Tupi or not Tupi reúne ótima gastronomia, música e bebidas na Vila Madalena

20170411_142715

É por assim dizer um espaço múltiplo. A casa localizada na Vila Madalena tem em sua proposta a apresentação de música de qualidade, um cardápio pra lá de saboroso em harmonizações com drinks, cachaças escolhidas a dedo, entre outras surpresas incríveis que pude degustar.

Sonoridade, intimismo, aconchego são as palavras que resumem um pouco deste ambiente gostoso e que proporciona em cada prato, uma livre viagem em sabores, aromas, cores em sinergia.

20170411_131755

Quando se fala em música, a casa realiza shows toda semana, com presenças como Ivan Lins, Rosa Passos, Ritchie, entre outros. É também local apropriado para lançamentos de livros, workshops e estão abertas a estudar cada projeto e proposta apresentada.

Além do palco, da área destinada ao restaurante, disponibiliza em suas instalações um bar e também um café.

20170411_122304

20170411_124354

Na parte gastronômica a chef Raphaela Homem de Melo assina os pratos que vão desde as entradas como polenta com pesto e agrião, deliciosa, sanduíche de carne louca, bem diferenciado. Nos pratos, escondidinho de costela e mandioca, purê de batata doce com ragu de cogumelos. Nas sobremesas, doce de abóbora, doce de leite, cocada cremosa e brigadeiro e também brownie com sorvete de nata e coulis de amora, entre outras especialidades muito bem feitas, saborosas e com ótima apresentação. Imperdível!

20170411_131427

As cachaças são um mundo a parte. Escolhidas a dedo para as harmonizações ou para compor os drinks da casa, tem exemplares como a Claudionor, do Norte de Minas, a Santo Grau Solera, de São Paulo, a Serra das Almas Ouro da Bahia, Weber Haus Canela Sassafrás, da Serra Gaúcha, entre outras tantas saborosas e que determinam um estilo único e pessoal no consumo.

É também possível provar os coquetéis especialmente criados para a casa, os drinks tradicionais como Negroni, Dry Martini e Aperol Spritz.

Difícil descrever o que senti em cada prato degustado, em cada harmonização, nas cachaças saborosas e principalmente neste espaço único e muito bem cuidado em São Paulo.

É conferir!

SERVIÇO

Tupi or not Tupi

Rua Fidalga, 360 – Vila Madalena – São Paulo

Tels: 3813-7404 / 3817-4488

www.tupiornottupi.net

Horários

Shows: Quartas e quintas ás 21:00 horas e sextas e sábados ás 21:30 horas.

Restaurante e Bar: De quarta a sábado, á partir das 19:30 horas

Café: De segunda á sábado das 9:00 ás 20:00 horas.

Obs: O serviço da casa é interrompido durante o show

Manobrista no local.

 

 

 

 

 

Dia das mães e delícias gastronômicas no Bazar da Cidade em São Paulo

Bazar logo

O Bazar da Cidade Edição Dia das Mães 2017 acontece de ​5 a 7​ de Maio, de sexta-feira a domingo, das 11 às 21 horas, na Obra de Arte, em Moema e promete produtos criativos em uma atmosfera deliciosa para presentear a mamãe, traz também deliciosas opções gastronômicas e música no fim de semana.

Serão cinquenta expositores com produtos bem variados – roupas e acessórios, semijóias e bijoux, vitrais, cerâmicas, papelaria, sabões artesanais, terrários e até sex toys.​

Na parte gastronômica, um restaurante criativo, comidinhas, vinhos e pastramis, sucos e smoothies, brigadeiros deliciosos e ótimo café.

Os parceiros gastronômicos desta edição do Bazar da Cidade são os seguintes:

BeFresh

O BeFresh é referência paulistana quando se fala em comida contemporânea saudável, de qualidade e saborosa. O restaurante ​participa​ desta edição do Bazar da Cidade apenas com um cardápio de bebidas muito especiais. Entre as muitas opções, várias caipirinhas e os incríveis sucos e smoothies BeFresh – feitos de pura fruta, sem qualquer adição de açúcar ou água.

Café Fora da Lei 

Em uma caminhonete Ford F75 de 1969, levam ao Bazar da Cidade seis ​diferentes tipos de café (preparados com café da variedade Catuaí Vermelho): expresso, coado, irish coffee, com leite de coco, cappuccino e gelado. Para acompanhar, cookies deliciosos.

Fernanda Vianna Enogastronomia

Oferece ​uma ótima seleção em vinhos e espumantes e saborosos pastramis.​​

Grão Vizir Masalas e Especiarias

Ervas e temperos da Grão Vizir. Produtos exclusivos que encantam todos os sentidos. As masalas (termo indiano para mistura de ervas e especiarias) são pra lá de especiais. Entre elas, Curry de Madras, Garam Masala, Kashmir Masala, Panch Phoron Rajasthani, Tandoori Masala e Tchai Masala – esta uma combinação de chá preto, leite e especiarias com sabor picante e ao mesmo tempo adocicado, que proporciona uma sensação indescritível. Destaque para a Calda de vinho e especiarias, para ser explorada em muitos pratos – a combinação de vinho com açúcar demerara e especiarias pode ser usada tanto em bolos e frutas, quanto em carnes e queijos.

Ll Riccio

Aqui criações em cozinha italiana.

Trazem uma linha de produtos como: abobrinhas, berinjelas e cogumelos grelhados, caponata de berinjela, lasagna al sugo, grissini, taralli (biscoito de azeite extra virgem), ciambelline al vino (biscoito de vinho tinto) e biscotti di ceglie (biscoito de amêndoas).

Q Bike

Food bike com brigadeiros incríveis e outros doces.

Q Gastronomia

Restaurante oficial desta edição do Bazar da Cidade, a Q Gastronomia, da chef Larissa Queiroz vai oferecer todos os dias duas opções diferentes de massas artesanais (uma para o almoço e outra para o jantar); uma opção de proteína; uma salada que o cliente poderá montar a seu gosto; e duas opções de quiches ou tortas. Entre as opções, ravioli de queijo meia cura ao molho de parmesão com tomates salteados e azeite de trufas brancas; tortellii de zucca ao molho de manteiga e sálvia; picadinho de filet mignon; torta de frango; e quiche de brie com damasco.

Música: Música no sábado e no domingo.

Serviço 

O Bazar da Cidade, edição ​Dia das Mães 2017​, acontece nos dias ​5, 6 e 7​ de Maio (de sexta-feira a domingo). Em todos os três dias, sempre das 11 às 21 horas.

Na Obra de Arte, Rua Indiaroba 97, Moema, tel. 5535- 5928.

Entrada gratuita. Estacionamento bem ao lado.

 

No espetáculo “Tudo é Jazz” só faltaram os vinhos da Caves Santa Cruz

jazz-no-promon

Fui assistir neste último final de semana o musical “Tudo é Jazz” que tem apoio cultural da Importadora Caves Santa Cruz.

O evento imperdível acontece neste final de semana. Serão as últimas apresentações (Sexta dia 28/10 e domingo 30/10).

Assinado por Claudio Botelho. A versão brasileira da peça faz tributo aos grandes nomes da Broadway: Kander e Ebb, compositores de “New York, New York” e responsáveis pelas montagens dos famosos “Chicago”, “Cabaret” e “O Beijo da Mulher Aranha”.

No palco, estrelando Simone Gutierrez, que já brilhou no Brasil com “Hairspray” e “Priscila, a rainha do deserto”, interpreta Liza Minelli. A peça tem direção de Daniel Kóstas e Dilson Mayron.

O musical tem momentos hilários e é extremamente contagiante. Uma abordagem moderna e “picante” com música ao vivo e pontos altos de interpretação.

Na plateia lotada, público eclético e uma vontade imensa de sair dançando em cada acorde.

Tudo é Jazz – Um tributo musical a Kander e Ebb

Teatro Espaço Promon: Av. JK 1830, Vila Nova Conceição – SP

Somente até 30 de outubro de 2016

Direção: Daniel Kostás e Dilson Mayron

Duração: 90 minutos

Classificação etária: 12 anos

Ingressos: a partir de R$ 80,00

Mais informações: (11) 3071-4236

https://www.bilheteriadigital.com/tudo-e-jazz-um-tributo-musical-a-kander-e-ebb-07-de-outubro

caves-santa-cruz

Apoio: Caves Santa Cruz

https://www.cavessantacruz.com.br/

Sobre a Caves Santa Cruz:

Criada em 2012 pelo português Ramiro Cruz, a Caves Santa Cruz traz com exclusividade para o Brasil mais de 150 vinhos de seis diferentes nacionalidades. Fazem parte do portfólio da importadora as vinícolas: Quinta das Hortas, Caves Primavera, Vallegre e Quinta da Pacheca, de Portugal; Caldirola, Rocca Vini & Figli e Madona, da Itália; Boisset, da França; Murviedro, da Espanha; Andean Viñas (Grupo Peñaflor) e R.P.B, da Argentina; e Corinto e Viña Carta Vieja, do Chile. A empresa também importa e distribui azeites e alimentos.

A Caves Santa Cruz oferece aos clientes o Wine Hunters – Caçadores de vinhos. Uma viagem diferenciada e com tudo incluso (aéreo, terrestre, jantares e hotéis) para as vinícolas que representa, com passagem pelas regiões de Lisboa, Porto, Douro, Óbidos, Sintra, Viana do Castelo, Fátima, e Santiago de Compostela, na Espanha, além de hospedagens em palácios e castelos. Outro projeto da empresa é o seu Showroom, um agradável espaço que acaba de ser inaugurado e expõe todos os rótulos da importadora.

 

Andrea Bocelli: Os vinhos vieram primeiro, depois veio a linda voz

20161014_150158

Há de se falar sempre da linda voz e da interpretação acima de qualquer crítica do tenor Andrea Bocelli, um ícone da música e do qual sou admirador.

O que poucos sabem é que ele e seu irmão produzem vinhos e que os vinhos vieram antes, muito antes da música do tenor. Passando de pai para filho, a propriedade chegou aos dois irmãos Andrea e Alberto Bocelli.

20161014_162929

Localizada na Toscana a vinícola produz vinhos de excelência e real qualidade. São vinhas de 70 anos em um “terroir” invejável .

A propriedade foi fundada em 1730 e de lá para cá houve crescente atualização tecnológica e na condução da propriedade e produção.

No Brasil a Importadora Itália Mais é quem assume a distribuição e comercialização dos vinhos, aos quais em degustação dirigida, com a presença do Alberto Bocelli e uma aparição meteórica do Andrea Bocelli, tivemos a grata satisfação de provar.

A família é muito simpática e o histórico do tenor famoso só veio contribuir para a divulgação e também experimentação dos vinhos, comprovadamente de grande qualidade e elaboração cuidadosa.

Pude provar alguns exemplares que ou estão no Brasil, ou chegarão. É a promessa da importadora.

Abaixo descrevo os vinhos provados e minhas preferências. Lembrando que aqui se une música, inspiração, qualidade e acima de tudo, o amor pelo trabalho realizado no vinhedo e seus resultados na garrafa e na taça. Um Show! Como tudo o que os Bocelli fazem.

photostudio_1476885271492

– Pinot Grigio IGT 2013 (No Brasil receberemos o 2015): Este vinho branco feito 100% com a Pinot Grigio é aromático e muito fresco. Sua maturação foi de 2 meses em garrafa, tendo teor alcoólico de 12%.

É delicado, frutado e seco. Seu final é prolongado e apresenta traços de mineralidade e acidez presente.

– Sangiovese IGT 2013 e 2015: Neste caso provei as duas safras, ambos de 100% Sangiovese.

O primeiro tem maior complexidade aromática. Coloração intensa, com leve tom rubi nos reflexos. O verão desta safra foi quente e a maturação muito rápida. A diferença entre o 2013 e o 2015 está na percepção da fruta. O segundo cujo ano foi perfeito em todo o processo de plantio, apresenta maior frescor e a fruta é mais presente tanto nos aromas como em boca. Ainda jovem, tem intensidade e grande potencial para permanecer anos na garrafa.

O 2013 tem a complexidade que amo ver e sentir nos vinhos, principalmente os italianos. É leve e ambos têm excelente acidez. A produção é pequena, são produzidas 2 garrafas por planta.

33% do mosto envelheceu em barricas de carvalho francês por 4 meses. A uva é cultivada em Morellino, na Toscana, é claro.

Excelente para harmonização com massas e molho de tomate, carnes vermelhas e queijo parmesão.

– Tenor Red IGT 2015: Corte das uvas Cabernet Sauvignon 34%, Sangiovese 33% e Merlot 33%, este vinho tem fermentação em inox e cimento. A maturação é de 10% em barricas de carvalho francês por um período de 8 meses.

Tem excelente potencial de guarda, mais de 15 anos, fácil!

Aromas complexos ele apresenta notas de cereja, sálvia e cacau. È um Supetoscano de dar água na boca!

20161014_164942

– Poggioncino IGT 2013: Este foi sem dúvida o mais diverso vinho de todos provados neste dia. Corte das uvas Sangiovese 60%, Canaiolo 20%, Malvasia Bianca 10% e Colorino 10%, é um vinho que fermenta em inox e tem passagem de 18 meses em barricas francesas de 2º uso (50% do vinho) e mais 3 meses em garrafa.

Intenso, integrado, complexo e muito agradável. Tem notas de framboesa, morango, cereja e groselha, seguido de notas minerais e toques de damasco e peras vermelhas. Expressa de forma muito interessante esta variação de frutas em uma complexidade adorável.

Tem 13% de teor alcoólico e vai muito bem com carnes vermelhas, cogumelos grelhados e vitela. Um show!

Mas o que dizer mais e esperar dos vinhos?

Posso dizer que adorei, tanto pela genialidade e cuidado na elaboração, como na síntese expressa em cada gole. E se juntarmos isto tudo com a música, teremos o que posso dizer ser a verdadeira confluência de aromas, sabores que em sintonia com a audição, se mostra em toda a sua plenitude.

Saúde!