Miolo apresenta novas safras e seu vinho Sesmarias 2018

Miolo Sesmarias topo

A safra 2018 é uma das melhores dos últimos anos

A Miolo Wine Group, uma das mais conhecidas vinícolas brasileiras apresentou por Adriano Miolo, diretor superintendente e enólogo, uma prévia da nova safra dos vinhos 2018.

Vários vinhos foram amostras retiradas das barricas de carvalho, apenas para dar uma idéia do potencial que os vinhos já apresentam, muito antes de estarem prontos para serem comercializados.

A Avant Première desta safra aconteceu para jornalistas, convidados e influencers e foram harmonizadas com pratos do cardápio da NB Steak House.

A safra 2018 tem como características principais o fato de ter havido poucas precipitações (chuva), estiagem prolongada e a necessidade de em alguns casos os vinhedos terem sido irrigados.

Foram apresentados os vinhos abaixo, todos de amostras de barricas (Menos o Sauvignon Blanc), portanto vinhos que ainda serão lançados.

20180821_200611

Miolo Reserva Sauvignon Blanc Colheita Noturna 2018

Este já em sua garrafa original está pronto e já é comercializado pela Miolo. Apresenta com amarelo palha e tem em seus aromas intensa fruta. No paladar tem ótima acidez, frescor e um final prolongado e elegante. Foi harmonizado com carpaccio e salada.

As amostras de barricas:

Miolo Single Vineyard Touriga Nacional 2018

Uma das castas que mais aprecio e que se deu muito bem no Brasil, a Touriga Nacional tem estrutura e corpo. Neste vinho a idéia é utilizar barricas de 2º e 3º usos em uma previsão de permanência por 12 meses. O vinho tem ótima estrutura em boca, é equilibrado mesmo sem estar pronto e demonstra um excelente potencial para guarda. No atual estágio seu teor alcoólico é de 15,4% o que não assusta por toda a sua configuração nos aromas e palato.

Sesmarias Rótulo

Sesmarias 2018

Das uvas Cabernet Sauvignon, Merlot, Tempranillo. Petit Verdot, Tannat e Touriga Nacional, este blend demostra o trabalho na composição da estrutura do vinho e sua singularidade, ou melhor, seu plural, fruto do “know how” desenvolvido pela Miolo.

Da região da Campanha Meridional, RS também é um vinho de alto teor alcoólico, como a maioria apresentada em função da maturação das uvas e das altas temperaturas da colheita 2018.

De cor profunda, ainda tem um certo toque herbáceo que deve sofrer um afinamento após a passagem prevista de 18 meses em barricas de carvalho e posterior finalização. Complexo nos aromas e paladar tem  muita intensidade.

Limitado a apenas 6912 garrafas é possível fazer uma “compra futura” considerando que a entrega será apenas em início de 2020. Após esta data o vinho será apenas comercializado na loja da Miolo, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves.

Miolo Lote 43 2018

Sou um apaixonado por este vinho. Desde a sua primeira safra a qual tive a oportunidade de provar, assim como as que sucessivamente vieram nos brindar com a qualidade deste corte de Cabernet e Merlot, já um vinho consolidado e emblemático da Miolo.

Os últimos que provei foram das safras 2011 e 2012 que estavam “redondos”. Agora será possível provar somente a safra 2018 já que não houve a elaboração do Lote 43 para as safras nos anos pós 2012.

No caso deste Lote 43 que será lançado apenas em 2020, o potencial é enorme. Com toques trufados e grande estrutura, beirando os 15,3% de teor alcoólico é um vinho que, na minha opinião, segue para ser um dos mais expressivos de todos os Lotes já provados.

Vinhas Velhas Tannat 2018

Para quem acabou de voltar de eventos do Uruguai onde prevalecia a uva Tannat, este vinho vem sem dúvida a ocupar um espaço único em qualquer adega do mais exigente apreciador.

Da Campanha Central, RS, o teor alcoólico surpreende com bárbaros 16,4% em um conjunto extremamente harmônico. Segue no projeto de mapeamento dos solos em terroirs de pequenas parcelas e suas diferenciações lugar a lugar. A tal da “agricultura de precisão”. Simplesmente fantástico em todos os aspectos apresentados.

20180821_195916

Após o Masterclass tivemos um jantar harmonizado com os vinhos que são lançamentos, a Linha Miolo Single Vineyard, vinhos harmonizados com os pratos da casa.

Foram eles:

Miolo Single Vineyard Pinot Noir 2017

Miolo Single Vineyard Syrah 2017

Miolo Single Vineyard Touriga Nacional 2017

Miolo Late Harvest 2012

Agora é aguardar a chegada das novas safras no mercado, e desfrutar de todo este potencial dos vinhos da Miolo.

Saúde!

 

Epi Gastronomia: Novo espaço gastronômico surpreende pelo cuidado e qualidade

20180905_223903

Espaço possui cafeteria, winebar, empório, eventos e cursos

Com cardápio assinado pela chef Tanea Romão o espaço múltiplo é voltado para o encontro de pessoas e o compartilhamento de experiências gastronômicas.

Aberto recentemente, em 07 de agosto, o espaço localizado em Pinheiros reúne cafeteria, winebar e empório, além de espaço para eventos e cursos de gastronomia. Ingredientes de origem norteiam o cardápio. O chef Brenno Lopes (ex-Carlota) comanda a cozinha.

20180905_202627

Me surpreendeu a qualidade da comida e dos vinhos selecionados que provei. A casa é uma graça, muito organizada e com um baita visual interno, bem aconchegante!

O Epi funciona de terça-feira a domingo, sempre a partir das 9h e são muitas as opções, como o café da manhã com pães, bolos e geleias feitos na casa, tapiocas, omeletes e sucos naturais. Iogurtes vêm da Fazenda Atalaia; e cafés orgânicos da Fazenda Um (localizada na Mantiqueira mineira) – servidos ainda nos métodos de extração Hario v60 e prensa francesa.

Há ainda na casa uma linha exclusiva de suchás, criados pela barista da casa, Denise de Oliveira: Epi (suco de laranja, chá dente-de-leão, chá verde, hibisco); Paulista (suco de laranja, chá preto, capim-santo, maçã) e Vila Madalena (limões tahiti e siciliano; chá dente-de-leão, chá verde, hibisco).

No cardápio de pratos, os destaques são o espaguete de abobrinha com tomates assados e queijo Tulha; burrata com nibs de cacau; ravióli de queijo meia cura com pesto de rúcula e macadâmia; e a sopa de tomates defumados.

Para qualquer hora do dia, há ainda sanduíches, quiches, saladas e tigelas de abacate com mel ou manga com cardamomo. A cozinha é aberta, permitindo que os clientes acompanhem a produção, e possui equipamentos de última geração. O espaço pode receber 62 pessoas para eventos e aulas-show.

Vinhos e Charcuteria

Uma das estrelas da casa é a fatiadora manual de frios da tradicional marca italiana Berkel, datada de 1905, de onde saem fatias finíssimas de mortadela, presunto e speck de diferentes produtores artesanais que são os fornecedores efetivos.  Oferece também alheira, butifarra, morcilla e linguiças meia cura, coisas que provei e posso dizer com toda a certeza que são deliciosas e inesquecíveis.

As tábuas de embutidos e de queijos podem ser acompanhadas de vinhos (em taça ou garrafa), em uma seleção de mais de 100 rótulos nacionais e importados, entre tintos, brancos, rosés e espumantes. Tive a oportunidade de provar vários deles que listo abaixo.

20180905_202338

No primeiro andar, o Epi oferece cursos de gastronomia com profissionais especializados. Anexo à sala de aula está uma varanda, com teto retrátil e que também pode ser utilizada em eventos com charutos.

20180905_204536

Provei os seguintes vinhos acompanhados de embutidos diversos que descrevo abaixo:

Riverside Estate Chardonnay 2017 da Bodega Aniello, Patagônia, Argentina (R$ 100,00).Les Bretèches Rosé – 2016 do Château Krefaya do Vale do Bekaa, Líbano
Corte das uvas Grenache noir, Syrah, Tempranilo  e Cinsault

Furmint Seven Numbers 2016 da Puklavec , de Stajerska , Eslovênia.

La Guita Mazanilla la Guita da Hijos de Rainera Perez Marin, Jerez , Andaluzia, Espanha (Palomino Fino).
The Footbolt Shiraz 2009 da D’arenberg , Mclaren Vale, Austrália (Biodinâmico).

20180905_223603

Na parte da charcuteria que tanto amo, foi servido mortadela, speck, copa caipira e rocca. Culatello, pastrami de língua de boi e bresaola, queijo Tulha da Fazenda Atalaia. Uma explosão de sabores acentuados pelos vinhos degustados.

20180905_204109

Também havia um potinho de pimenta da casa e mostarda ancienne, além de pães deliciosos.

Outras coisas que provei foram o Speck, Culatello e Bresaola, Pastrami de língua de boi (Divino!), Copa Caipira, Rocca meia cura, Morcilla descontruída (E olha que não é algo que aprecio) e a Butifarra branca.

20180905_214558

Finalizamos com Alheira portuguesa, Queijo Tulha e Creme de abóbora e gengibre com nozes e gorgonzola.

20180905_222704

Serviço

Epi Gastronomia e Eventos

Horários 3 a 9h00 – 22h00

Quartas e Quintas das 9h00 – 24h00 6

Sábados das 9h00 – 02h00

Domingos das 9h00 às 16h00

Rua Simão Álvares, 985 – Pinheiros

Cel. / WhatsApp (011) 94229.3293

BEV Group lança rótulos da Casa Donoso do Chile

20180828_180524

A BEV Group lançou e apresentou alguns vinhos da Casa Donoso do Chile que compõem o portfólio de produtos do produtor na importadora.

O evento aconteceu na Casa Bisutti na Vila Olímpia e contou com a presença do CEO da empresa, jornalistas e influenciadores além do enólogo da própria Casa Donoso Felipe Ortiz.

Fui recebido com enorme carinho em ambiente descontraído e muito bem decorado, rodeado de pessoas do mercado e representantes da Casa Donoso que já conhecemos faz algum tempo.

20180828_180550

Foram apresentados no jantar os vinhos “D” e “Perla Negra”. Resultado do melhor terroir da Casa Donoso.

O vinho “D” vem do Vale do Maule (Talca) e é um corte das uvas Cabernet Sauvignon 40%, Carmenérè 30%, Malbec 20% e Cabernet Franc 10%.

20180828_190703

Vinho expressivo, muito bem feito e equilibrado que envelheceu 24 meses em barricas de carvalho francês. Com grande potencial de guarda e muito redondo no palato e nos aromas. Possui cor vermelha/violácea intensa, os aromas remetem groselha, amora e tem um delicado toque de notas picantes e suaves exalando notas florais.

Em boca é marcante e sedoso com ótima estrutura e médio peso.

20180828_190758

O vinho Perla Negra é uma “jóia” cultivada no Vale do Maule. Cultivado em solo granítico, leva no seu corte 50% da Uva Cabernet Sauvignon, 20% de Carmenérè, 20% de Malbec e 10% de Cabernet Franc. Sua passagem por 24 meses em barricas de carvalho francês, revela um toque de tostado e evidencia suas características.

De um intenso vermelho-violeta, apresenta no nariz notas de frutas vermelhas , ameixas frescas, mentol, notas florais e cacau.

No paladar tem ótima estrutura, é equilibrado e tem um final persistente e elegante.

20180828_192241

Sobre a Casa Donoso

A vinícola surgiu em 1989 quando um grupo de empresários estrangeiros, cativados pela beleza e as potencialidades do meio ambiente, adquiriu a fazenda “La Oriental”, um histórico “domaine” no coração mesmo do Vale do Maule, 250 quilômetros ao sul de Santiago do Chile, que pertencia à senhora Lucia Donoso Gatica.

Uma mulher de especial encanto e empuxe empresarial, ela não só inspirou um dos primeiros vinhos engarrafados, “Doña Lucía”, mas também o próprio conceito da Vinha Casa Donoso, orientado para a produção tradicional de vinhos tintos e brancos, no melhor estilo francês.

Durante muitos anos a Casa Donoso desenvolveu um conjunto de linhas de produção de normas de qualidade muito elevadas. Em seu catálogo de produtos destaca-se o vinho ícone da vinha, “D” Casa Donoso, o Super Premium – lançado no mercado este ano –, “Perla Negra”, os vinhos Premium Casa Donoso 1810 e Casa Donoso Clos Centenaire. A estes seguem imediatamente os vinhos Grande Reserva “Bicentenario” e Reserva “Evolución”. Todos eles provêm de cepas cuidadosamente selecionadas e têm traços inconfundíveis de singularidade.

Hoje a vinícola tem o dobro de tamanho e atinge milhares de consumidores em vários países.

20180828_201643

Sobre a BEV Group

Atualmente a importadora distribui vários rótulos de diversos produtores, como a Casa Donoso e Santa Alicia do Chile, Tavernello, Castellani e Cesari da Itália, Cave de Ladac e Maison Castel da Argentina, entre outros.

Busca oferecer ao consumidor uma boa relação custo x benefício e acesso por sua boa  distribuição dos produtos.

 

 

 

 

Futura Importadora apresenta seus vinhos

20180828_150548

Sempre há espaço quando se fala de vinhos de qualidade.

Com preços acessíveis a nova importadora apresentou seus vinhos em almoço para jornalistas na Cantina “C…Que Sabe!” Na Bela Vista em São Paulo.

Harmonizados com cada prato foram apresentados oito vinhos dos dez que compõe o portfólio atual da importadora, uma parceria com os proprietários da Cantina.

20180828_151327

Os primeiros vinhos trazidos são da vinícola Podere Castorani, da Itália. Grande produtor com mais de 54 rótulos produzidos e vendidos no mundo todo, localizado em Abruzzo.

A vinícola é de propriedade do  ex piloto de Fórmula 1, Jarno Trulli, que também assina um dos surpreendentes e maravilhosos vinhos que foram degustados na ocasião.

Os vinhos degustados e as Harmonizações:

– Vinho Aianera Prosecco Extra Dry DOC 2017 da uva Glera 100% harmonizao com Bruschetta di Salmone.

20180828_154229

– Vinho Aianera Espumante Gran Cuvée IGT, um blend das uvas Trebbiano e Chardonnay harmonizado com Turbantino di Pesce e Calamari in Salsa di Capperi.

20180828_155910

– Vinho Volparo Bianco 2017 100% da uva Trebbiano harmonizado com Cozze in Crosta di Mollica di Pane.

20180828_161522

– Vinho Volparo Rosé 2017 100% da uva Montepulciano D’Abruzzo harmonizado com Fettuccine com Baccalà.

20180828_163429

– Vinho Volparo Tinto 2017 100% da uva Montepulciano D’Abruzzo harmonizado com Taglierini com Ragù ala Bolognese.

– Vinho Volparo Tinto Cabernet Sauvignon 2014, 100% da uva Cabernet Sauvignon harmonizado com Fusilli com Molho Gorgonzola.

O tinto que mais gostei, pela complexidade aromática e estrutura em boca.

– Vinho Podere Castorani 2010 elaborado 100% com a uva Montepulciano harmonizado com Capretto al Vino Crostini com Crema di Gorgonzola e fruta.

20180828_171902

E no final fomos brindados com o excepcional vinho Jarno Bianco 2013 que leva em sua composição 70% de Trebbiano D’Abruzzo, 20% de Malvasia e 10% de Cococciola.

Neste vinho as uvas passam por processo de desidratação por 60 dias em câmaras de secagem. Finalizadas na fermentação em barricas de carvalho de 500 litros. Passam 12 meses em barricas de carvalho “sur lie” e mais 6 meses em garrafa antes de irem para o mercado. 13,5% de teor alcoólico.

Cor palha intensa com reflexos dourados e aromas intensos e picantes com notas de uvas secas, flores amarelas, frutas cítricas e leves notas de baunilha e frutas tropicais. Em boca é estruturado, sedoso e amplo. O final é persistente, com notas intensas de frutas cítricas, baunilha, especiarias e frutas tropicais.

Um vinho muito interessante e de grande complexidade.

Não preciso comentar sobre o cardápio especialmente elaborado pelo Chef Bruno Stippe, impecável nas harmonizações.

INFORMAÇÕES:

Futura Importadora

comercial@futuraimportadora.com.br

Cantina “C..Que Sabe!”

Rua Rui Barbosa, 192 – Bela Vista – São Paulo – SP

Telefone: (11) 3251-4597