A linha de vinhos Marquês de Casa Concha cresce com modernidade

VCT

 

Dois novos vinhos Marques de Casa Concha, vinhos da marca ícone da Concha Y Toro do Chile, chegam ao mercado para consolidar e mostrar que a empresa está de olho no mercado em suas constantes mudanças. Aqui, marcada pela vanguarda e ao mesmo tempo pelo respeito às características do terroir.

A permanente vocação para explorar novas variedades de terroirs do Chile dá origem à vinhos inovadores e de vanguarda como os da linha Marques de Casa Concha, rótulo de alta gama da Vinícola Concha Y Toro.

Mais uma vez a história se repete e se perpetua com a chegada de dois novos vinhos de nobre linhagem, ao portfolio da marca:

Cinsault

Marques de Casa Concha Malbec e Marques de Casa Concha Cinsault Rosé, ambos, prova viva de que a linha segue inovando e incorporando nos últimos anos mudanças na vinificação de algumas cepas mais emblemáticas, ao reduzir o uso de barricas novas e ao adotar o uso de fudres (grandes tonéis de carvalho francês), além de explorar novos vales, em busca da melhor expressão de cada variedade.

Malbec

Desde sua criação, Marques de Casa Concha tem sido amplamente reconhecido pela imprensa internacional e conquistado menções por 5 vezes na lista dos 100 melhores vinhos do mundo pela Wine Spectator.

E sempre acompanhamos este crescimento e inovação, pois somos admiradores desta linha e da vinícola.

Os vinhos são fiéis a expressão de origem e variedade e representam a diversidade de terroirs do Chile. Experimentar novas técnicas de vinificação e manter o espírito inovador da marca, somando-se à habilidade de dar aos vinhos personalidade e sentido de origem, é o que move Marcelo Papa, enólogo de Marques de Casa Concha, a criar rótulos excepcionais, e o que faz dele um dos profissionais mais reconhecidos e respeitados do Chile. A chegada destes dois novos rótulos atesta a capacidade de Papa, de continuar surpreendendo e inovando através dos anos.

Aguardamos ansiosos para poder provar estes dois últimos lançamentos.

Quem é Marcelo Papa

Enólogo super premiado, e diretor técnico da Concha Y Toro, Marcelo Papa está à frente dos vinhos Marques de Casa Concha há mais de dez anos. Foi enólogo do ano em 2004 pelo Guide to Chilean Wine, e em 2007, pela Chilean Circle of Wine Writers e Chilean Food and Wine Association. Este ano, em 2019 conquistou novamente a posição de melhor enólogo do ano pelo Chile Special Report do Tim Atkin.

Marques de Casa Concha Malbec – Produzido no Vinhedo Lourdes, na área de Pencahua, na zona entre as Cordilheiras do Vale del Maule, este vinho se caracteriza por sua diversidade aromática, taninos firmes e notas de cereja ácida e ameixas negras. Frutoso, denso e vibrante, mantém a complexidade no paladar, com final persistente. 100% Malbec e com teor alcóolico de 13,5%, alcançou 92 pontos no Descorchados.  Onde comprar: Ville du Vin, Emporio Frei Caneca (SP) e St. Marché (nas próximas semanas)

Marques de Casa Concha Cinsault  Rosé –  É o Itata Valley, na margem norte do rio Itata, a 18 km do mar, com vinhas com mais de 60 anos, que dá origem a este rosé requintado, de cor damasco pálido, com notas de romã e melão rosa. Na boca, mostra suavidade e cremosidade, notas minerais, frescor e delicadeza. 100% Cinsault e com 11,5% de teor alcóolico, recebeu expressiva pontuação, sendo 92 pt no James Suckling, 90 pontos junto a Tim Atkin e 92 no Descorchados.

Os dois novos vinhos chegam ao mercado com o valor de R$ 120,00 e já estão disponíveis em muitos pontos de venda.

 

 

Vertical de Don Miguel Escorihuela Gascón Malbec reúne oito safras

20181024_120858

Produtor argentino apresentou seu vinho ícone em degustação inédita

A bodega Escorihuela Gascón fundada em 1884 é referência quando se fala de vinhos argentinos. Integrante do portfólio de produtos da Grand Cru, a marca reconhecida mundialmente apresentou à jornalistas uma vertical inédita dos vinhos Don Miguel.

Inédita por nunca antes ter sido realizada com uma gama tão representativa destas vinhos.

O vinho Don Miguel é o vinho ícone da vinícola. Na ocasião foram apresentados oito amostras de várias safras, iniciando com a de 2006 e finalizando com a 2015.

Vinho 100% da uva Malbec, cultivada no Vale de Uco, tem como característica atual a busca pelo equilíbrio entre a fruta e o estágio em barricas de carvalho.

Ao longo dos anos foi sofrendo atualizações e adaptações à tecnologia e também tornando-se um vinho orgânico (Safra 2008) e biodinâmico (À partir da safra 2014).

20181024_160131

Foram apresentadas as seguintes safras:

– Safra 2006: De cor violeta vivo com reflexos rubi, já é um vinho que tem 12 anos e nem por isso perdeu todo o seu esplendor e potencial. Os aromas remetem frutas negras e em boca uva passa com presença da fruta e da madeira.

Se percebe um álcool presente porém em equilíbrio com o conjunto. Vinho muito vivo e de grande persistência em boca.

– Safra 2008: Um dos vinhos que mais apreciei na degustação. Gosto da presença da barrica como uma característica marcante. Tem os mesmos traços da safra 2006, mas é ainda novo , seco e persistente.

– Safra 2009: Esta safra apresenta aromas de mentol e anisete, assim percebi. Em boca um toque mais herbáceo, verde, menos maduro.

– Safra 2011: Os aromas marcantes de frutas negras maduras e aromas de compota. Também com um toque herbáceo, vegetal.

– Safra 2012: Os aromas presentes são de frutas maduras. Também com um toque herbáceo, vegetal.

– Safra 2013: O vinho apresenta uma sensação de doçura no nariz. Em boca é seco, prolongado com um retrogosto intenso.

– Safra 2014: Neste vinho some o mentol. É um vinho de grande elegância e muito sedoso, Nariz e boca muito marcantes.

– Safra 2015: para esta safra podemos ter mais informações sobre o vinho, pois é a que atualmente está no mercado.

A característica é de muita fruta, apesar dos quinze meses em barricas de carvalho de 400 litros por 16 meses.

A degustação foi memorável. Desde o primeiro vinho até o último onde pude sentir as diferenças entre safras, clima de cada ano e também o uso da madeira. Surpreendente.

Sobre a Grand Cru
A Grand Cru é uma importadora e também é a maior rede de lojas especializada em vinhos do Brasil. Em 2017 completou 15 anos e um faturamento de R$200 mi. A empresa tem mais de 53 pontos de venda de Manaus a Porto Alegre, entre franquias e operações próprias. Além disso, também trabalha com e-commerce, clube de vinhos, venda direta e vendas para os melhores restaurantes, hotéis e empórios.
O portfólio é composto por 1900 rótulos de alta qualidade dos mais diversos países do mundo, selecionados com critérios muito exigentes pela equipe de sommeliers.

A Grand Cru é reconhecida como sinônimo de qualidade em vinhos no Brasil, tanto em termos de produtos como também serviços.