Taverna Medieval: Hamburgueria temática se destaca pela qualidade e inovação

Taverna

Com vários ambientes sinta-se na era medieval entre reinos, objetos de época, música e comida.

A Taberna Medieval está localizada na Vila Mariana com fácil acesso.

É um local de experiências. A casa foi muito bem planejada e estudada nas origens da época medieval, conceitos e história.

20240509_195658[1]

Cada ambiente reflete um momento, uma passagem e locais, possibilitando uma imersão em uma época da qual ouvimos falar ou assistimos em filmes, formando nossas referências que lá podem ser vivenciadas no ambiente que se forma neste “passado revisitado” de um “universo paralelo”.

Ali entre poções (drinks), bruxas, sacerdotes, elfos e outros personagens marcantes, cada um desfruta á sua maneira do ambiente e do período tão contagiante que parece nos habitar desde os primórdios da civilização humana.

IMG-20240510-WA0028[1]

Há a parte do Arco e Flexa (R$ 21,00), onde com orientação é possível testar suas habilidades no alvo (ou na maça).

Há a masmorra, há espadas e coroas, trajes típicos, utensílios de cozinha, livros, armaduras, leitura de runas (R$ 21,00), um trono e até um Drakkar (embarcação) Viking.

Menu

Tudo alí é história e conceito nas delícias que compõem o cardápio muito bem elaborado em harmonização com as bebidas.

20240509_194027[1]

Do menu provado destaco o Rolinho de Parma de Hyrule (R$ 35,00/2 unidades), um delicioso enrolado composto de presunto Parma, queijo brie, pêra, rúcula, mostarda e balsâmico. Dos deuses!

20240509_200420[1]

Provei também as Batatas Rústicas de Skyrim com Cheddar e Bacon (R$ 44,00). Olha, fantásticas! Não dá para parar de comer, é uma fome “medieval”, eu diria.

20240509_203630[1]

E não parou por ai, as Cebolas Recheadas de Tão Tão Distante  (R$ 44,00) vêm empanadas, recheadas com queijo, pernil desfiado, temperada e com pimentão defumado. Me senti o Ogro em uma taverna com meia luz e risadas que ecoavam em conversas empolgadas de outras mesas, banhadas pela bebida conforme a noite avançava.

20240509_221825[1]

Não demorou muito vieram os hambúrgueres (Entre R$ 39,00 e R$ 55,00), neste caso veio uma seleção de pequenos hambúrgueres para prova, que fizeram, naquele momento, quase eu esquecer que estava em 2024.

20240509_200748[1]

Mas você deve estar se perguntando das bebidas. Primeiramente uma Tábua de Hidromel com  5 amostras (R$ 62,00). Depois não larguei mais o Chopp Artesanal IPA, 700 ml servido em caneca de pedra, para os fortes! (R$ 34,00). Na sequência o “Sangue de Dragão” (R$ 35,00) que leva Bourbon, frutas vermelhas, xarope de pimenta, limão e defumação com casca de laranjeira. Inebriante!

20240509_215401[1]

Mas calma, veio muito mais. O drink Tesouro de Tunka (R$ 36,00). Leva Whisky Bourbon, licor de Mandarino, limão Tahiti, suco de gengibre, açúcar, espuma de dreme de leite , limão desidratado e flores de camomila. Pirei!

20240509_221056[1]

Bem, depois de tudo isso eu necessitei de cuidados. E para complementar a viagem etílica o Bálsamo do Curandeiro Xamã (R$ 36,00), Whisky Bourbon, xarope de gengibre, erva doce,  e pimenta, maracujá, hortelã e água com gás.

Screenshot_20240511-122612_Instagram[1]

Achei que a noite se encerraria alí. Mas ao som dos cânticos dos monges, veio o Vinho Canônico (R$ 23,00). Um vinho digestivo sem consagração que veio pelo convite e chamado do monge alí presente. Sem pestanejar me dirigi ao monge que em gestos difíceis de compreender me serviu a taça.

Me senti renovado a ponto de ainda provar a sobremesa: Sopro do Dragão (R$ 38,00), mousse de chocolate branco, geleia de frutas vermelhas, morangos e suspiros no nitrogênio líquido.

A Taverna Medieval só aceita visitas mediante reservas que são efetuadas pelo sote em horários de sua escolha.

SERVIÇO

Taverna Medieval

Rua Gandavo, 456 – Vila Mariana – São Paulo – SP

Tel.: (11) 4114-2816

Horários:

De terça á sexta das 18:20 ás 23 horas

Sábados e Domingos das 14 ás 23 horas

www.tavernamedieval.com.br / @taverna_medieval

 

 

 

Churrascaria D’Brescia na Faria Lima, reúne qualidade em carnes e vinhos

20240412_203128[1]

Adega com mais de 150 rótulos compõe inúmeras possibilidades de harmonização

20240412_193947[1]

Localizada na Avenida Faria Lima em excelente ponto, o D’Brescia restaurante abriga rodízio de carnes nobres e buffet com grande variedade de pratos.

Já são quatro unidades, duas em São Paulo (Faria Lima e Paraíso), Guarulhos e Santo André.

Mas o destaque fica por conta da unidade Faria Lima, loja conceito e referência quando se fala em carnes, vinhos, drinks e cervejas.

O pé direito alto e a decoração dão o toque sofisticado e aconchegante. Logo na entrada o sugestivo bar com parede de espelho e muitas bebidas, convidam o visitante a “flutuar” na experimentação de coquetéis e drinks autorais e tradicionais.

20240412_192755[1]

Na adega climatizada rótulos da Mistral, Adega Alentejana, Cantu entre outras importadoras que inspiram o apreciador a compor as veneradas carnes e harmonizar sabores e aromas.

Coquetéis autorais e clássicos compõem uma gama variada de bebidas como o drink Macunaíma (R$ 33,00) que leva cachaça e Fernet branca.

20240412_194520[1]

Já o D’Brescia Sour (R$ 43,00) leva Bourbon limão e maracujá, um toque de vinho tinto e xarope de mel.

Provei o D’Rescia Sling (R$ 43,00) com gin e jambu onde o cítrico e amargo convivem lado a lado e muito bem integrados. E claro, não poderia faltar o Negroni (R$ 40,00), drink clássico que na minha opinião testa a “mão”do barman demonstrando sua capacidade de elaboração nos coquetéis.

20240412_194346[1]

Um show!

20240412_194154[1]

Uma gama variada de cervejas incluindo a Patagônia “fecham” a parte das bebidas em termos de opções.

De domingo á quarta feira o rodízio no jantar sai por R$ 99,90, o almoço todos os dias sai por R$ 149,90. De quinta a sábado jantar por R$ 129,90.

Incrível oportunidade para se deliciar, por exemplo, com o buffet e festivais programados por datas e cortes especiais.

20240412_204615[1]

Lembrando que as carnes são do Bassi, sinônimo de qualidade e maciez, o que pude provar a cada nova iguaria que me foi servida e fiquei bem impressionado com o tempero e o ponto certo, além do sabor extremamente delicioso.

20240412_193458[1]

O buffet me contagiou na parte dos peixes crus, muito frescos e outras tantas iguarias que se eu fosse descrever não parava mais. Uma melhor que a outra!

Há na casa ainda espaço para realização de eventos fechados na parte superior e que pode ser consultado sobre valores, definição cardápio e bebidas.

É conferir!

Informações:

D’Brescia Unidade Faria Lima

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3173 – Itaim Bibi – São Paulo – SP

Telefone: (11) 3079-3250

Sempre das 11 ás 23 horas

 

Grupo HEINEKEN dá dicas de como harmonizar cerveja e chocolate

cerveja

Experiência sensorial traz curiosidades sobre harmonização de chocolate com cerveja

A Baden Baden, marca referência em cerveja artesanal no Brasil, traz uma proposta inovadora para os amantes da boa gastronomia: a harmonização de chocolate com cerveja.

Apesar de não ser uma combinação tradicional, essa prática tem conquistado cada vez mais adeptos que buscam experiências sensoriais únicas.

Segundo Paty Sakakura, sommelière de cerveja do Grupo HEINEKEN, existem várias possibilidades de harmonização, incluindo abordagens por semelhança, intensidade, contraste ou complementação. Essa diversidade permite considerar que praticamente todos os estilos de cerveja podem ser harmonizados com diferentes tipos de chocolate.

Para iniciar qualquer harmonização, Paty explica que devemos analisar o gosto básico principal e secundário do chocolate e da cerveja: “O gosto principal é doce, amargo, ácido ou salgado? Em seguida, analisamos os aromas de ambos: há notas de frutas? Quais frutas, cítricas? Tropicais? Há notas de especiarias? Há notas de castanhas, de mel ou de cereais?” questiona. A partir da identificação desses sabores individuais, a sommelière indica pensarmos na harmonização como uma receita de prato, em que os ingredientes se equilibram em conjunto.

Paty comenta que um erro comum na hora de harmonizar é não se atentar a proporção do gole da cerveja com o pedaço do chocolate. “Esta proporção faz toda diferença na experiência e isso evitará que o chocolate ou a cerveja se sobressaia na boca.” Outro ponto de atenção é a temperatura da cerveja. “Quanto mais gelada, menos será percebido os aromas dela. Em geral, recomendamos degustar a cerveja entre 2 e 5 graus”, complementa.

Há diretrizes para a harmonização, mas segundo Sakakura, o gosto pessoal deve sempre prevalecer sobre elas. “Se o consumidor não é fã de café, não é recomendado harmonizar cervejas escuras com chocolates amargos, mesmo que esta seja uma harmonização bem-sucedida. De modo geral, recomendo harmonizar por semelhança e por complemento, ou seja, cervejas adocicadas, escuras ou frutadas irão harmonizar bem com chocolates ao leite, com chocolate com mix de nuts ou com chocolate com adição de frutas.”

As notas de canela e frutas vermelhas da Baden Baden Golden, por exemplo, harmonizam perfeitamente com chocolate ao leite. “Por ser uma cerveja adocicada e com frutas, esse tipo de chocolate oferece equilíbrio de sabores na boca, trazendo um frutado para a experiência. O mesmo acontece com a harmonização do chocolate branco com frutas cítricas e a Baden Baden Witbier, em que as notas de laranja e coentro da cerveja irão se assemelhar e complementar o chocolate com frutas cítricas”, explica a sommelière. As cervejas estilo pilsen, por sua vez, podem ser muito leves se comparadas ao dulçor do chocolate, por isso, não são recomendadas para esse tipo de harmonização.

Quanto às vantagens da harmonização entre chocolate e cerveja em relação a outras bebidas, Paty explica que o teor alcoólico é uma delas: “Bebidas menos alcoólicas, como a cerveja, permitem harmonizações mais diversas, com chocolates menos intensos, por exemplo, enquanto bebidas mais intensas podem se sobressair ao sabor do chocolate na harmonização.”

Outra vantagem apontada pela sommelière é a variedade de aromas e sabores da cerveja. A Baden Baden, por exemplo, possui cervejas com laranja e coentro, com pêssego, com canela e frutas vermelhas. “Essa diversidade de sabores possibilita uma ampla gama de harmonizações com um único tipo de chocolate, tornando a experiência mais democrática, além da comparação de preços em relação a outras bebidas”, conclui Sakakura.

Sobre o Grupo HEINEKEN

Grupo HEINEKEN chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A (“Brasil Kirin”), tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas. O Grupo gera mais de 14 mil empregos e tem 14 unidades produtivas no país, sendo 12 cervejarias e duas microcervejarias. A companhia também já iniciou a obra da sua 15ª cervejaria em Passos (MG), a unidade mais sustentável da companhia até agora.

No Brasil, o portfólio de cervejas do Grupo HEINEKEN é composto por Heineken®, Heineken® 0.0, Sol, Amstel, Amstel Ultra, Kaiser, Bavaria, Eisenbahn, Baden Baden, Devassa, Schin, Glacial, Lagunitas, Blue Moon e Tiger. O portfólio de não alcoólicos inclui Água Schin, Skinka, os refrigerantes Itubaína, Viva Schin, FYS e o recém-lançado Clash’d. Com sede em São Paulo, a companhia é uma subsidiária da HEINEKEN NV, maior cervejaria da Europa.

 

Com vinhos da Mistral, veja o que harmoniza com bacalhau e delícias da Páscoa

mistral logo

Entre brancos, rosados e tintos a combinação fica perfeita, seja com o bacalhau, com peixes, frutos do mar, carnes vermelhas e chocolates

20211203_201953

Da Mistral, seguem sugestões de vinhos para o tradicional e clássico almoço da Sexta-feira Santa, em que o bacalhau junto a outros pescados e frutos do mar traduzem a data especial. Para o Domingo de Páscoa, rótulos que acompanham pratos mais encorpados, especialmente carnes vermelhas e massas, além de vinhos que combinam com chocolate, que nunca pode faltar na comemoração.

Para celebrar a data, a importadora traz também diretamente do Piemonte a Colomba Pascal preparada artesanalmente pela família Albertengo com o Moscato d’Asti Moncalvina, da vinícola Coppo.

Confira sugestões dos vinhos para cada momento:

BACALHAU

image002

Angelica Zapata Chardonnay 2020 (Catena Zapata, Argentina) – R$ 364,25

Considerado o melhor branco da Argentina, esse elegante Chardonnay é muito concentrado e potente, com textura redonda e macia e um leve toque amanteigado. As uvas são do vinhedo Adrianna, que está localizado a 1480m de altitude e leva o título de “primeiro Grand Cru da América do Sul”.

www.mistral.com.br/p/vinho/angelica-zapata-chardonnay-2020-catena-zapata

Tapada de Coelheiros branco 2020 (Tapada de Coelheiros, Portugal) – R$ 530,07

Elaborado a partir de Arinto e Roupeiro provenientes da Vinha da Sobreira, é um branco reconhecido pela sua elegância, untuosidade e capacidade de envelhecimento. Tem nariz complexo, que evidencia a fruta tropical combinada a notas de toranja e frescor da casca de lima. Com paladar cremoso, apresenta final longo e persistente.

www.mistral.com.br/p/vinho/tapada-de-coelheiros-branco-2020-tapada-de-coelheiros

Ferme rouge

La Vieille Ferme Rouge 2020 (La Vieille Ferme, França) – R$ 152,01

Elaborado com as uvas Cinsault, Grenache, Carignan e Syrah colhidas em vinhedos do Rhône, é um tinto autêntico e saboroso com a assinatura da Família Perrin (do famoso Château de Beaucastel). Bem equilibrado, com taninos macios, tem cor vermelha bem profunda e aroma fresco de frutas vermelhas maduras com notas de cerejas.

www.mistral.com.br/p/vinho/la-vieille-ferme-vin-de-france-rouge-2020-la-vieille-ferme

Pato Rebel Tinto Beira Atlântico IGP 2020 (Luis Pato, Portugal) – R$ 275,81

Com taninos muito sedosos, esse tinto é uma revolucionária interpretação da uva Baga. Tem ótima acidez e deliciosas notas que lembram cerejas maduras, resultando em um vinho de grande aptidão gastronômica.

www.mistral.com.br/p/vinho/pato-rebel-tinto-beira-atlantico-2020-luis-pato

PEIXES E FRUTOS DO MAR

Paço de Teixeiró Branco 2021 (Quinta do Côtto, Portugal) – R$ 176,32

Elaborado na região do Vinho Verde. É um branco repleto de aromas de frutas cítricas e tropicais, com notas florais. Na boca tem ótima estrutura, com delicioso frescor e final longo.

www.mistral.com.br/p/vinho/paco-de-teixeiro-branco-2021-quinta-do-cotto

Furmint

Tokaji Furmint Mandolás 2020 (Tokaj Oremus/Vega Sicilia, Hungria) – R$ 524,54

Encorpado, repleto de aromas e grande finesse, mostra perfeita acidez e uma leve cremosidade. Um dos vinhos pioneiros a mostrar a uva Furmint vinificada como vinho seco. Um branco que surpreende com seu charme, frescor e vocação gastronômica.

www.mistral.com.br/p/vinho/tokaji-furmint-mandolas-2020-tokaji-oremus-vega-sicilia

image003

Boya Rosé 2022 (Garcés Silva Family Vineyards, Chile) – R$ 170,79

Elaborado com corte majoritário de Pinot Noir na fria região do Vale do Leyda – San Antonio, este vinho rosado não passa por barrica de carvalho. É leve, refrescante e seus aromas remetem a frutas vermelhas, em um estilo convidativo e fácil de gostar.

www.mistral.com.br/p/vinho/boya-rose-2022-garces-silva-family-vineyards-amayna-boya

Côtes de Provence AOC Rosé 2022 (Miraval, França) – R$ 469,27

Em poucos anos, se tornou um dos vinhos rosados mais procurados do mundo. Com generosos aromas florais e de frutas silvestres, aliados a uma refrescante nota mineral e toques de frutas cítricas do Mediterrâneo, é um rosé da Provence na sua melhor versão. Criação do ator Brad Pitt, recebeu 90 pontos de Robert Parker na safra 2022.

www.mistral.com.br/p/vinho/cotes-de-provence-aoc-rose-2022-miraval

Para o Domingo de Páscoa Aruma, Château Marjosse Rouge e Valpolicella Ripasso Classico Superiore

CARNES VERMELHAS E MASSAS

image005

Aruma 2021 (Bodegas Caro Catena & Rothschild, Argentina) – R$ 181,85

Ao contrário dos outros vinhos das Bodegas Caro, este tinto é elaborado apenas com a casta Malbec, em um estilo bem francês, com a elegância que é a assinatura dos vinhos dos Domaines Barons de Rothschild.

www.mistral.com.br/p/vinho/aruma-2021-bodegas-caro-catena-ch-lafite-rothschild

image006

Château Marjosse Rouge Bordeaux AOC 2020 (Château Marjosse, França) – R$ 273,61

Elaborado por Pierre Lurton, responsável por alguns dos maiores ícones de Bordeaux, é uma verdadeira joia de Bordeaux. Combina saborosas notas de fruta madura com bastante elegância, sendo um vinho “macio, suculento e maravilhosamente refrescante” para Robert Parker, que classificou a safra com 91-93 pontos.

www.mistral.com.br/p/vinho/chateau-marjosse-rouge-bordeaux-aoc-2020-chateau-marjosse

Famille Perrin Gigondas AOC La Gille 2019 (Famille Perrin, França) – R$ 524,54

Produzido com uvas de um dos mais preciosos vinhedos da Famille Perrin, com solo arenoso e calcário. A uva Grenache deste terroir combina grande profundidade com um toque sedoso e delicado no palato. O retrogosto com notas de cerejas é a marca registrada de La Gille.

www.mistral.com.br/p/vinho/famille-perrin-gigondas-aoc-la-gille-2019-famille-perrin

Sassoaloro

Sassoalloro Oro 2019 (Castello di Montepò, Itália) – R$ 883,82

Primeiro vinho lançado para celebrar os 30 anos do consagrado Sassoalloro, este tinto é elaborado apenas com uvas de uma seleção das vinhas mais antigas de “Aia di Clemente”, de solo 100% Galestro. É desenvolvido com uma técnica que garante uma cor mais clara – típica dos Sangiovese mais tradicionais – mas com muita profundidade e complexidade. Com uma produção de pouco mais de 1.000 caixas, é uma raridade que deve evoluir por muitos anos em adega.

https://www.mistral.com.br/p/vinho/jacopo-biondi-santi-sassoalloro-oro-toscana-2019-castello-di-montepo-jacopo-biondi-santi

CHOCOLATE

Porto

Graham’s Fine Tawny (Graham’s/Symington, Portugal) – R$ 173,01

Um pouco mais claro e seco que o Ruby devido ao maior tempo de envelhecimento, este Porto tem ótimo bouquet, que lembra nozes e frutas secas. Apresenta grande persistência na boca e fica ainda melhor quando servido na temperatura de adega.

www.mistral.com.br/p/vinho/grahams-fine-tawny

Valpolicella Ripasso Classico Superiore DOC 2020 (Campagnola, Itália) – R$ 248,18

O Valpolicella Ripasso é elaborado a partir de uvas frescas com posterior adição das cascas passificadas do Amarone. O resultado é um vinho que reúne a complexidade e a potência do Amarone com o frescor e elegância do Valpolicella.

www.mistral.com.br/p/vinho/valpolicella-ripasso-classico-superiore-doc-2020-campagnola

COLOMBA AL MOSCATO D’ASTI

image008

A Colomba Pascal produzida artesanalmente pela família Albertengo na região do Piemonte tem fermentação de três dias, realizada a partir de uma levedura-mãe cultivada há muitos anos e alimentada diariamente. Antes do crescimento da massa, garrafas de Moscato D’Asti Moncalvina da vinícola Coppo são abertas uma a uma e incorporadas ao preparo, assim como as famosas amêndoas típicas da região. O resultado é uma massa molhadinha, leve e muito saborosa (R$ 259,00).

www.mistral.com.br/p/vinho/colomba-al-moscato-dasti-1-kg-coppo

Colomba artesanal da família Albertengo com vinho Coppo

MISTRAL

Site: www.mistral.com.br | Televendas: (11) 3174-1000