Miolo e a safra de uvas em 2018. Melhor da década!

Miolo

Com o final da colheita da safra 2018, a Vinícola Miolo tem apenas uma constatação: há pelo menos 6 anos não se via clima tão propício para a qualidade da vindima no Rio Grande do Sul.

Até agora, nesta década, foram 2 safras de qualidade excepcional: A de 2011 e a de 2012, mas nenhuma superará a qualidade da safra 2018.

Nos 3 projetos da Miolo no RS foram colhidos 2/3 do total previsto, que é de 6,2 milhões de quilos de uvas. Desta forma, já é possível afirmar com segurança sua qualidade superior.

O inverno de 2017 foi um dos mais amenos registrados nos últimos anos, com baixo acúmulo de horas de frio (abaixo de 7,2 °C).

Inicialmente isto causou muito temor, pois poderia gerar reflexos negativos na quebra da dormência das gemas das videiras, interferindo no volume de produção em 2018. Entretanto, o bom estado fitossanitário da copa das videiras no pós-colheita de 2017 compensou a falta de frio e a brotação foi vigorosa e uniforme. O frio menos intenso do inverno e a primavera com temperaturas favoráveis desencadearam o início da brotação, com 15 a 20 dias de antecipação na maior parte das variedades.

A primavera transcorreu dentro da normalidade, sem altos e baixos de temperatura, o que acarretou crescimento contínuo da vegetação e floração dentro do esperado. Por influência do frio reduzido do inverno, algumas variedades apresentaram menor número de flores por cacho, deixando-os um pouco mais “ralos”, o que influenciou em um peso médio menor. Em compensação, proporcionou uma maturação com ótima qualidade e sanidade nas uvas precoces, normalmente de cachos mais compactados e suscetíveis às podridões.

As chuvas da primavera e início do verão também ocorreram dentro da normalidade climatológica e apenas no mês de outubro houve uma semana com chuvas um pouco mais intensas, que não causaram danos nas variedades que ainda estavam em floração.

O verão vem transcorrendo com chuvas bem abaixo da média por influência do fenômeno “La Niña”, com reflexos muito positivos na qualidade e sanidade da uva. As temperaturas amenas noturnas estão sendo uma constante no período de maturação, com amplitude térmica média de 16 °C, chegando em alguns casos a ultrapassar 20 °C, favorecendo, assim, o acúmulo de matéria corante nas variedades tintas.

Uvas

Há de se levar também em conta alguns outros aspectos:

1) Miolo, Vale dos Vinhedos – A safra começou no dia 3 de janeiro com as variedades Pinot Noir e Chardonnay bases para espumantes, com ótimos resultados para a linha Miolo Cuvée Tradition e para o Miolo Millésime, produzido apenas nas melhores safras. Seguiu-se com a elaboração do Miolo Cuvée Giuseppe Chardonnay e, neste momento, estão sendo elaborados os tintos com a variedade Merlot, finalizando em março com a variedade Cabernet Sauvignon, utilizada para a produção dos vinhos Miolo Cuvée Giuseppe Merlot/Cabernet Sauvignon, Miolo Merlot Terroir e o ícone Miolo Lote 43, este elaborado somente nas safras excepcionais.

No Vale dos Vinhedos o clima transcorreu de forma adequada, com chuvas limitadas e esparsas, acompanhado de temperaturas mais amenas em relação à média normal. A previsão total de colheita é de 700 mil quilos.

2) Seival, Campanha Meridional – A safra teve início no dia 8 de janeiro com as variedades Pinot Noir e Chardonnay bases para a produção do espumante Seival. Na sequência foram colhidas as variedades Pinot Grigio, Sauvignon Blanc, Chardonnay e Viognier, utilizadas nos brancos das linhas Seival, Miolo Seleção e Miolo Reserva. Já a variedade Alvarinho, será colhida em março para o Quinta do Seival.

Para os vinhos tintos a Pinot Noir colhida em janeiro tem agora sequência com as variedades Tempranillo, Touriga Nacional, Merlot e Tannat, finalizando em março com Cabernet Sauvignon e Petit Verdot para as linhas Seival, Miolo Seleção, Miolo Reserva e Quinta do Seival. Finalmente, após 7 anos será elaborada nova edição do Sesmarias.

No Seival o período de grande estiagem a partir de janeiro, surpreendeu pela característica de clima árido, com temperaturas que chegavam a 32 graus durante o dia e, em algumas noites, caíam a 9 graus, propiciando uvas com maturação excepcional – esse fenômeno foi raras vezes observado. Previsão total de colheita: 1 milhão e meio de quilos.

3) Almadén, Campanha Central – A colheita começou no dia 5 de janeiro pela variedade Gewürztraminer, seguindo-se com as brancas Chardonnay, Chenin Blanc, Semillon, Riesling Itálico, Riesling Renano e Sauvignon Blanc – utilizadas na elaboração dos vinhos base espumante e varietais Almadén -, finalizando com a Ugni Blanc. Já para os tintos, a colheita teve início com a Pinotage em meados de fevereiro, seguindo com Merlot e Tannat, com finalização em março com a Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon utilizadas para elaboração de todos os varietais Almadén. Também será elaborado o Vinhas Velhas Tannat, o que acontece somente nas melhores safras.

O clima na Campanha Central apresentou-se seco com precipitações muito limitadas, que, potencializadas por seu solo arenoso, propiciaram períodos de longa estiagem. Temperaturas amenas à noite favoreceram a maturação ideal das uvas. A previsão total de colheita é de 4 milhões de quilos.

No final o resultado foi de que foram todos os vinhos cujas safras só são elaboradas exclusivamente em excepcionais anos de colheita. Além disso, uma safra de qualidade como a de 2018, vem coroar todo o trabalho de dedicação e inovação que foi realizado ao longo dos anos em prol da melhoria da qualidade.

Agora é aguardar a comprovação final na mesa do consumidor que é quem dará o veredicto.

E vamos ás provas!

 

 

Lançamento Miolo Gamay Nouveau 2017: Vinho leve e fácil de beber

20170412_203833

A Miolo lançou este mês o seu Miolo Gamay Nouveau 2017.

Como em todos os anos anteriores o vinho vem brindar o momento tão esperado em um lançamento que demonstra a leveza que a uva Gamay pode proporcionar.

Vinho jovem, para ser bebido de forma descontraída, tranquila e naturalmente despretensiosa. Ideal para os iniciantes e iniciados no vinho, pela suavidade de seus taninos, pela riqueza nos aromas e pela versatilidade em harmonizações. É leve, frutado como os Beaujolais Nouveau da França.

20170412_203848

O evento de lançamento aconteceu na Champanharia Natalício que é um espaço que serve o público em geral.

Para quem não sabe, o Gamay é o primeiro vinho do mundo da safra 2017. Lançado ao final da colheita é elaborado com uvas da variedade Gamay, da região da Campanha/ RS. Através do processo de maceração carbônica, o que confere um sabor único.

A chegada do Beaujolais Nouveau é celebrada pelos franceses, que recebem o vinho simultaneamente sempre na terceira quinta-feira do mês de novembro.

A Miolo desde 2008 seleciona rótulos temáticos que representem as festividades da chegada do Gamay.

A temperatura de serviço ideal é na casa dos 10 a 12ºC.

Ideal para harmonizar com pizza, peixe, aperitivos e massas leves e seu consumo ideal deve acontecer em um espaço de um ano após a colheita.

20170412_192557

ANÁLISE SENSORIAL

Visão: Límpido, coloração rubi de média intensidade com bordo violáceo.
Olfato: Média intensidade aromática e alta tipicidade trazida pelo processo de maceração carbônica, aromas de morango, goiaba e maçã caramelada.
Gosto: Vinho de estrutura leve, equilibrado, em suma, extremamente agradável e descompromissado.

Faixa de preço: R$ 47,00

Informações:

Miolo / https://loja.miolo.com.br/produto/vinho-miolo-gamay-safra-2017-750ml-69757

Champanharia Natalicio

Rua Haddock Lobo, 1327

Miolo lança espaço exclusivo para amantes de espumantes: Champanharia Natalício

miolo

20161116_193402

É uma realidade, agora é possível degustar um bom espumante (E outros vinhos brasileiros) na Champanharia Natalício, em São Paulo.

Localizada no coração da efervescência dos Jardins, a casa reúne o que há de melhor da Vinícola Miolo.

O espaço além de gostoso apresenta um menu bem diversificado para harmonizações. Além de muito bem feitos os pratos são deliciosos.

20161116_193420

No estilo de cada apreciador a marca se apresenta com espumantes como o Terranova (R$ 79,00 a garrafa) os tradicionais e adoráveis espumantes Miolo Brut, Rosé e Demi  Séc, e muitos dos seus ícones como o Miolo Millésime Brut (R$ 159,00 a garrafa).

É possível apreciar os espumantes em taças com preços bem acessíveis a qualquer bolso (Á partir de R$ 20,00 a taça).

20161116_201924

Nas harmonizações, trouxinha de presunto Parma (R$ 19,90 o prato), entre outras iguarias e também a tábua de queijos e salames especiais (Na faixa de R$ 149,90). Tudo muito caprichado e diferenciado. Impecável!

20161116_193841

20161116_202256

20161116_193851

A casa é bem montada ocupando um espaço agradável e bem equilibrado na decoração.

Excelente opção na região e em São Paulo aos apreciadores de espumantes. Vale muito a pena!

A casa é considerada a primeira Champanharia do Brasil e vem em um conceito único e inovador que alia bons produtos, marca conceituada e competência.

20161116_193913

São previstas outras unidades no Shopping Iguatemi e Barra Shopping (Dezembro/16), em Porto Alegre (RS) e unidades em Canoas (RS), Gramado (RS) e Recife (PE).

Serviço:

Champanharia Natalício by Miolo

Rua Haddock Lobo, 1327 – Jardim Paulista

Estacionamento no local

Nos vemos por lá. Afinal, adorei o espaço!

Saúde!

 

Miolo, seu novo espumante Millésime e cristais Swarovski

original_Garrafa_semfundo

Elaborado com as uvas Chardonnay e Pinot Noir, o Miolo Millésime Brut 2011 ganha uma versão com cristais Swarovski em seu rótulo.

Para a noite de ano novo ou mesmo para brindar no natal, é um presente especial e marcante, principalmente por ser uma edição limitada.

A versão Swarovski está sendo lançada em comemoração ao recente título recebido pelo Miolo Millésime 2011, eleito pelo famoso crítico inglês Steven Spurrier como o melhor espumante do Hemisfério Sul elaborado pelo Método Tradicional, o mesmo usado nas maisons francesas para a produção de champagne.

O Millésime Swarovski tem outro elemento em comum com algumas das borbulhas mais famosas do mundo: o nome.

Para ser considerado um millésime um champagne precisa ser elaborado com uvas de uma única safra e em condições praticamente perfeitas.

Três cristais foram delicadamente aplicados no rótulo do produto, que possui o selo de Denominação de Origem Vale dos Vinhedos (D.O.V.V.), o que significa que foi produzido sob normas que preservam sua identidade e garantem sua altíssima qualidade.

São apenas 3.000 exemplares numerados do Millésime edição Swarovski. O espumante estará disponível para compra no site da Miolo, nos complexos de enoturismo do grupo e em alguns dos melhores empórios do Brasil.

Preço sugerido para consumidor final: R$ 125,00.

www.miolo.com.br