Tupi or not Tupi reúne ótima gastronomia, música e bebidas na Vila Madalena

20170411_142715

É por assim dizer um espaço múltiplo. A casa localizada na Vila Madalena tem em sua proposta a apresentação de música de qualidade, um cardápio pra lá de saboroso em harmonizações com drinks, cachaças escolhidas a dedo, entre outras surpresas incríveis que pude degustar.

Sonoridade, intimismo, aconchego são as palavras que resumem um pouco deste ambiente gostoso e que proporciona em cada prato, uma livre viagem em sabores, aromas, cores em sinergia.

20170411_131755

Quando se fala em música, a casa realiza shows toda semana, com presenças como Ivan Lins, Rosa Passos, Ritchie, entre outros. É também local apropriado para lançamentos de livros, workshops e estão abertas a estudar cada projeto e proposta apresentada.

Além do palco, da área destinada ao restaurante, disponibiliza em suas instalações um bar e também um café.

20170411_122304

20170411_124354

Na parte gastronômica a chef Raphaela Homem de Melo assina os pratos que vão desde as entradas como polenta com pesto e agrião, deliciosa, sanduíche de carne louca, bem diferenciado. Nos pratos, escondidinho de costela e mandioca, purê de batata doce com ragu de cogumelos. Nas sobremesas, doce de abóbora, doce de leite, cocada cremosa e brigadeiro e também brownie com sorvete de nata e coulis de amora, entre outras especialidades muito bem feitas, saborosas e com ótima apresentação. Imperdível!

20170411_131427

As cachaças são um mundo a parte. Escolhidas a dedo para as harmonizações ou para compor os drinks da casa, tem exemplares como a Claudionor, do Norte de Minas, a Santo Grau Solera, de São Paulo, a Serra das Almas Ouro da Bahia, Weber Haus Canela Sassafrás, da Serra Gaúcha, entre outras tantas saborosas e que determinam um estilo único e pessoal no consumo.

É também possível provar os coquetéis especialmente criados para a casa, os drinks tradicionais como Negroni, Dry Martini e Aperol Spritz.

Difícil descrever o que senti em cada prato degustado, em cada harmonização, nas cachaças saborosas e principalmente neste espaço único e muito bem cuidado em São Paulo.

É conferir!

SERVIÇO

Tupi or not Tupi

Rua Fidalga, 360 – Vila Madalena – São Paulo

Tels: 3813-7404 / 3817-4488

www.tupiornottupi.net

Horários

Shows: Quartas e quintas ás 21:00 horas e sextas e sábados ás 21:30 horas.

Restaurante e Bar: De quarta a sábado, á partir das 19:30 horas

Café: De segunda á sábado das 9:00 ás 20:00 horas.

Obs: O serviço da casa é interrompido durante o show

Manobrista no local.

 

 

 

 

 

Conexão Cambraia reúne 14 bares em “tour etílico” por São Paulo

IMG_4898

Conexão Cambraia é a proposta do evento que quer fazer com que a cachaça chegue mais perto do consumidor e mais perto dos bartenders, mostrando o quão versátil a cachaça pode ser.

De 13 de Setembro a 11 de Outubro cada um desses 14 bares terá dois drinques especialmente criados com a Cachaça Cambraia  bebida perfeita para a criação de drinques.

O evento acontece justamente no Dia Nacional da Cachaça, dia 13.

Em três versões – A Cachaça Cambraia, no mercado desde 2009, é um blend de cachaças de alambique criado pela Indústria de Bebidas Pirassununga (Ibipira) e trabalhado meticulosamente na sede da empresa, no interior de São Paulo.
O nome cambraia faz referência ao fino tecido importado da França e muito usado no vestuário dos homens mais elegantes do início do século passado, numa associação à maciez e ao sabor suave da Cachaça Cambraia.
A Cachaça Cambraia é apresentada em três versões: “Cambraia 5 anos”, “Cambraia 3 anos” e “Cambraia 1 ano”. As duas primeiras são, preferencialmente, para serem degustadas puras, como um ‘single malt’! Já a “Cambraia 1 ano” é a melhor recomendação para uso como base para drinques, inclusive a caipirinha.
Sua fabricação segue os mais altos padrões internacionais de envelhecimento de bebidas e rigoroso controle de qualidade – a CachaçaCambraia é 100% envelhecida, por períodos de 1, de 3 e de 5 anos, em tonéis de carvalho francês de apenas 250 litros. O tempo de envelhecimento é explicitamente mencionado no rótulo de Cambraia, o que é pouco usual no Brasil.

Serviço – A relação de todos os bares participantes da “Conexão Cambraia 2014″, com os respectivos endereços, fotos dos bartenders e fotos dos drinques exclusivos criados para o evento está no site da Cachaça Cambraia –

www.cachacacambraia.com.br

 

Curso de especialista de Cachaça no Mercado Municipal de São Paulo

O mercado Municipal de São Paulo lança o seu curso de especialista de cachaça.

O profissional aprenderá a aperfeiçoar os “aromas e sabores” desta bebida genuinamente brasileira. Descobrindo os segredos da caipirinha e
potencializando seus drinks.

Com apenas 25 vagas, o curso é dirigido aos profissionais de bares e restaurantes (sommeliers e barthenders com experiência de no mínimo
3 anos na área) e que tenham interesse em aprender a utilização e harmonização da cachaça em drinks e pratos.

Promovido pela Supervisão Geral de Abastecimento da Prefeitura de São Paulo, as aulas serão ministradas por Renato Frascino, administrador de empresas e economista,  consultor Enogastronômico e Analista Sensorial de Bebidas. Professor de vários segmentos ligados à harmonização de alimentos e bebidas, como água, azeites, destilados, cervejas, charutos,  vinhos, cachaças, cafés e acetos balsâmicos.

Carga Horária: 12 horas/aula, divididas em 6 módulos de 2h cada

Realizado às quartas-feiras, a partir de 5/10/11, das 15 às 17h00

Temas:

5/10 – Análise Sensorial: “O Despertar dos Sentidos”. Percepção de Sabores – Renato Frascino

19/10 – História Real da Cachaça Brasileira – Regiões e Tipos de Cachaças – Renato Frascino. O Serviço da Cachaça com Elegância e Profissionalismo – Jairo Martins

26/10 – Segredos Da Caipirinhas -O Mais Valorizados Drink Brasileiro – Renato Frascino, Neto (Restaurante Rufinos) e Leandro Batista   (Restaurante Mocotó)

9/11 -Influencia Da Madeira Nos Destilados E Marketing Da Cachaça- Cesar Adames

16/11 – Harmonizações: “Cozinhando com Cachaça” – Renato Frascino e Leandro Vitorio, Chef do Restaurante Cucina de la Casa

23/11 – “O Nariz da Cachaça” – Exercícios com Aromas Naturais e Artificiais, e Como Montar uma Carta de Cachaça – Renato
Frascino

Inscrições:

De 19/9 a 3/10

Maiores informações através do telefone 3228-6363, das 9 às 16h ou através do e-mail cachaçagourmet@prefeitura.sp.gov.br

Custo: R$350,00 (Trezentos e Cinqüenta Reais)*

*Doação de cestas básicas ao Banco de Alimentos da PMSP

Documentos necessários:

• Ficha de inscrição preenchida;

• RG (original e cópia);

• CPF (original e cópia);

• Comprovante de vínculo profissional com o empregador;

(as cestas básicas deverão ser entregues com os documentos, para a efetivação da inscrição).

ExpoCachaça Dose Dupla: Sucesso de público em uma proposta inovadora

 

Estive no último dia 06 de Setembro participando da Coletiva de Imprensa e da abertura da exposição e venda de cachaças no Mercado Municipal de São Paulo.

Em um panorama único e adequado, pudemos debater e buscar informações sobre o mercado da cachaça no Brasil, a mudança no consumo e o início da união dos produtores.

As explanações foram feitas por José Lúcio Mendes, presidente do Centro Brasileiro de Referência de Bebidas, por Luiz Vicente Mendes, diretor da Cachaças do Brasil e por José Roberto Graziano, supervisor geral de abastecimento de São Paulo.

Abordados aspectos sobre o mercado e consumo, bem como a necessidade de se tornar a “caipirnha” o nosso drink nacional, principalmente visando os eventos próximos de Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, tornando a nossa bebida, um “Welcome Drink”, ou seja, o drink de boas vindas do brasileiro à todos os visitantes estrangeiros.

Dos presentes nos estandes, os nomes que para nós se destacaram foram:

Cachaça Germana (Minas Gerais), Weber House (Rio Grande do Sul), Santo Grau (Rio de Janeiro/São Paulo e Minas Gerais), Dedo de Prosa (Minas Gerais) e Prazer de Minas (Minas Gerais), entre outras.

 

 

Mas não queremos deixar de ressaltar o esforço coletivo dos produtores, em tantas marcas e possibilidades de experimentação.

Os boxes do Mercadão que vendem bebidas ofereceram ao consumidor, a possibilidade de adquirir os produtos a um
preço bem acessível e numa variedade jamais vista em São Paulo.

Pequenos produtores tiveram a oportunidade de sentir nosso mercado, em conjunção com os outros produtos oferecidos no local, como frutas e outras bebidas, em grande movimentação de público e interessados.

Foram oferecidas palestras gratuitas e abertas aos visitantes.

Seguem alguns dados sobre este mercado:

A cachaça é o terceiro destilado mais consumido no mundo. Há hoje cerca de 4000 marcas e 40 mil produtores. São produzidos 1,3 bilhão de litros de cachaça. Dos destilados vendidos no Brasil, 86% do consumo é de cachaça, movimentando cerca de R$ 7 bilhões/ano.

O mercado vem investindo na qualidade da bebida, tornando-se uma bebida de qualidade já reconhecida e quebrando tabus e preconceitos entre os consumidores de outros tipos de bebidas, sendo hoje considerado um destilado nobre.

Já há uma série de movimentações no mercado, entre aquisições e fusões de empresas no segmento de cachaças, resultando em grande crescimento em detrimento da curva descendente do conhaque e do uísque, em nível mundial.

Vamos aguardar os próximos passos e desejar que a cachaça brasileira encontre o reconhecimento mundial não só no sabor, mas no aumento do consumo, passando inclusive a integrar também a gastronomia internacional.