Lançamento Miolo Gamay Nouveau 2017: Vinho leve e fácil de beber

20170412_203833

A Miolo lançou este mês o seu Miolo Gamay Nouveau 2017.

Como em todos os anos anteriores o vinho vem brindar o momento tão esperado em um lançamento que demonstra a leveza que a uva Gamay pode proporcionar.

Vinho jovem, para ser bebido de forma descontraída, tranquila e naturalmente despretensiosa. Ideal para os iniciantes e iniciados no vinho, pela suavidade de seus taninos, pela riqueza nos aromas e pela versatilidade em harmonizações. É leve, frutado como os Beaujolais Nouveau da França.

20170412_203848

O evento de lançamento aconteceu na Champanharia Natalício que é um espaço que serve o público em geral.

Para quem não sabe, o Gamay é o primeiro vinho do mundo da safra 2017. Lançado ao final da colheita é elaborado com uvas da variedade Gamay, da região da Campanha/ RS. Através do processo de maceração carbônica, o que confere um sabor único.

A chegada do Beaujolais Nouveau é celebrada pelos franceses, que recebem o vinho simultaneamente sempre na terceira quinta-feira do mês de novembro.

A Miolo desde 2008 seleciona rótulos temáticos que representem as festividades da chegada do Gamay.

A temperatura de serviço ideal é na casa dos 10 a 12ºC.

Ideal para harmonizar com pizza, peixe, aperitivos e massas leves e seu consumo ideal deve acontecer em um espaço de um ano após a colheita.

20170412_192557

ANÁLISE SENSORIAL

Visão: Límpido, coloração rubi de média intensidade com bordo violáceo.
Olfato: Média intensidade aromática e alta tipicidade trazida pelo processo de maceração carbônica, aromas de morango, goiaba e maçã caramelada.
Gosto: Vinho de estrutura leve, equilibrado, em suma, extremamente agradável e descompromissado.

Faixa de preço: R$ 47,00

Informações:

Miolo / https://loja.miolo.com.br/produto/vinho-miolo-gamay-safra-2017-750ml-69757

Champanharia Natalicio

Rua Haddock Lobo, 1327

Para quem ama a Chardonnay: Mâcon-Lugny Les Genièvres, lançamento da Inovini

Louis Latour

Eu amo a uva Chardonnay e este produtor Louis Latour que é da família francesa que se consolida como referência e como pioneira na produção de vinhos com as uvas Chardonnay e Pinot noir – fora das fronteiras da Borgonha, é um achado.

O vinho Mâcon-Lugny Les Genièvres chega ao Brasil como referência emblemática deste produtor. Uma autêntica expressão de uma tendência mundial que é a crescente procura no mercado por elegantes vinhos brancos da Borgonha e de boa relação custo-benefício.

Produzido no vinhedo Les Genièvres (um dos melhores da região), Mâcon-Lugny vem da sub-região de Mâconnais, onde reina a uva Chardonnay, no sul da Borgonha, com seu solo calcário e clima quente, onde também é produzido o consagrado Louis Latour Pouilly-Fuissé.

Com medalha de prata no International Wine Challenge, em 2014, de bronze no Decanter World Wine Awards, em 2016, Mâcon-Lugny Les Genièvres, tem cor amarelo brilhante com reflexos esverdeados, aroma delicado e límpido, lembrando frutas cítricas frescas, como grapefruit e limão.

Nuances de fruta amarela, como pêssego e damasco, flores brancas e um toque mineral. Na boca tem sabores puros de frutas cítricas, frescor e final com boa persistência. Harmoniza bem com carnes brancas, peixes, frutos do mar e particularmente com queijos suaves de massa mole. Preço sugerido R$ 114,00.

Sobre a INOVINI

A Aurora, tradicional importadora presente no mercado brasileiro desde 1946, lançou em 2009 a marca INOVINI, divisão dedicada exclusivamente ao mercado de vinhos finos. A empresa que já atuava na importação e distribuição desse segmento optou por criar uma área específica para que o segmento ganhasse maior foco dentro da companhia. Com isto, agregou novas marcas ao seu portfólio e trouxe um time de profissionais com sólida experiência de mercado.

Inovini

Tel.: (11) 3623-2280

Site: www.inovini.com.br

 

 

 

 

Bodega Cuarto Domínio, no Terraço Itália, by Ravin

IMG_2034

IMG_2042

Fechando o mês de janeiro, a Ravin apresentou no último dia 31/01 os vinhos da recém-parceria estabelecida com a Bodega Cuarto Domínio, 4ª geração da família Catena na Argentina.

Foram apresentados cinco vinho sendo um branco e quatro tintos no Terraço Itália, todos harmonizados com o jantar da noite.

IMG_2049

 

IMG_2057

O branco Tolentino Winemaker`s 2012, muito expressivo, da uva Pinot Grigio 100%. Um vinho fresco e frutado, ideal para harmonizar com peixes e carnes brancas, bem como com massas leves. Da região do Vale de Uco, sem passagem por barrica, um vinho leve e despretensioso, tendo ótimo equilíbrio gustativo e boa acidez. Faixa de preço R$ 58,00 e teor alcoólico de 12%.

Depois, uma sequência de malbecs, sendo que todos eles com um pequeno percentual de Cabernet Franc.

– Lote Cuarenta y Cuatro Malbec 2012: Composto de 5% de Cabernet Franc e 95% de Malbec. Um tinto leve, porém frutado e elegante. Também do Vale de Uco, com passagem em carvalho francês de 3º uso, teor alcoólico de 13,5%.

Ótimo para harmonizar com carnes vermelhas e massas com molhos condimentados. Faixa de preço R$ 48,00.

– Tolentino Malbec 2012: Composto de 5% de Cabernet Franc e 95% de Malbec. Apresenta cor mais profunda na taça e na análise visual. Aroma de frutas negras e maduras. Apresenta notas do estágio em barricas, como café e baunilha (Passa de 6 a 8 meses em carvalho francês).

Bem equilibrado nos taninos, integrado, final redondo e marcante. Faixa de preço R$ 58,00 e teor alcoólico de 13,5%.

IMG_2076

– Chento Vineyard Selection Malbec 2010: Composto de 10% de Cabernet Franc e 90% de Malbec, que confere ao vinho uma maciez e diferenciais.

Na cor, vermelho profundo, notas violáceas. Aroma de frutas maduras, ameixa, e também a passagem pela barrica, confere um toque sedoso e integrado. Na boca, equilibrado, redondo, macio e ao mesmo tempo tânico na medida certa.

É sem dúvida o vinho que mais apreciei na degustação, pelo potencial e qualidade, bem como pelo preço acessível e honesto (R$ 78,00).

Teor alcoólico de 14,5%, imperceptível e integrado ao conjunto. Recebeu 89 pontos da Wine Spectator.

Harmoniza com carnes vermelhas condimentadas e também com pratos mais fortes da comida indiana e mexicana, bem como com massas e molhos mais elaborados, no que se refere á temperos e condimentos, e ainda acompanhamentos picantes.

– Cuarto Domínio Malbec 2009: O último vinho da noite. Composição 5% Cabernet Franc, 5% Petit Verdot e 90% Malbec. Complexo, integrado e intenso. Vermelho púrpuro, aromático (Característica de todos os vinhos da Bodega), notas de pimenta e chocolate, final longo e persistente. Faixa de preço R$ 298,00. Teor alcoólico de 15% e 87 pontos da Wine Spectator.

Um vinho que passa 24 meses em barricas de carvalho francês novas, com grande potencial de envelhecimento.

IMG_2044

Finalizando, os produtos realmente têm qualidade e se apresentam, em suas variações, dentro da proposta da Bodega e da Importadora, que é atender os mercados mais exigentes e que percebem a diferença sutil no trabalho desenvolvido e empregado em cada garrafa.

Vinhos que vieram para ficar e conquistar ainda mais, não só pelo nome conhecido e sua “assinatura” familiar, mas pela alta qualidade dos vinhos e seus diferenciais.

A fotógrafa Juliana Cupini lança dia 11 de dezembro o livro Amazônia em Pessoa, no Piola

Ju Cu

Editora Patuá convida a todos para o lançamento do livro Amazônia em Pessoa, da fotógrafa Juliana Cupini.

O lançamento será realizado dia 11/12 às 19h no Armazém Piola, Rua Aspicuelta, 547 – Vila Madalena – São Paulo – SP.

Reúne fotos da fotógrafa e sua trajetória na Amazônia.

A entrada para o evento é gratuita e o livro estará à venda por R$ 30,00 (pagamento apenas em dinheiro ou cheque).

Amigos e leitores de outras cidades que realizarem a compra antes do lançamento também receberão o livro autografado após o evento.

O evento terá uma exposição de pinturas em painéis. Imagens da Amazônia em Pessoa, obras produzidas pela artista a partir das fotos do livro, exclusivas e à venda no local.

Imperdível!

Saiba mais sobre o livro e a autora em: http://www.editorapatua.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=144

Chico 1

Leia nosso post anterior sobre o Macaco Chico:

http://vinhodosanjos.wordpress.com/2012/11/05/o-macaco-chico-a-fotografa-juliana-cupini-um-encontro-e-vinhos/