La Pastina lança espumante J.P. Chenet em garrafas Magnum (1,5 litros)

Linha JP Chenet Magnum

Para quem gosta de comemorar as festas de final de ano em grande estilo, a La Pastina lança o espumante francês J.P. Chenet Ice no tamanho Magnum (1,5 litros), nas versões em garrafa branca e rosé.

Uma maneira elegante de brindar as festas de fim de ano com a família ou amigos sem deixar ninguém de fora. Também é um presente diferenciado que deixa qualquer pessoa muito feliz ao receber.

A linha de espumantes J.P. Chenet Ice é um dos maiores fenômenos de venda no mundo. O produto foi criado para ser degustado com pedras de gelo, proporcionando uma experiência única para o consumidor, principalmente no nosso verão.

O espumante é também muito utilizado na elaboração de drinks com frutas vermelhas ou frutas cítricas, aumentando ainda mais a refrescância da bebida.

O J.P. Chenet Ice Rosé é produzido 100% com a casta Bobal. As uvas são provenientes de vinhedos selecionados. Após a entrada na vinícola, as mesmas são vinificadas pelo método charmat. O espumante tem coloração salmão clara, com perlage fina e persistente. Seus aromas refletem notas de frutas vermelhas frescas como morangos e framboesas, além de um gostoso toque floral.

O J.P. Chenet Ice Branco é elaborado com a uva Chardonnay e outras castas típicas. As uvas são colhidas cuidadosamente e levadas para a adega. A vinificação é feita pelo método charmat, em cubas de aço inoxidável com temperatura controlada.  O espumante tem coloração amarelo com reflexos dourados, sua perlage é fina e persistente. Seus aromas lembram notas florais e de frutas de polpa branca madura, além de suaves notas de amêndoas. Ao paladar é leve, equilibrado e refrescante.

As duas versões são indicadas para acompanhar canapés, saladas com molhos leves ou como aperitivo.

O J.P. Chenet Ice é perfeito para presentear nas festas de fim de ano e rende 12 taças ao custo de R$ 153,00 a garrafa.

Serviço:
La Pastina
Site: www.lapastina.com
SAC: 0800-7218881

 

O significado da palavra amor, os vinhos e reflexões

Santa ceia

Vinhos são maravilhosos quando estamos acompanhados de quem amamos, mas nesta época, especialmente, ficamos mais sensíveis ás coisas.

Não podemos esquecer-nos do fator principal, o nascimento Daquele que foi e é só amor, que nos ensinou o que uma palavra pode ter de significado, e mesmo assim, ainda estamos buscando aplicá-la em toda a sua extensão e essência, sem, no entanto conseguirmos.

O mundo anda tumultuado e as relações humanas difíceis de serem compreendidas. As famílias hoje são outras, compostas de agregados que exigem de nossa parte o exercício da palavra AMOR em todo o seu contexto e universalidade.

Na Santa Ceia, o vinho permanece eternizado pelas figuras e desenhos compostos e registrados pelos artistas, que não escondem que a vida em seu simbolismo, é sangue e vinho e o corpo o pão.

Várias passagens relatam na bíblia o vinho surgindo como alimento, alimento da alma, também das contradições e dos pecados, mas de uma felicidade que envolve o momento e acende a chama de muitas paixões e amores.

pão e vinho

Cristo segurou Seu copo, elevou aos céus Seus pedidos á Deus, para que o homem fosse justo, para que houvesse só paz e amor nos corações endurecidos da época.

Vemos as mesmas cenas hoje em dia, em desencontros e conflitos, falta de amor, enganos e discórdia.

A tecnologia mudou os processos, melhorou nossas vidas, tornou o vinho algo mais complexo, instigante, mas ela nos colocou na vida moderna, ás vezes desorientados no nosso querer, na nossa falta de calma, intensificando a busca pelo conforto, o excesso, o acesso aos bens materiais, elevando o “ter” em detrimento do “ser”.

Vivemos na estufa terrestre, não medimos as consequências das escolhas e da própria tecnologia que tanto defendemos e buscamos.

Éramos mais felizes quando as ruas permitiam que circulássemos em segurança, quando saboreávamos uma fruta, e ela realmente possuía o sabor da natureza pura.

Não sou defensor de coisas do passado, de permanecer sem evolução, mas no homem a evolução tecnológica não trouxe o amor como forma de relação verdadeira e civilizada, solicitada em todos os discursos e palavras de Jesus.

Também não sou defensor desta ou daquela religião, respeito ás crenças que vêm o homem como participante do processo de evolução e não o único ser de inteligência dominante no universo.

A alma e a consciência precisam se expandir em direção ao bem, ao bem querer, ao bem comum, tanto incomum de ser observado nos dias de hoje.

Lutemos pela causa do homem em sua evolução espiritual rumo á palavra que consagra a essência da chama interna, da brasa que arde em nós, chamada Deus, chamada amor.

Seja como os vinhos, seja como for, onde cada coisa é um acessório de cada um, para elevar-se e buscar a grata satisfação de ter feito o bem para seu semelhante.

vinho e natal

Desejo á todos um Feliz Natal, repleto de amor e paz, seguro de que a caminhada evolutiva é o único caminho que direciona o ser á ser superior em seus sentimentos.

Saúde!

 

 

 

Quer viver um Natal inesquecível? Era uma vez um Chalezinho…

Chalezinho

Neste Natal o restaurante o Chalezinho oferece uma ceia especial, decoração premiada e visita do bom velhinho. Uma noite perfeita!

Tomado pela magia do Natal, o Chalezinho prepara-se para oferecer mais uma festa fascinante. O pacote para a véspera (24/12) sai R$ 260, por pessoa.

O jantar inclui couvert, bufê de saladas, ceia, festival de sobremesas e bebidas não alcoólicas Tudo muito bem servido e elaborado com muito capricho e carinho.

A casa já foi premiado 4 vezes pela Associação Comercial de São Paulo com o Natal Iluminado. A fachada é rodeada por mais de 80 mil lâmpadas.

Logo na entrada fica o Papai Noel gigante e a árvore de 7 metros de altura com renas e pacotes de presentes ao redor. A riqueza de detalhes está espalhada em cada canto. As crianças levam suas cartinhas que são colocadas no cantinho do Papai Noel.

No dia 24 de dezembro, o bom velhinho chega ao restaurante para arrancar sorrisos da criançada e, é claro, também encantar os adultos. Inesquecível!

Dois pianistas tocam simultaneamente, em ambientes diferentes, e todo o movimento das mãos é transmitido por telões distribuídos em pontos estratégicos. O repertório de músicas é vasto e de diversos gêneros.

MENU DE NATAL

Couvert

Frios e queijos, como o ementhal, gruyere, parmesão, queijo de Cabra, mussarela de búfala, gorgonzola, salaminho, rosbife, peito de peru defumado, patês, molhos variados, azeitonas gordal, torradas de alho, grissinis, pães suecos, croissant, pães variados, frutas natalinas, frescas e cristalizadas.

Bufê

. Salada do Papai Noel;

. Salada de frango defumado, castanhas e passas brancas.

Ceia

. Peru Natalino (tradicional receita do Chalezinho);

. Peito de peru assado servido com farofa especial, arroz branco, frutas em calda, caramelizadas e fios de ovos;

. Frigideira de Bacalhau –  Pétalas de bacalhau norueguês ao creme, com sabor muito suave, livre de peles e espinhas. Servido com arroz branco e torradas ao azeite extra-virgem;

. Medalhões ao Funghi – Mini medalhões de filé mignon ao suave molho de cogumelos, acompanhado de polenta italiana;

. Penne Tricolore –  massa italiano com tenros pedaços de mussarela de búfala, tomates frescos e manjericão;

. Raviolli da Nonna –  recheado de mussarela de búfala, ao molho de uvas Itália e roquefort.

Festival de Sobremesas

. Sorvetes Especiais;

. Petit Gateau;

. Tortas Trufada, dos Alpes e Italiana;

. Mousse de Chocolate Lindt com Amêndoas e Avelãs.

Bebidas Não Alcoólicas

. Refrigerantes;

. Sucos em Néctar;

. Água;

. Café Nespresso;

ERA UMA VEZ UM CHALEZINHO…

Natal – 24 de Dezembro

Pacote natalino: R$206 (por pessoa)

*Crianças de 0 à 03 anos e 11 meses não pagam e entre 04 e 09 anos e 11 meses pagam 60% do valor do pacote. (Valor válido até 16 de dezembro, após esta data preço sob consulta).

Rua Itapimirum, 11 – Morumbi (Próximo ao Parque Burle Marx e Shopping Jardim Sul) – Tel.: (11) 3501-9322 – www.chalezinho.com

Aceita os cartões Visa, Mastercard, American Express e Dinners;

Possui ar-condicionado e Estacionamento com manobrista;

Capacidade: 260 pessoas

Os vinhos e o Natal…

 

Estou sem escrever tem uns bons dias… Nesta época do ano as sensações se intensificam e nossos pensamentos viram um turbilhão.

Na verdade, queremos que este sol que brilha, continue brilhando em nossas vidas, dando a luz necessária ás boas decisões e proporcionando ás videiras, o que é necessário para seu amadurecimento e seu “ponto ideal” de açucares.

Também somos assim. O sol que nos ilumina, nos enche de novas perspectivas e anseios de um futuro melhor.

Esta correlação que se estabelece entre os vinhos e o ser humano, é a “prova viva” do quanto nossas vidas são parecidas, desde o início, do nascimento, o crescimento das videiras e o produto final: os vinhos.

Como as pessoas, alguns vinhos “estragam” no caminho, outros se tornam melhores e ainda alguns se destacam pela complexidade que, na minha modesta opinião, nada mais é do que a correlação entre o conhecimento adquirido ao longo dos anos, fixados na garrafa ou no caráter de cada um de nós.

O natal se aproxima, os vinhos aproximam as pessoas,  e nesta data tão importante onde desejamos lembrar do nascimento Daquele que foi o amor puro, a forma mais especial que já existiu na terra, saúdo enviando meu presente em pensamento e luz.

O símbolo do sangue que corre em nós, o vinho tão bem representado pela cor, pela complexidade e por caracterizar vida, alimenta, nos faz sorrir, chorar e desejar o que no fundo, todos desejam: a paz e o amor em toda a sua plenitude.

Brindemos com os vinhos, tão simbólicos e verdadeiros, brindemos á vida, aos nascimentos, ao ser especial que está dentro de cada um de nós, vivo na fagulha da Centelha Divina.

Feliz Natal!