Portugal investe no Brasil com presença forte de seus vinhos em supermercados

Portugal Festival

Está chegando a 2ª edição do Festival Vinhos de Portugal

A ação acontece entre os dias 29 de outubro e 7 de novembro próximos, quando os rótulos portugueses serão protagonistas nas prateleiras de supermercados, lojas, empórios e e-commerces de todo o País.

Durante o período, estabelecimentos físicos e virtuais participantes vão criar campanhas, promoções e outras atividades em torno dos vinhos de Portugal.

O objetivo é destacar os rótulos portugueses no varejo, canal de compras que representa quase 70% das vendas de vinhos no Brasil, de acordo com dados da ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados).

A primeira edição do evento, realizada em 2020, impactou positivamente nas vendas e exportações de vinhos portugueses no Brasil. No último ano, o envio de rótulos de Portugal para nosso mercado aumentou 23,5% em valor.

Quando são analisadas exclusivamente as exportações de vinho DOP ou IGP (vinho certificado com maior valor agregado), o crescimento é ainda mais significativo: o Brasil ultrapassou os EUA e agora ocupa a liderança nesta categoria, com crescimento de 28% em valor e em volume.

Este ano o evento vai refletir esse posicionamento de qualidade superior, apostando nos vinhos premium nas peças de decoração criadas para os estabelecimentos. “Esse direcionamento está em consonância com demandas que o mercado aponta: os vinhos portugueses foram os únicos a registrar aumento em valor e preço médio ao longo de 2020”, resume Carlos Cabral, consultor do Festival.

No primeiro quadrimestre de 2021, o destaque nas exportações de vinhos portugueses foi para o Brasil: um aumento de 44,4%, representando 20,69 milhões de euros.

Para a ViniPortugal, o objetivo na edição deste ano é expandir a oferta de vinhos e o número de pontos de vendas em diferentes cidades do Brasil, em estados mais distantes do eixo Rio-São Paulo.

Aproximadamente 3.000 lojas espalhadas por todo o Brasil devem participar do Festival. Serão vinhos de 9 das principais regiões vinícolas de Portugal e mais de 250 tipos de uvas.

Capacitação profissional

As lojas participantes vão receber gratuitamente materiais para decoração do ponto de venda e sinalização de seus espaços dedicados aos vinhos portugueses no período do evento. As equipes das lojas, empórios e supermercados terão um treinamento em vinhos de Portugal ministrado pelo consultor Carlos Cabral, que soma 40 anos de trabalho no mundo do vinho e mais de 23 anos atuando em uma grande rede de varejo.

Promovido pela Vinhos de Portugal em parceria com a ABRAS – Associação Brasileira de Supermercados, o Festival Vinhos de Portugal tem participação do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana, da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, da Comissão Vitivinícola Regional do Tejo, da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, da Comissão Vitivinícola Regional do Dão, da Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa, da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal e da Comissão Vitivinícola da Bairrada.

 

 

Portugal investe pesado no Brasil com ações exclusivas de vinhos em supermercados

Vinhos de portugal

Festival de vinhos promovido pela Associação de produtores de Portugal acontece em supermercados de todo o Brasil

Com as restrições de estabelecimentos como bares e restaurantes ocorridos devido a pandemia, os supermercados acabaram por registrar um aumento nas vendas de vinhos. Entre fevereiro e maio deste ano, o crescimento foi de 50% nas regiões Sul e Sudeste, e de 35% nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste.

O momento é promissor para o setor supermercadista, embora todo o desafio existente.

Com esta “nova demanda”, os Vinhos de Portugal vão promover, entre os dias 23 de outubro e 1° de novembro, o Festival Vinhos de Portugal no Brasil.

A ampla e inédita ação será focada no varejo e a entidade que representa os vinhos portugueses estabeleceu uma parceria com a ABRAS – Associação Brasileira de Supermercados, que irá ativar seus 96 mil estabelecimentos associados, para, no período, ampliarem a oferta de vinhos portugueses em suas prateleiras.

Os estabelecimentos receberão treinamento ministrados por diversos especialistas de vinhos que tem a coordenação e interface nas ações de Carlos Cabral, especialista em vinhos e vinhos portugueses.

Os investimentos são da ordem de meio milhão de euros. O objetivo é ampliar o consumo e o conhecimento sobre os vinhos de Portugal, já que temos disponíveis mais de mil rótulos de 14 regiões, e mais de 250 tipos de uvas.

Hoje, o setor de supermercados representa quase 70% das vendas de vinhos no Brasil e foi responsável, em 2019, por 31% da importação e venda de vinhos portugueses no País. É um segmento que a cada dia está mais presente no cotidiano do brasileiro, principalmente os novos consumidores, que aprendem adquirindo vinhos em promoção e com o tempo vão exigindo outros vinhos, mais elaborados, com mais prestígio e mais caros.

Os supermercados participantes do Festival Vinhos de Portugal vão contar com materiais exclusivos para os espaços reservados aos vinhos portugueses que participam da campanha.

Os materiais e os treinamentos serão fornecidos e oferecidos pelos Vinhos de Portugal sem custos para os estabelecimentos.

Vinho que fala a mesma língua

Portugal ocupa, desde 2016, a 2ª posição no ranking de importação de vinhos no Brasil. No primeiro semestre deste ano, registou crescimento de 16,8% em nosso mercado, com aumento de 17,2% em volume e de 18,6% em valor.

O sucesso se deve aos rótulos em nosso mercado, como o surgimento de importadores exclusivos de vinhos portugueses e o grande fluxo de turistas brasileiros que elegem Portugal como seu primeiro destino internacional, devido à familiaridade com o idioma e preços atrativos em passagens aéreas.

Durante o festival, mais de 1.500 novos vinhos serão apresentados por quase 200 vinícolas, que além de fornecerem suas já tradicionais marcas, querem apresentar novidades recentes, fruto de grandes investimentos nas áreas agrícolas, com a implantação de novos vinhedos e tecnologia, e os mais modernos equipamentos auxiliando a enologia. Os Vinhos de Portugal também fornecerão suporte e informações para importadoras e supermercados interessados em importar estes novos rótulos para o mercado brasileiro.

 

Vinhos de Portugal unem Tradicionalismo e Modernidade na garrafa

Portugal

Por: Eduardo Morya e Almir Anjos

O título pode parecer contradição, pois tradicionalismo é um apego aos costumes e práticas do passado enquanto a modernidade é o novo, o recente, o inovador.

Após participar da “Grande Degustação dos Vinhos de Portugal 2014”, realizada pela ViniPortugal em São Paulo dia 26 de agosto, chegamos à conclusão é de que os vinhos de Portugal possuem o perfil do tradicionalismo moderno.

O evento contou com 32 produtores ou representantes que apresentaram seus vinhos, comprovando que a indústria vitivinícola de Portugal renova-se continuamente buscando manter as tradições e aliar as técnicas mais modernas em todo o processo de produção.

A atual geração de produtores possui grande qualificação e profissionalismo, fruto de busca por aprimoramento internacional, fazendo bom uso da experiência de seus antepassados e elaborando vinhos muito apreciados pelos consumidores, pois o mercado é exigente e atento. Com suas mais de 250 castas típicas mescladas com castas de outros países, expressa o “terroir” diversificado em sua plenitude territorial com sua marca pessoal de fazer vinhos.

Foi apresentado um inédito Seminário chamado: “Safras Antigas”, muito bem conduzido por Jorge Lucki, onde foram apresentados vinhos especiais, atestando o potencial de guarda dos vinhos portugueses.

Pera Manca 1998

Para a degustação inesquecível, vinhos de muito caráter e identidade própria, apresentando ótima evolução:

– Quinta de San Joanne 2000 branco,

– Quinta dos Termos Reserva 2002 tinto,

– Quinta do Crasto Reserva  2004 Old Vines tinto,

– Marques de Borba Reserva 2003 tinto,

– Cortes de Cima Reserva 1998 tinto,

– Pera Manca 1998 tinto,

– Moscatel de Setúbal Venâncio da Costa Lima 30 anos,

– Porto Burmester Colheita 1955.

A ViniPortugal tem como missão promover a imagem de Portugal, contribuindo para um crescimento sustentado dos vinhos portugueses e este evento foi prova de que a ViniPorugal cumpre com brilhantismo a sua missão pelo mundo.