Vinho Esporão Trincadeira 2016 é o novo lançamento da Qualimpor

Esporão Trincadeira 2016

Chega ao mercado brasileiro a nova safra do vinho Esporão Trincadeira.

Vinho varietal de grande expressividade e equilíbrio, revela o potencial da casta trincadeira, em completa consonância os solos e o clima da Herdade do Esporão.

Provém de uma vinha de 41 anos de idade, cujas uvas foram colhidas manualmente e vinificadas em concreto, onde também permaneceu para maturação durante seis meses.

Produzido sob supervisão dos enólogos David Baverstock e Sandra Alves o vinho Trincadeira 2016 possui aromas de frutas frescas e maduras, com nuances de ameixa e folha de chá.

Em boca é equilibrado, com textura sedosa e aveludada. O final é persistente e marcante.

torre do esporão

Importado exclusivamente pela Qualimpor, este vinho está disponível em garrafa de 750 ml, e pode ser encontrado nos principais empórios e restaurantes do Brasil.

Preço sugerido: R$ 106,00

QUALIMPOR – importação e exportação:
(11) 5181-4492
www.qualimpor.com.br
Sobre o Esporão: Fundado em 1973 por José Roquette e Joaquim Bandeira, o Esporão é uma das mais importantes empresas de vinhos em Portugal. Determinante na afirmação nacional e internacional do Alentejo, o Esporão é também hoje um embaixador da cultura Portuguesa, desenvolvendo a sua atividade dentro dos limites da sustentabilidade e construindo relações próximas com clientes e consumidores em todo o mundo.

O Esporão está presente na região do Alentejo, onde produz vinhos tão emblemáticos como o Esporão Reserva e o Monte Velho, assim como azeites virgens extra. Integrado nas adegas, está o Enoturismo da Herdade do Esporão. Na continuidade do projeto do Esporão está a Quinta dos Murças, propriedade na região do Douro, onde são produzidos vinhos de terroir com selo de garantia Esporão.

O Esporão comercializa os seus produtos em todo o tipo de lojas e restaurantes em mais de 50 países em todo o mundo. A abordagem holística na adaptação de uma alargada gama de práticas sustentáveis inovadoras do Esporão tem conduzido a vários reconhecimentos nacionais e internacionais, de onde se destacam o prestigiado prémio “Sustainability of the year award” nos “The Drinks Business Green Awards 2013”. Em 2014, o Esporão venceu os “European Business Awards for the Environment” na categoria de “Produtos e Serviços”.

 

 

O Outubro é Rosa e os vinhos são da Caves Santa Cruz

outubro-rosa-1

A conscientização ao combate do câncer de mama é uma das grandes bandeiras levantadas neste mês de outubro.

Como todos os anos, a campanha visa alertar e chamar a atenção ao problema e aos cuidados necessários para a prevenção. Criada nos Estados Unidos, na década de 1990, tem por objetivo mostrar para a população a importância do diagnóstico e do tratamento precoce do câncer mais comum entre as mulheres.

Pensando nisso e de um forma muito bonita, a Caves Santa Cruz aderiu a campanha e reuniu vinhos que são a “cara” do mês e das mulheres conscientes.

Representando várias regiões produtoras de vinhos, a importadora Caves Santa Cruz destaca alguns de seus vinhos rosés de Portugal, um dos ícones do Velho Mundo em total apoio ao “Outubro Rosa”.

out-2

Comenda Grande Rosé

Premiado com medalha de prata no concurso AWC Vienna, este regional alentejano apresenta uma cor rosada aberta com aroma a frutos vermelhos do tipo framboesa. Excelente para acompanhar peixes, frutos do mar e até mesmo carnes mais leves, tornará sua refeição mais sublime. Feito com castas tinta Caiada e Aragonês é fermentado em cubas de inox com temperatura controlada. Um excelente rosé português.  Preço sugerido: R$ 66,68

out-3

Adega Penalva Rosé

Ideal para apreciar pratos elaborados com peixes ou carnes mais leves, Adega Penalva Rosé proporciona momentos agradáveis por um aroma de frutas vermelhas envolvente e intenso. Produzido na região portuguesa do Dão é feito com Touriga Nacional e Aragonez. Temperatura de serviço: 10ºC. Preço sugerido: R$ 36,70

out-4

Hortas do Caseirinho Frisante Rosé

Este vinho, extremamente suave e com aspecto cristalino é ideal para acompanhar entradas, pratos leves e para refrescar os dias mais quentes. Em boca é equilibrado, com estrutura média e persistente. O que as encanta é o aroma que este vinho proporciona: fresco, mineral e com exuberantes notas de frutos vermelhos com toque de especiarias. R$ 35,28

out-5

Primavera Corrente Rosé

Feito na região portuguesa da Bairrada é um vinho leve e refrescante com características acentuadas do solo. Excelente para acompanhar peixes, frutos do mar e até mesmo carnes mais leves, tornará sua refeição mais sublime. Preço sugerido: R$ 26,78

Caves Santa Cruz. Atendimento e Televendas: (11) 2197-0111

https://www.cavessantacruz.com.br/

https://www.instagram.com/cavessantacruz/

Sobre a Caves Santa Cruz:

Criada em 2012 pelo português Ramiro Cruz, a Caves Santa Cruz traz com exclusividade para o Brasil mais de 150 vinhos de seis diferentes nacionalidades. Fazem parte do portfólio da importadora as vinícolas: Quinta das Hortas, Caves Primavera, Vallegre e Quinta da Pacheca, de Portugal; Caldirola, Rocca Vini & Figli e Madona, da Itália; Boisset, da França; Murviedro, da Espanha; Andean Viñas (Grupo Peñaflor) e R.P.B, da Argentina; e Corinto e Viña Carta Vieja, do Chile. A empresa também importa e distribui azeites e alimentos.

De Vinum apresenta os vinhos da Herdade de Mingorra no Rancho Português

Nova Imagem (2)

Almir Anjos e Sofia Uva

Almir Anjos e Sofia Uva

Com a presença de Sofia Uva, foram apresentados alguns vinhos que compõem o portfólio da De Vinum, importadora da marca no Brasil.

Além de muito simpática, a representante da vinícola contou um pouco da história da família e nos apresentou os vinhos.

O almoço harmonizado reuniu imprensa e profissionais do setor, no Rancho Português – Leitão á Bairrada, localizada na Avenida dos Bandeirantes em São Paulo.

Uva 1

Uva 2

Uva 4

Entre bolinhos de bacalhau, alheira e o prato principal, bacalhau a Brás, pudemos provar três dos vinhos de entrada muito leves e adequados ao momento e ao clima. Um branco, um rose e um tinto da linha “Terras d’Uva”.

Todos eles sem passagem em barricas, apenas aço inox. Muito versáteis e bem feitos, provenientes de uvas próprias da propriedade localizada no Alentejo, mais precisamente em Herdade de Mingorra.

Provamos também os especialíssimos vinhos Terras d’Uva Reserva 2012 e Terras d’Uva Grande Escolha.

Dois excelentes tintos que também harmonizaram com o bacalhau.

terras_uva_reserva

– Terras d’Uva Reserva 2012:

Das castas Trincadeira, Alfrocheiro, Alicante Buschet e Touriga Nacional, este tinto apresenta coloração vermelho violáceo intenso, aromas de frutas vermelhas maduras, muito bem integrado no uso da madeira (São 6 meses em carvalho francês e americano), apresentando final longo e prolongado. Teor alcoólico de 13,9%.

terras_uva_grande_escolha

– Terras d’Uva Grande Escolha 2011:

Das castas Alicante Bouschet, Syrah e Touriga Nacional, este tinto apresenta coloração vermelha intensa com reflexos arroxeados. No nariz muita fruta escura em compota. O paladar é extremamente agradável, com boa intensidade de boca, taninos firmes e macios, com presença de chocolate e tabaco, tudo muito bem redondo e harmonioso.

Passagem por 12 meses em carvalho francês. Teor alcoólico de 13,5%.

Grande potencial de guarda até 7 anos.

IMG_7995

Aguardamos as próximas safras do vinho branco, rose e tinto, para conferirmos a leveza e os aromas.

Saúde!

 

 

Ferreira Porto: Referência em qualidade e história

Porto Ferreira

Não há como falar da história da evolução da região Demarcada do Douro sem mencionar o nome da mulher que revolucionou sua época e ajudou a construir uma marca que é referência mundial no mundo dos vinhos.

No dia 26 de março (sábado) fará 120 anos da morte de uma mulher forte, de espirito empreendedor e que amava o que fazia.

Por trás da região do Douro e dos vinhos do Porto, ícones da identidade portuguesa, está

Antónia Adelaide Ferreira – a famosa Dona Antónia. Ferreirinha, como era chamada carinhosamente, que herdou os negócios da família em 1844, aos 33 anos de idade. Mulher de fibra, não se limitou a gerir a herança e fez uso de sua energia e personalidade para expandir os negócios, sempre mantendo o seu carisma natural e a preocupação com o bem-estar dos seus funcionários.

Onde o machismo predominava, Dona Antónia construiu uma das mais colossais fortunas do seu tempo. Fez frente aos ingleses que dominavam o vinho do Porto, recusou títulos, enfrentou pragas naturais devastadoras, construiu e melhorou dezenas de quintas e foi durante anos a maior exportadora do vinho do Porto e sua reputação ficou tanto pelo seu caráter de empresária, como também a de protetora dos mais necessitados, sendo responsável pela construção do Hospital da Régua, sua região natal, e por outras importantes obras sociais.

Em 1988, os seus descendentes decidiram criar o Premio Dona Antónia Adelaide Ferreira que, anualmente, reconhece mulheres portuguesas que, por seu empreendedorismo e habilidades humanas, tenham se destacado por replicar o exemplo de Ferreirinha nos dias atuais, em especial contribuindo para o desenvolvimento econômico, social e cultural de Portugal.

Prêmios Ferreira Porto

 

www.inovini.com.br