Vinho Crasto Douro harmonizado com hambúrguer caseiro

20200724_090614

Já pensou em harmonizar um belo hambúrguer com vinho tinto?

Nós fizemos isso e ficou sensacional. Claro que demos nosso toque e buscamos ressaltar toda a complexidade do vinho bem como da comida.

O vinho que escolhemos foi o Crasto Douro 2018 da conhecida vinícola portuguesa Quinta do Crasto, do Douro em Portugal.

Já conhecemos toda a linha de vinhos deste produtor e a cada safra nos surpreendemos com a qualidade, cuidado e uniformidade nos produtos.

20200722_114125

Este vinho é um corte das uvas Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca o resultado é um belo blend destas castas tão enigmáticas e conhecidas por quem aprecia os vinhos portugueses.

Quanto ao hambúrguer, ele foi feito de forma caseira em um blend de carnes que incluíram fraldinha e acém. Colocamos também um pouco de ervas finas e deixamos o sal para o momento da grelha.

20200723_174444

Após grelhar os dois lados, colocamos duas fatias de queijo Emmental e abafamos. Pronto! Junto com as batatas bravas que também elaboramos ainda fizemos um molho de gorgonzola com requeijão e também tomate cereja e uma folhinha de manjericão. Ficou show!

Mas o melhor de tudo foi o sabor entre um e outro, vinho e hambúrguer. Um composto “dos deuses” eu diria.

O vinho com seu tanino e teor alcoólico combinou com a gordura do queijo e da carne, bem como as ervas com os aromas e sabor do vinho em composição harmônica, deliciosa e sutil!

O hambúrguer é receita nossa, mas o vinho pode ser encontrado nos empórios e mercados e é importado pela Qualipor (www.qualimpor.com.br)

Experimente e seja ousado! Vale a pena!

Saúde!

Guia Descorchados 2020 realiza degustação com profissionais

Mockup_Guia 2020

Degustações da masterclass terão a transmissão ao vivo e gratuíta

A Masterclass  de apresentação de destaques do Guia Descorchados 2020 acontecerá em um modelo muito exclusivo trazendo uma série de degustações a público para todo o país com transmissão ao vivo.

O consolidado Guia Descorchados, que avalia milhares de vinhos da Argentina, Chile, Uruguai e Brasil, promove um evento muito além do que já foi visto em sua história.

Com a pandemia, este ano o modelo segue com a sua programação contemplando degustações presenciais, por 3 dias e com apenas 20 profissionais por masterclass.

A organização garante que vão além das exigências de segurança para a realização destes encontros, além disso a grande novidade é que todos os amantes e profissionais do vinho que não comparecerão ao evento também poderão assistir ao vivo no conforto de sua casa.

As degustações serão transmitidas através do Youtube, Instagram Revista Adega (https://www.instagram.com/revistaadega/ ) e TV ADEGA https://www.youtube.com/user/tvadega.

É a primeira vez que o evento dá abertura gratuitamente a todos participarem das masterclasses, com todo conteúdo e conhecimento que antes era reservado a convidados.

A degustação de cada masterclass será conduzida por Patrício Tapia e pelos produtores de 150 vinhos destacados no Guia Descorchados 2020. Patrício, degustará por telão a partir do Chile e cada enólogo apresentará seu vinho também a partir de seu país. Apoiando presencialmente a degustação em São Paulo estarão Christian Burgos e Eduardo Milan.

Com mais de 3.000 vinhos degustados de mais de 150 vinícolas argentinas e 190 chilenas, 30 vinícolas uruguaias e 40 vinícolas brasileiras, em sua trajetória editorial, o ano de 2020 será marcado por inovação, e o encontro entres diversos produtores de uma forma irreverente transmitindo o melhor conteúdo via online para mercado de vinhos brasileiro .

Em sua nova edição, o Guia mantém a tradição e traz em suas mais de 1.000 páginas as notas e comentários dados por Patricio Tapia, idealizador e organizador do guia, sempre acompanhado por Eduardo Milan, editor de vinhos da Revista Adega.

Além dessas importantes informações, o guia fornece detalhes sobre as principais vinícolas, recomendações e harmonizações, mantendo-se como referência para o setor.

SERVIÇO

Guia Descorchados 2020

Ficha Técnica :

Tiragem: 5.000 exemplares – Periodicidade : Anual

Mastreclass Descorchados

Datas: 14, 15 e 16 de Setembro

Transmissão ao vivo:  Instagram https://www.instagram.com/revistaadega/   e TV ADEGA https://www.youtube.com/user/tvadega

Horários das Degustações e Datas:

Dia 14

Degustação 1 – 9h30 as 12h

Degustação 2 – 13:30 as 16h

Degustação 3 – 17h as 19h30h

Dia 15

Degustação 1 – 9h30 as 12h

Degustação 2 – 13:30 as 16h

Degustação 3 – 17h as 19h30h

Dia 16

Degustação 1 –  10h as 12:30h

Degustação 2 – 13:30 as 16h

Degustação 3 –  17h as 19h30h

 

 

 

A triste realidade de almoçar em um restaurante em plena pandemia

Logo lillo

Tristeza é a sensação do momento

Depois de mais de seis meses de ‘confinamento” o Lilló foi meu primeiro restaurante a ser visitado.

Local onde já estive várias vezes em companhia de amigos e também em eventos e em família.

Ambiente amplo e lindo, sempre acolhedor com todas as suas mesas ocupadas, uma alegria contagiante do vinho na taça, nas luzes do dia em que o raio de sol penetra e nas noites iluminadas onde a frondosa árvore interna trazia alegria e contentamento em cada garrafa de vinho aberta.

Adega linda, impecável e repleta de bons rótulos, buffet saboroso onde me deliciava com os pratos e “comia” com os olhos.

Mas tudo mudou nessa pandemia. Não pelo restaurante que em sua busca incansável pela sobrevivência tomou todos os cuidados necessários distanciando mesas, colocando o QR Code do cardápio e mantendo o afastamento necessário que o momento pede, cancelando o buffet e servindo apenas pelo cardápio.

Antes era assim...

Antes era assim…

O que senti? Tristeza. Um vazio tomou minha alma e meu momento. E não foi a companhia e nem as conversas, muito pelo contrário.

As acaloradas mesas ocupadas deram lugar a um silêncio de afastamento entre pessoas, como se cada uma delas não tivesse mais assunto para falar. Parte da alegria dos encontros era a soma do burburinho e o constante pedido de vinhos, entre uma entrada e outra, entre um prato e outro… isso acabou.

Mesas distantes, distanciamento físico, algo gélido, algo impessoal passou a nos rondar. Não que eu tenha medo, tomo sim todas as minhas precauções, mas tudo, tudo absolutamente mudou como se agora fossemos parte de um outro mundo, mais frio, menos acalorado, impessoal, menos prazeroso.

Qual a minha esperança? Que possamos retornar melhores em um futuro próximo, valorizando as relações, as pessoas, os funcionários e clientes, pois tudo isto garante um ciclo, garante esta alegria perdida que mencionei.

Não foi um momento feliz confesso. Foi estranho e a única palavra que descreve estas sensação em meio a tantas perdas foi tristeza.

O vinho estava lá, os pratos saborosos também, bem como a conversa saudável de sempre. Mas algo intimamente mudou…

Não ouvi as vozes nas outras mesas, apenas os mínimos comentários foram justamente sobre a dificuldade do momento, a necessidade de adaptações e a busca pela sobrevivência, apenas isso.

E assim foi o almoço, até o fim da garrafa, em conversa baixinha, sentindo tudo isso.

Retornei pensativo e imaginando até quando esta sensação consciente das coisas nos tomará e se conseguiremos retomar o que tínhamos.

Não sei dizer quanto tempo demorará para nos sentirmos plenos e seguros.

De qualquer forma espero que seja em breve e com muita saúde e valorização do que temos e somos.

 

Total Vinhos: Três vinhos diferentes, três fantásticas experiências

20200805_172312

Degustação comentada reúne jornalistas em torno do tema de vinhos orgânicos e biodinâmicos

Unindo os enólogos José Aguirre e Patrício Torres, da Veramonte, Pedro Dourado, da Lusovini, e Marco Antonio De Martino da Nuevo Mundo o bate papo marcou a característica dos diversos terroirs e a experiência de cada um na condução dos parreirais, da vinificação e o resultado final da taça.

Vinhos com preços acessíveis como o Ritual Chardonnay do Chile, Pedra Cancela Eco-Friendly de Portugal e o Nuevo Mundo Carménère também do Chile.

Nas explanações um pouco dos projetos de cada enólogo, sua visão de futuro e também os projetos que fazem parte da empresa TDP Wines que engloba a Total Vinhos (E-commerce) o projeto Go Up! Entre outros negócios sendo fomentados, tanto para o consumidor como para o segmento B2B.

O respeito ao meio ambiente pauta a atuação da Total Vinhos que conta um portfólio de rótulos das mais reconhecidas vinícolas de manejos orgânico e biodinâmico, com produções baseadas na busca pela maior qualidade de vida da terra, dos vinhos, dos produtores e dos consumidores.

A plena relação entre o solo, as plantas, os ciclos da lua e o respeito à biodiversidade em torno da vinícola são os principais aspectos da agricultura biodinâmica. Elementos naturais como chás auxiliam na mineralização do solo, que não recebe agentes químicos. A plantação de rosas e girassóis entre as videiras controla a proliferação de pragas.

É a forma biodinâmica de garantir o equilíbrio natural. Sem o uso de produtos sintéticos, a agricultura biodinâmica é responsável pela elaboração de vinhos mais intensos, saudáveis e saborosos.

A ausência do uso de pesticidas, fungicidas ou qualquer outro agrotóxico também marca a produção dos vinhos orgânicos, cuja elaboração ocorre através da agricultura convencional. Esse tipo de vinho geralmente é produzido com leveduras indígenas, fermentação espontânea e o mínimo de intervenções.

A Nuevo Mundo, marca da De Martino, desde o início do século tem seus vinhedos certificadamente orgânicos. Também foi a primeira vinícola a obter o certificado Carbon-Free na América do Sul.

Em Portugal, a gigante Lusovini se dedica ao conceito eco-friendly no projeto Pedra Cancela, criado a partir de cultivo e manejo realizados de forma a minimizar o uso de qualquer produto que seja nocivo à saúde da vinha e das pessoas.

Um pouco sobre os três vinhos degustados e comentados:

20200804_172239

– Ritual Chardonnay 2017

Do Vale de Casablanca no Chile, este chardonnay tem cor límpida com reflexos esverdeados. Nos aromas prevalece o cítrico com destaque para a maça verde e tangerina. Em boca acidez pronunciada, toque de baunilha em contraste com um limão.

Colheita e seleção manual, teve sua fermentação fracionada em ovos de concreto (20%), barricas novas (20%) e neutras (60%). A maturação seguiu em tanques de aço inox.

20200804_171024

– Pedra Cancela Eco-Friendly 2014

Corte das uvas Touriga Nacioanl, Alfrocheiro, Tinta Roriz e Jean, este vinho da Lusovini da região do Dão em Portugal é uma grata surpresa.

De coloração ainda intensa, tem um potencial de guarda de mais de 10 anos. Estagia 6 meses em barricas de carvalho francês.

Um vinho aveludado, com nuances de frutas vermelhas nos aromas e boca. Tabaco e tofffee ainda complementam a boca em um final gostoso e marcante.

20200804_184049

– Nuevo Mundo Carmenérè  2016

Delicado e refrescante este carmenérè é fruta fresca em nariz e boca. Com notas ainda de especiarias e tabaco, foi elaborado no Vale de Maipo no Chile com condução orgânica.

Tem passagem de 12 meses em barricas de carvalho francês e cubas de concreto, mas tem leveza e elegância na medida certa e equilibrada. As leveduras utilizadas são indígenas. É saboroso e tem um final longo e persistente.

Para adquirir os vinhos basta acessar o site da importadora: www.totalvinhos.com.br

Saúde e boas experiências!