Vinho na Vila faz edição especial no Museu da Casa Brasileira em São Paulo

Vila 1

Evento que fomenta a produção de vinhos brasileiros completa dois anos e apresenta nesta edição comemorativa, queijarias e marcas de gin nacionais, além de feira enocriativa com 20 expositores artesanais

A edição comemorativa do Vinho na Vila, acontece durante os dias 4 e 5 de agosto, no Museu da Casa Brasileira (MCB), localizado no Jardim Paulistano em São Paulo.

No evento algumas surpresas para os visitantes que poderão degustar queijos e gins genuinamente brasileiros, além de mais de 200 rótulos de vinhos nacionais, em sua maioria premiados.

O evento nasceu há dois anos para impulsionar o mercado produtor brasileiro de vinhos, cresceu, ganhou reconhecimento, elevou o status do produto nacional e mostrou para as pessoas que o vinho brasileiro tem muito valor.

A organização preparou também a “Pisa na Uva”, experiência que revive a técnica artesanal europeia de produção de vinhos, em uma experiência única.

Vila 2

Também haverá oficina para crianças, intervenções artísticas, aulas de drinks com gin e a feira enocriativa que reúne cerca de 24 expositores de design, moda, arte e gastronomia.

Além da oportunidade de comprar produtos diretamente com os produtores, a preços especiais, serão mais de 18 vinícolas, 200 rótulos para degustação, e a novidade fica para a introdução da degustação de queijos, gins e produtos da Tartuferia San Paolo, que foram inseridos dentro do pacote de degustação sem o aumento do valor do ingresso.

As marcas de gin made in Brasil, são a Beg for Gin, de Campinas (SP) e o Gin Amázzoni, do Rio de Janeiro (RJ), esta última será apresentada pela Apothek Drinks. Ambas as marcas ensinando a elaboração de drinks para os visitantes.

As vinícolas da edição são de Minas Gerais, Paraná, Serra Gaúcha, São Paulo e Santa Catariana. A taça está inclusa no valor do ingresso, é de cristal da marca Bohemia, uma das maiores fabricantes de taças do mundo.

Estaremos lá, prestigiando mais uma vez este evento do vinho brasileiro, já marcado no calendário nacional.

SERVIÇO:

Vinho na Vila

www.vinhonavila.com.br

Onde: Museu da Casa Brasileira – MCB

Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano, São Paulo

Dias 4 e 5 de agosto (sábado e domingo)

Horários:  sábado: das 11h às 20h | domingo: das 11h às 20h;

Degustação: Valores para venda antecipada no site:

Ingresso degustação: Primeiro lote R$50,00 |Segundo lote R$ 80,00| Terceiro Lote R$100,00

Compra pelo site: www.ingressorapido.com.br

Pisa na Uva – À partir das 14h – três sessões

 

Miolo e a safra de uvas em 2018. Melhor da década!

Miolo

Com o final da colheita da safra 2018, a Vinícola Miolo tem apenas uma constatação: há pelo menos 6 anos não se via clima tão propício para a qualidade da vindima no Rio Grande do Sul.

Até agora, nesta década, foram 2 safras de qualidade excepcional: A de 2011 e a de 2012, mas nenhuma superará a qualidade da safra 2018.

Nos 3 projetos da Miolo no RS foram colhidos 2/3 do total previsto, que é de 6,2 milhões de quilos de uvas. Desta forma, já é possível afirmar com segurança sua qualidade superior.

O inverno de 2017 foi um dos mais amenos registrados nos últimos anos, com baixo acúmulo de horas de frio (abaixo de 7,2 °C).

Inicialmente isto causou muito temor, pois poderia gerar reflexos negativos na quebra da dormência das gemas das videiras, interferindo no volume de produção em 2018. Entretanto, o bom estado fitossanitário da copa das videiras no pós-colheita de 2017 compensou a falta de frio e a brotação foi vigorosa e uniforme. O frio menos intenso do inverno e a primavera com temperaturas favoráveis desencadearam o início da brotação, com 15 a 20 dias de antecipação na maior parte das variedades.

A primavera transcorreu dentro da normalidade, sem altos e baixos de temperatura, o que acarretou crescimento contínuo da vegetação e floração dentro do esperado. Por influência do frio reduzido do inverno, algumas variedades apresentaram menor número de flores por cacho, deixando-os um pouco mais “ralos”, o que influenciou em um peso médio menor. Em compensação, proporcionou uma maturação com ótima qualidade e sanidade nas uvas precoces, normalmente de cachos mais compactados e suscetíveis às podridões.

As chuvas da primavera e início do verão também ocorreram dentro da normalidade climatológica e apenas no mês de outubro houve uma semana com chuvas um pouco mais intensas, que não causaram danos nas variedades que ainda estavam em floração.

O verão vem transcorrendo com chuvas bem abaixo da média por influência do fenômeno “La Niña”, com reflexos muito positivos na qualidade e sanidade da uva. As temperaturas amenas noturnas estão sendo uma constante no período de maturação, com amplitude térmica média de 16 °C, chegando em alguns casos a ultrapassar 20 °C, favorecendo, assim, o acúmulo de matéria corante nas variedades tintas.

Uvas

Há de se levar também em conta alguns outros aspectos:

1) Miolo, Vale dos Vinhedos – A safra começou no dia 3 de janeiro com as variedades Pinot Noir e Chardonnay bases para espumantes, com ótimos resultados para a linha Miolo Cuvée Tradition e para o Miolo Millésime, produzido apenas nas melhores safras. Seguiu-se com a elaboração do Miolo Cuvée Giuseppe Chardonnay e, neste momento, estão sendo elaborados os tintos com a variedade Merlot, finalizando em março com a variedade Cabernet Sauvignon, utilizada para a produção dos vinhos Miolo Cuvée Giuseppe Merlot/Cabernet Sauvignon, Miolo Merlot Terroir e o ícone Miolo Lote 43, este elaborado somente nas safras excepcionais.

No Vale dos Vinhedos o clima transcorreu de forma adequada, com chuvas limitadas e esparsas, acompanhado de temperaturas mais amenas em relação à média normal. A previsão total de colheita é de 700 mil quilos.

2) Seival, Campanha Meridional – A safra teve início no dia 8 de janeiro com as variedades Pinot Noir e Chardonnay bases para a produção do espumante Seival. Na sequência foram colhidas as variedades Pinot Grigio, Sauvignon Blanc, Chardonnay e Viognier, utilizadas nos brancos das linhas Seival, Miolo Seleção e Miolo Reserva. Já a variedade Alvarinho, será colhida em março para o Quinta do Seival.

Para os vinhos tintos a Pinot Noir colhida em janeiro tem agora sequência com as variedades Tempranillo, Touriga Nacional, Merlot e Tannat, finalizando em março com Cabernet Sauvignon e Petit Verdot para as linhas Seival, Miolo Seleção, Miolo Reserva e Quinta do Seival. Finalmente, após 7 anos será elaborada nova edição do Sesmarias.

No Seival o período de grande estiagem a partir de janeiro, surpreendeu pela característica de clima árido, com temperaturas que chegavam a 32 graus durante o dia e, em algumas noites, caíam a 9 graus, propiciando uvas com maturação excepcional – esse fenômeno foi raras vezes observado. Previsão total de colheita: 1 milhão e meio de quilos.

3) Almadén, Campanha Central – A colheita começou no dia 5 de janeiro pela variedade Gewürztraminer, seguindo-se com as brancas Chardonnay, Chenin Blanc, Semillon, Riesling Itálico, Riesling Renano e Sauvignon Blanc – utilizadas na elaboração dos vinhos base espumante e varietais Almadén -, finalizando com a Ugni Blanc. Já para os tintos, a colheita teve início com a Pinotage em meados de fevereiro, seguindo com Merlot e Tannat, com finalização em março com a Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon utilizadas para elaboração de todos os varietais Almadén. Também será elaborado o Vinhas Velhas Tannat, o que acontece somente nas melhores safras.

O clima na Campanha Central apresentou-se seco com precipitações muito limitadas, que, potencializadas por seu solo arenoso, propiciaram períodos de longa estiagem. Temperaturas amenas à noite favoreceram a maturação ideal das uvas. A previsão total de colheita é de 4 milhões de quilos.

No final o resultado foi de que foram todos os vinhos cujas safras só são elaboradas exclusivamente em excepcionais anos de colheita. Além disso, uma safra de qualidade como a de 2018, vem coroar todo o trabalho de dedicação e inovação que foi realizado ao longo dos anos em prol da melhoria da qualidade.

Agora é aguardar a comprovação final na mesa do consumidor que é quem dará o veredicto.

E vamos ás provas!

 

 

Vinícola Góes inicia a comemoração dos seus 80 anos com vindima especial

Logo Goes

De 20 de janeiro a 04 de fevereiro, sempre aos sábados e domingos, a Vinícola Góes realiza a sua tradicional vindima.

Este ano em função da comemoração dos seus 80 anos a edição será mais que especial!

A Vindima é o passeio no qual o visitante entra em contato com a história da Vinícola Góes, é levado para conhecer os parreirais, colher e pisar as uvas.

O visitante finaliza seu passeio com um delicioso almoço harmonizado com os rótulos da casa.

O valor do passeio é R$ 220,00 – por pessoa – e inclui almoço, taça de vinho, chapéu e foto personalizada. Crianças de 06 a 12 anos pagam meia e crianças até 05 anos não pagam.

O visitante ainda ganhará um voucher para retirar o vinho que produziu com a pisa da uva.

20170531_123455

Um pouquinho da Góes

Empresas são como pessoas, traçam planos, compartilham momentos, superam crises, escrevem sua história e evoluem com o tempo.

Assim pode ser definida a trajetória da Vinícola Góes, tradicional empresa brasileira que em 2018 completa 80 anos de história.

Desde 1938, de geração em geração, a família de Gumercindo Góes, um dos pioneiros produtores de vinho do Brasil, mantém a dedicação e cuidado na produção das uvas e elaboração de seus vinhos para agradar o paladar brasileiro. Para festejar o octogésimo aniversário, a Vinícola Góes terá diversos momentos de comemoração ao longo do ano, em agradecimento a todos que estão e estiveram compartilhando com a empresa e com seus produtos os bons momentos ao longo de suas vidas.

O primeiro destes momentos é a XII Edição da Vindima, a VINDIMA GÓES 2018, evento muito aguardado por visitantes e turistas de todos os Estados que visitam anualmente a vinícola, trazendo família e amigos.

20170531_130015

Mais sobre o passeio

festa da colheita deste ano será especial e as vendas já começam em dezembro.

A trajetória da Vinícola Góes é contada pelos membros da família e da equipe da Vinícola, dando início ao encontro. Posteriormente, o visitante é levado por um charmoso trenzinho até o vinhedo. Durante o trajeto, é possível se desconectar da cidade grande, aproveitar o clima da região e participar de um bate papo descontraído, onde são apresentadas as curiosidades da região, do plantio e da colheita da uva, reforçando a importância da cultura vitivinícola em São Roque.

20170531_130027

Chegando aos vinhedos, os participantes podem colher as uvas diretamente das videiras. Em seguida o processo da elaboração do vinho é apresentado no interior da área de produção. O enólogo Fábio Góes é quem revela os segredos da produção de boas safras.

Ainda no interior da fábrica, se inicia um dos marcos de todo o evento, a tradicional Pisa da Uva.

Todos são guiados para reviver a história da produção do vinho, de forma nostálgica e encantadora, pisando as uvas ao som de músicas típicas, despertando recordações emocionantes, em meio a muita animação e felicidade.

Para finalizar o passeio, todos são convidados a fazer um brinde de celebração da farta colheita e desfrutar, em meio ao ambiente das videiras, um almoço típico português, acompanhado de toda a linha de produtos da Vinícola Góes. O retorno à sede conclui o passeio, que sempre reserva algumas surpresas.

Nós do Vinho dos Anjos estaremos lá no dia 28/01, em um belo domingo! Saúde!

Serviço:

Evento: Vindima 2018;

Local: Vinícola Góes – Estrada do Vinho Km 9 – Canguera – São Roque ;

Datas: De 20 de janeiro a 04 de fevereiro (sempre aos sábados e domingos e feriado (25) e dia (26);

Horários: 10h, 11h30 e 13h;

Preços: R$ 220,00 – por pessoa – inclui almoço, taça de vinho, chapéu e foto personalizada;

Tel: (11) 4711-3500

Crianças de 06 a 12 anos – pagam meia;

Crianças até 05 anos não pagam

 

Do vinho rosé aos azeites: Vinícola Aurora se faz presente em cores, aromas e sabores

Logo Aurora

A Vinícola Aurora apresenta o seu vinho rosé Aurora Reserva Rosé 2017 elaborado 100% com a uva Merlot.

Esse rosé chega para ser uma das boas opções em vinhos leves e despretensiosos em épocas de clima quente mas que, pela sua característica gastronômica e ampla gama de harmonizações, é ideal para todas as fases do ano.

Aurora merlot rose

Ideal para acompanhar os diversos pratos da cozinha asiática – tailandesa, japonesa, chinesa ou indiana – , a vasta culinária litorânea de várias origens (paellas, risotos com frutos do mar, ensopados de peixes e moquecas em geral) além de assados de carne branca e suína e massas com molhos leves e sem carne, além de diversas frituras presentes nas mesas de bar e nas festas, o Aurora Reserva Rosé também é excelente nas reuniões ao redor da piscina ou na praia, com sua leveza e frescor.

Na riqueza de aromas sedutores de frutas tropicais e forte presença de morango e de framboesa, além de toques florais nos seus aromas. Na estrutura revelada em boca com interessante acidez, toda a harmonia no corpo e na estrutura, formam um conjunto delicioso e faz deste rosé um vinho leve, impossível de provar só uma taça.

Aurora rose uvas merlot

Seu layout do rótulo foi pensado para destacar a leveza e a jovialidade.

Além disso, a Vinícola Aurora lança também seu azeite extra virgem chileno na linha Pequenas Partilhas Notáveis da América.

Maior vinícola do Brasil amplia sua linha com conceito de América do Sul incorporando a ela um azeite gourmet de alta qualidade, elaborado no Vale do Maule, no Chile.

As opções de embalagem são em garrafas de 500 ml de vidro escuro com o prático bico dosador vai e vem e em kits com 12 garrafinhas de 15 ml, ideais para consumir em doses únicas ou para presentear.

azeite_pequenas_partilhas_chile

Faz parte do projeto de ampliação da linha Pequenas Partilhas Notáveis da América, lançada em 2015 com vinhos tintos de uvas ícones de 4 países produtores sul-americanos: Cabernet Franc do Brasil, Carmenère do Chile, Malbec da Argentina e Tannat do Uruguai.

O objetivo desse projeto é o de atender aos clientes que apreciam produtos com diferenciais de qualidade, prezando pela saúde e bem estar, em todo o Brasil.

A opção de integrar a linha com azeite se deu em razão dessa sinergia natural e histórica entre vinho e azeite. O Chile foi o país escolhido para ser o fornecedor do azeite, em função de suas privilegiadas condições naturais e fitosanitárias.

O azeite extra virgem Pequenas Partilhas Meio Dia Notáveis da América é elaborado no Vale do Maule, com as variedades picual (70%) e arbequina (30%), e tem um índice de acidez máxima de 0,2%. É um azeite extra virgem de alta gama, muito bem equilibrado (com a picância da picual e a suavidade da arbequina) e agradável ao paladar, ideal para enriquecer o sabor de folhas verdes fortes, carnes vermelhas grelhadas e para compor vários tipos de molhos. Estará em breve à venda em lojas, empórios, restaurantes e em grandes redes de varejo de todo o Brasil.

Cooperativa Vinícola Aurora

Visite o site: www.vinicolaaurora.com.br

SAC: 0800 701 4555

Matriz Bento Gonçalves (RS): (54) 3455-2000

Filial São Paulo: (11) 3051-6124

Escritórios e representantes em todo o território nacional