20170620_182420

Aspecto límpido, de cor rubi. Aroma exuberante onde se conjugam frutos vermelhos com apontamentos florais. Excelente acidez combinada com uma textura aveludada e um final fresco.

De fácil harmonização, optei por fazer uma massa leve chamada Safioli e recheada com quatro queijos. O molho com tiras de anchovas e azeitonas pretas foi suavizado pelo tomate em abundância.

20170620_190827

Além da harmonização que elaborei, há a opção de se harmonizar com entradas com queijos maduros, carpáccio, ou até mesmo uma carne branca leve.

É também um ótimo acompanhamento para o bacalhau.

Sobre o vinho:

Aspecto límpido, de cor rubi. Aroma exuberante onde se conjugam frutas vermelhas com notas florais. Excelente acidez combinada com uma textura aveludada e um final fresco e intenso. Saboroso, integrado e de belo conjunto entre aromas e boca.

Sobre a Quinta do Ribeiro Santo

Conta a história que em Oliveira do Conde havia um lugar das Barcas, onde o barqueiro cruzava o Mondego, permitindo completar a ligação entre as localidades de Viseu e da Bobadela, cuja estrada, referido por vários investigadores, passaria pelo atual território do conselho de Carregal do Sal.

Ali estão as pedras, para garantir que este é chão antigo por onde corre um Ribeiro Santo, que já foi quinta de fidalguia e que depois foi adquirida por um padre.

Ficou a história, os solares, o fausto e o esplendor de uma arquitetura. E a Quinta do Ribeiro, onde a água corria por todo o calendário, mesmo em anos muito secos, e que levou o último proprietário, um bom Padre, a crismar a propriedade de Quinta do Ribeiro Santo.

Foi adquirida pela família de Carlos Lucas em 1994, que replantou de imediato as vinhas, dando inicio ao primeiro vinho engarrafado com o seu nome na colheita de 2000.

A vinha segue o encepamento tradicional com as bem conhecidas castas Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinto Cão e Encruzado, que foram plantados num terreno granítico pobre, com grandes afloramentos rochosos, de onde se avista a Serra da Estrela que a protege dos rigorosos frios e da extremosa canicula. Aqui a vinha é regida em regime de Produção Integrada. Aqui fazemos o Ribeiro Santo, o Automático e o ET, que junta o Encruzado e a Touriga Nacional num extraordinário casamento que mostra o mais Nobre que o Dão tem.

E precisa dizer mais alguma coisa sobre o vinho?

Onde encontrar:

www.winebrands.com.br