Franciacorta é amor a primeira vista

Franciacorta

Love, life and Franciacorta. Perfume, elegância e delicadeza, dentro e fora da taça

Como falar de amor e vinhos sem mencionar a Itália e minhas raizes?

Pensei bastante nas uvas que gosto, na Chardonnay, na Pinot Noir e nos vinhos em geral e só pude imaginar uma uva, ou uvas,  para descrever o que e quem me representaria no amor.

Descobri que o amor é feito de blend, é mescla, mistura, corpo e alma, é passado, presente e futuro. É tradição, são histórias contadas, é o tempo.

Uni meu gosto pessoal e alguns contrastes, bem como certos aspectos individuais que seriam a minha complementação.

Pensei mais uma vez na Itália, berço do vinho, nos significados, nos sinais e claro, no sentimento.

Pensei nos aromas, comparei perfumes, pele, cor, sabor e textura.

Pensei na forma, no corpo, na alma, nas pernas ou lágrimas, na intensidade, no toque nos lábios, nas revelações, nas descobertas ou redescobertas.

Na evolução… na taça, na garrafa… no ontem, no hoje e no amanhã.

Pensei nas borbulhas, na picância, no desejo…

Me dei conta que assim como no amor, o vinho não pode ser enjoativo, ele tem que ser crescente, tem que permanecer, fazer sua graça, dançar na leveza e nas borbulhas, na língua, no olhar, no corpo em si.

Pensei ainda na autenticidade, na profissão, no ensino e aprendizado constante.

No conhecimento da língua, nas origens e onde tudo começou.

franciacorta-paesaggio

Onde o amor começou… ele sempre!

Meu pensamento não alcança, mas meu coração e sentimento sabem que a visão do hoje é reflexo de um passado distante, e veio de pai para filho, tal qual a terra em suas gerações, emanações do passado em reflexo presente.

Aí sim pensei: O amor é blend e como mistura leva a característica de várias uvas, semelhantes as qualidades, cada uma em sua parcela onde uma complementa a outra.

Franciacorta, método tradicional, “Champenoise” que o tempo prepara, espera, invade, torna sutil e complexo.

O conteúdo, nele, com ele, completo nele.

Nada como representar o amor pelo perlage, as borbulhas, lembrando do impacto do beijo, o estalo na língua.

Mil vidas, mil..cor..ações em ações que um Deus compreende na composição das telas, das teias, da terra, da vida!

Vem da Chardonnay, da Pinot Noir e da Pinot Blanc, algo que vai da característica individual à complexidade da estrutura formada, feita, lapidada.

Da essência à vivência.

Provar um Franciacorta, é mudar a perspectiva de tudo aquilo em que já se acreditou, vivenciou, viveu.

De taça em taça, em paradas muitas, sem sentido, sem emoção, sem verdades e sem esperanças… até chegar aqui, provar, sentir, se deliciar…complementar.

Franciacorta é a experiencia que muda uma vida e sua visão de mundo, sua ótica, sua perspectiva, seu sentir

É redundância, é pele, são corações.

É alma gêmea.

É amor a primeira vista!

Francia

Casa de Uco Vineyards: Sobre como produzir o seu próprio vinho

Casa de Uco a noite

Já se imaginou produzindo o seu próprio vinho ou ainda podendo definir que uvas vai compor a sua garrafa?

Bem, aqui uma oportunidade única de experimentar, definir e possuir, assim como comercializar o seu próprio vinho.

Não se trata de pegadinha, é uma oportunidade muito bem estruturada para quem é amante de vinhos, ou vislumbra uma oportunidade de mercado.

 Casa de Uco dia (2)

A Casa de Uco Vineyards & Wine Resorts, Vale de Uco, Mendoza, Argentina dispõe de estrutura física, vinhedos, capacidade produtiva e venda de lotes, inclusive realizando a consultoria e orientações para todas as fases da produção na totalidade.

O local além de ser um paraíso ao visitante com seu hotel localizado no Vale de Uco, com 320 hectares onde oferece a hospedagem e passeios, ao adquirir seu lote, o proprietário pode ter o seu espaço de hospedagem próprio, criando a “sua vila”, o seu espaço particular junto ás vinhas, construindo e se quiser até morando no local.

Para se ter uma ideia do projeto como um todo, é possível definir as uvas do seu lote, o seu terreno, a sua parcela, o blend, o processo de vinificação e até se terá passagem por madeira, ovo de concreto, garrafa, rótulo, etc. Uma experiência única em se tratando de vinhos e produção individual.

Cada lote pode ter entre 2 mil e 32 mil metros quadrados, sendo que há lotes que começam com preços á partir de US$ 50 mil mais a taxa de manutenção anual de US$ 7 mil.

Atualmente existem cerca de 4 tipos de uvas tintas plantadas na propriedade e 4 tipos de variedades brancas.

Nas tintas há a possibilidade de se elaborar com as uvas Cabernet Franc, Malbec, Petit Verdot e Pinot Noir, inclusive varietais.

Para as brancas a Chardonnay, a Sauvignon Blanc, a Torrontes e a Pinot Grigio.

Os vinhedos começaram a ser plantados em 2008/2009 sendo que as primeiras safras são de 2014/2015. Utilizam as leveduras indígenas sendo que é possível atingir teor alcoólico na casa de 14% ou mais dependendo da condução, clima e precipitações.

20170830_205552

É uma experiência única que em parte tive a oportunidade de desenvolver, ao efetuar uma série de misturas e blends com uvas locais e nas proporções por mim definidas, assim como estilo do vinho, características, etc.

20170830_233719

Na minha brincadeira meu blend foi 85% da uva Malbec 2014 barricada por 36 meses, 10% de Cabernet Franc e 5% de Malbec 2016. Resultou em um vinho elegante, com ótimo corpo, concentração de fruta em compota, estruturado, taninos macios. Um vinho de meditação, de guarda, um Gran Reserva que me agradou muito.

Amei participar desta experiência única que pode ser experimentada por quem deseja se hospedar no hotel e adquirir um dos lotes do projeto.

Para maiores informações contatar:

www.casadeuco.com

ou com Luciano: luciano@casadeuco.com  / +54 261 476 9831

 

 

 

 

Dunamis: A democracia chega aos vinhos

 

A Dunamis é uma empresa nacional produtora de vinhos, localizada em Dom Pedrito na Campanha Gaucha e Cotiporã, Serra Gaúcha, divisa com Veranópolis.

Tem como filosofia, simplificar, facilitar e descomplicar o vinho e seu consumo. Para isso reuniu especialistas e consumidores para definir como seriam os cortes ideais de seus próximos lançamentos. O painel avaliou 10 cortes diferentes e foi elaborado por blends diversos.

A questão é democratizar o vinho e tornar a tarefa de defini-los uma tarefa conjunta.

Foram degustações informais e reuniram pessoas em quatro capitais brasileiras: Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

E nós do “Blog Vinho dos Anjos e Vinnobile” não poderíamos estar fora dessa. Estivemos avaliando os cortes, ás cegas, no último dia 29 de agosto, no Rascal.

Fizemos nossa pessoal e particularavaliação sobre os vinhos, seu blend, sua composição aromática e gustativa, bem como aspectos ligados ao consumo, preferências e padrões. Após termos recebido pequena explanação sobre a vinícola, seus projetos e terroir.

Brevemente serão divulgados os resultados e os vinhos degustados para que o público consumidor possa ter acesso a estes lançamentos, com a confiança de que foram experimentados e avaliados por profissionais e por pessoas comuns, criando um mapa de assertividade confiável e transparente. Filosofia da empresa que busca através de uma visão particular, progredir também na questão da sustentabilidade.

A Dunamis já tem em seu portfólio os seguintes vinhos:

– Dunamis Cor Merlot/Cabernet Sauvignon 2008(esgotado)

– Dumamis Ser Sauvignon/Chardonnay 2010

– Dunamis Cor Merlot/Cabernet Sauvignon 2009

Aguardem os próximos lançamentos e as definições dos blends, preços e onde encontrá-los.