De Vinum apresenta Baron Philippe de Rothschild: Chile e França na Ville du Vin

Em almoço realizado na Ville du Vin do Itaim, a Importadora De Vinum apresentou 5 rótulos deste conceituado produtor.

Na pauta e na mesa, Chile e França, com seu “terroir” diferenciado em cada localidade e unindo tecnologia e conhecimento de vitivinicultura, expressado em cada taça.

Provamos dois brancos e dois tintos e no final um vinho de sobremesa.

Vale lembrar aqui a dedicação e o histórico da família iniciado em 1853 no vinho, que se propagou em reconhecida qualidade por todo o mundo. Principalmente quando se traduz os blends excepcionalmente elaborados.

Abaixo os vinhos provados:

img_1567

 

img_1576

– Mouton Cadet Sauvignon Blanc 2014: da França, muito aromático é um vinho que reflete a busca por maior frescor, com teor alcoólico de 12,5% e preço sugerido de R$ 115,40.

– Escudo Rojo Sauvignon Blanc 2014: De Casablanca, Chile, um vinho com complexidade e mineralidade olfativa e em boca. Apresenta fruta, frescor, excelente acidez, médio corpo, limão e frutas cítricas, com final prolongado. Teor alcoólico de 12,5% e preço sugerido de R$ 112,70.

Este dois exemplares demonstram bem a dimensão comparativa dos diferentes “terroirs” e público. Enquanto o primeiro é fruta, aromas e delicadeza, o segundo é corpo, estrutura, mineralidade e complexidade.

img_1589

– Mouton Cadet  Special Vintage 2012: De Bordeaux, França, é um blend das uvas 80% Merlot, 10% Cabernet Sauvignon e 10% Cabernet Franc.

Elegante, complexo , integrado, tem passagem em barricas de carvalho por 6 a 7 meses.

Teor alcoólico de 13,5% e preço sugerido de R$ 156,64.

Agradou pela maciez e elegância. É tânico na medida certa com um agradável toque final de café, notas tostadas e especiarias.

– Escudo Rojo 2013: Este vinho produzido no Chile é um blend das uvas Carmenérè 40%, Cabernet Sauvignon 38%, Syrah 20% e Cabernet Franc 2%. Com passagem de 12 meses em barricas de carvalho, sendo 67% novas.

Expressa aromas intensos de frutas maduras, em boca é elegante e aveludado. Com taninos redondos e muito elegantes. Teor alcoólico de 14% e preço sugerido de R$ 117,00.

img_1603

– Mouton Cadet Reserve Sauternes 2013: Da França. Este vinho de sobremesa é composto das castas Sémillon 85% e Sauvignon Blanc 15%.

É um Sauternes bem acessível e apresenta mel, compota de frutas e pêra. Adorei este vinho!

Teor alcoólico de  13% e preço na faixa de R$ 185,00.

Agora é esperar as próximas safras!

 

 

 

 

 

 

 

J.P.Chenet Ice é aposta certa da La Pastina para presentear e para o verão

J.P. Chenet Ice é produto com importação exclusiva da La Pastina.

Foram de 3.2 milhões de garrafas vendidas em 2014 em todo o mundo, transformando o produto em sucesso mundial.

J.P. Chenet Ice foi criado para ser degustado com pedras de gelo, proporcionando uma experiência única para o consumidor. O gelo não interfere na qualidade do espumante, a perlage diferenciada de sua fórmula proporciona isso.

Ideal para a elaboração de drinks com frutas vermelhas ou frutas cítricas, aumenta ainda mais a refrescância da bebida.  É perfeito também como presente nas festas de final de ano ou para beber nos dias quentes de Verão.

Muito elegante e ao mesmo tempo descontraída para levar no clube, praia ou piscina, pode ser encontrado em dois tamanhos: 200 ml (mini garrafa) e 750 ml (garrafa tradicional) nas versões: branco e rosé.

A marca J.P. Chenet está presente no mercado há mais de 30 anos e é importada com exclusividade pela La Pastina e faz parte do grupo Les Grands Chais de France, responsável por marcas de renome como François Montand, Grandial, Baron D’Arignac, Louis Eschenauer e Pierlant.

JP Chenet ICE Rosé media

J.P. Chenet Ice Rosé:

O espumante  J.P. Chenet Ice Rosé é produzido 100% com a casta Bobal. As uvas são provenientes de vinhedos selecionados, após entrar na vinícola, as mesmas são vinificadas pelo método charmat.
Notas de degustação: De coloração salmão clara, com perlage fina e persistente. Seus aromas refletem notas de frutas vermelhas frescas como morangos e framboesas, além de um gostoso toque floral. Na boca é refrescante.
Harmonização: Ideal para canapés, saladas com molhos leves ou como aperitivo.
Preço: garrafa 200ml – R$ 30,80 / garrafa 750ml – R$ 79,20.

JP Chenet ICE media

J.P. Chenet Ice Branco:

O espumante J.P. Chenet Ice Branco é produzido com a uva Chardonnay e outras castas típicas. As uvas são colhidas cuidadosamente e levadas para a adega. Sua vinificação é feita em cubas de aço inoxidável com temperatura controlada.
Notas de degustação: De coloração amarelo com reflexos dourados, sua perlage é fina e persistente. Seus aromas lembram notas florais e de frutas de polpa branca madura, além de suaves notas de amêndoas. Ao paladar é leve, equilibrado e refrescante.
Harmonização: Ideal para canapés, saladas com molhos leves ou como aperitivo.
Preço: garrafa 200ml – R$ 30,80 / garrafa 750ml – R$ 79,20.

Sobre o Les Grands Chais de France:

O grupo Les Grands Chais de France é um dos principais produtores de vinhos e bebidas alcoólicas da França. Com sede em Petersbach (Alsácia), foi fundado em 1979. A empresa começou negociando apenas cognac. A partir de 1983, diversificou sua linha de produtos para vinhos franceses de diversas regiões do país. O grupo também responde por outras marcas consagradas e de grandes volumes de venda como François Montand, Grandial, Baron D’Arignac, Louis Eschenauer e Pierlant.

Site: www.lapastina.com  / SAC: 0800-7218881
Facebook: https://www.facebook.com/LaPastinaImportadora

 

Apéritif à La Français acontece em São Paulo e Rio de Janeiro

França

Com muito charme francês o evento lançado há 11 anos e que inclui o Brasil entre os países-sede desde 2013, será lançado o Apéritif à La Français em duas grandes cidades.

O objetivo é o de promover o art de vivre e o savoir-faire francês junto aos brasileiros, reunindo vinhos e queijos, vitrines, arte, moda e cultura, entre tantas outras referências mágicas que nos fazem sonhar.

É o ato de tomar um delicioso drinque e beliscar comidinhas. Acontecerá no Piknik, espaço recém inaugurado, que alia comida de rua de qualidade em charmosos trucks e barraquinhas, com entretenimento gratuito ao ar livre.

O evento é promovido pelo Grupo Sopexa há onze anos e acontece em sete das cidades mais influentes do planeta: Tóquio, Montréal, Copenhague, Nova York, Hong Kong, Dubai e São Paulo.

Fruto de parceria entre o Ministério da Agricultura, da Agroindústria e da Floresta da França e marcas francesas, em São Paulo, a terceira edição terá inspiração nos piqueniques feitos em parques e praças de Paris e compartilhados entre amigos e familiares.

Durante os dias 17 a 20 de setembro, os restaurantes, bares e marcas presentes no local serão transformados em réplicas do art de vivre francês, e trarão petiscos e bebidas embalados por eventos culturais, tudo com sotaque bleu, blanc, rouge.

O Grupo Le Vin já confirmou participação no evento e levará ao local alguns carros-chefe do bistrô, da pâtisserie e boulangerie tão amados por paulistanos e cariocas.

Ainda serão realizadas degustações e exposições de produtos franceses em 26 pontos de venda do Grupo Pão de Açúcar em São Paulo e no Rio de Janeiro, entre os dias 13 a 23 de setembro.

Sobre o Piknik

Piknik é um novo conceito de ocupação de espaços na capital paulista que alia comida de rua de qualidade, entretenimento gratuito ao ar livre e conveniência para quem trabalha ou mora na região da Faria Lima. Ele está localizado em um dos cruzamentos mais importantes de São Paulo, no número 3.128 da Avenida Rebouças, a menos de 200 metros da esquina com a Avenida Brigadeiro Faria Lima. Seus 2.000 m² de área aberta podem ser ocupados por até 40 expositores, escolhidos por uma curadoria gastronômica, que oferecem desde comidas étnicas, pratos vegetarianos, culinária brasileira, lanches, até doces, cafés e outras bebidas diversas. O Piknik possui entrada gratuita e estacionamentos próximos ao local.

Site: www.piknikpark.com.br

Serviço

Piknik Apéritif à la française – Avenida Rebouças, 3128 (entre as estações de metrô Faria Lima e Fradique Coutinho – linha amarela)

De 17 a 20 de setembro, das 11h às 22h

www.aperitifalafrancaise.com.br

 

Nova importadora Vin’Dame aposta em vinhos da Alemanha, Itália e França

Dame 1

Não é comum encontrar em uma empresa iniciante nas atividades de importação de vinhos, um portfólio tão vasto em vinhos brancos, ainda mais sendo de países como a Alemanha.

Apresentando seus 37 vinhos no Audi Lounge em São Paulo, tanto para a imprensa como para seleto público, a importadora aposta na qualidade dos vinhos e na seleção apurada, fugindo dos vinhos “massivos” de baixo preço e qualidade por vezes duvidosa.

É a importadora  VINd’AME, focada nos melhores vinhos de “terroir” e possuindo em seu portfólio, produtores renomados e de alta qualidade.

Segundo Michael Schütte, sócio administrador da Importadora, VINd’AME é uma expressão francesa que significa vinhos d’alma e com esta filosofia degustou todos os vinhos importados, procurando o reflexo do território em que são produzidos, contrastando com os produzidos em grande escala.

Após uma primeira triagem com leituras e indicações, provou mais de 1000 vinhos e visitou mais de uma centena de vinícolas, selecionando 13 produtores.

Os produtores aprovados podem ou não possuir certificado orgânico/biodinâmico, porém a maioria têm grande  consciência ambiental, sendo que em seus vinhedos e processos de vinificação, observa-se a ausência de tratamentos químicos convencionais na cultura, realização de colheita/seleção manual e a não utilização de intervenções químicas, aditivos e corretivos nos vinhos.

O processo de vinificação natural com mínima intervenção obedece aos métodos tradicionais e o uso de sulfitos é no final da produção, assegurando sua baixa concentração, permitindo a expressão das leveduras indígenas no início do processo.

Outra preocupação é com o transporte e conservação dos vinhos, desde a origem até o consumidor, utilizando a refrigeração durante o processo.

Com o compromisso de oferecer produtos de alta qualidade a Vind’Ame importa atualmente 73 rótulos, procedentes da Alemanha, França e Itália. Em breve novos rótulos do Velho Mundo e Novo Mundo devem ser incorporados, sempre com a mesma filosofia de “vinhos de terroir”.

Abaixo, alguns dos 37 vinhos degustados:

Dame 2

– Branco: Kiedricher Sandgrub Riesling Auslese 2005: Um dos vinhos que mais gostei. É aromático, intenso e complexo. Aromas de frutas como pêssego e damasco. Em boca presença de mineralidade e boa persistência. É um colheita tardia com bagos selecionados manualmente. Sugestão de preço: R$ 579,50.

Dame 3

– Branco: Josephshöfer Monopol GG-Reichsgraf von Kesselstatt-Riesling- 2010-Mosel/Saar/Ruwer, Mosel Central – Alemanha.

Vinho de cor amarelo palha, aromas de pêssegos e mineral (pedra de isqueiro), na boca é elegante com mineralidade e persistência longa. Sugestão de preço: R$ 479,50

Dame 4

– Tinto: Gevrey-Chambertin “Vielles Vignes”- Dom. Jean-Michel Guillon et Fils- Pinot Noir 2013 Borgonha Côte d’Or – França.

Vinho de cor rubi e reflexos violáceos, aromas complexos de frutas vermelhas escuras que se refletem na boca. Final agradável e longo. Preço sugerido: R$ 689,00.

Dame 5

– Tinto: Valpolicella Superiore DOC Ripasso-Ca’Rugate – Corvina, Rondinella, Corvinone 2012 Veneto Valpolicella Superiore – Itália.

Vinho de cor rubi e aromas de frutas vermelhas com notas de especiarias. Na boca possui grande equilíbrio é macio e vem em um final bem persistente. Sugestão de preço: R$ 199,50

O desafio agora é atender a demanda com as faixas de preços elevados e a crise. Vamos acompanhar!

Para conhecer visite:

www.vindame.com.br

Colaboração: Eduardo Morya