Vinho Cobos Felino Chardonnay com bolo de milho. E não é que combinou!

Faz alguns dias me deparei com um maravilhoso e lindo bolo de milho, que me fez arregalar os olhos de vontade (coisa rara em mim, em se tratando de bolos). Mas a vontade de tomar um vinho, mais precisamente um Chardonnay, também era grande e resolvi experimentar fazendo esta experiência inusitada.

Peguei um Cobos Felino Chardonnay 2009 (A safra disponível para venda é a 2010) (91 pontos do Parker, safra 2006) e levei para gelar até a temperatura adequada.

O Cobos é um vinho argentino produzido  em Luján de Cuyo, Mendoza. Seu teor alcoólico é de 14% e ele é elaborado 100% com a uva Chardonnay, a uva branca que mais aprecio. É envelhecido em inox. Um vinho que recebeu de Robert Parker, em sua safra de 2006, extraordinários 91 pontos.

Nos aromas, frutas tropicais, um leve amanteigado e mel. Na boca, muita persistência, equilíbrio e sobretudo, uma harmonia que se consolidou com a leveza do bolo, que tem pouco açúcar, mas muita maciez.

Para quem deseja apenas o bolo, ou pretende se aventurar nesta combinação, segue a receita muito simples.

Receita de bolo de milho

Ingredientes:

– 2 latas de milho (1 escorrida e a outra com a água)

– 2 colheres de sopa (cheias) de manteiga ou margarina

– 4 ovos inteiros

– 1 vidro de leite de coco

– 2 xícaras de chá de açúcar

– 2 copos de fubá pré-cozido

– 1 colher de sopa de fermento em pó

– 1 caixa de creme de leite

– 1 copo de leite

Modo de fazer:

Bater no liquidificador os ovos, a manteiga, o milho e o leite de coco por 2 minutos.

Junte o açúcar, o fubá e o creme de leite e bata por mais 2 minutos.

Coloque o fermento e bata um pouco no liquidificador.

Unte a forma (com buraco no meio) com margarina e farinha de trigo.

Leve ao forno pré-aquecido a 180° por mais ou menos 40 minutos.

Pronto, é só servir!

Você encontra este vinho na Vinnobile (Safra disponível 2010) : http://www.vinnobile.com.br/produto/100/414/cobos-felino-chardonnay-2009

Visite a Loja da Vinnobile: www.vinnobile.com.br

09 de Abril, dia mundial do Gin & Tônica: Bebida refrescante e sempre atual!

 

Hoje, dia 9 de abril, é comemorado o dia mundial da bebida Gin & Tônica. Esse clássico coquetel surgiu acidentalmente no século 18 quando os soldados de um exército da Companhia Britânica das Índias Orientais buscavam soluções para evitar a malária. Eles consumiam quinino e como esse tônico era muito amargo, adicionavam gim para torná-lo mais palatável.

Para comemorar esse dia, o gin super premium Hendrick´s apresenta seu drink Gin Hendrick´s & Tônica.

Receita Hendrick´s & Tonic  

Ingredientes
50 ml Gin Hendrick’s 12,5 ml de limão espremido na hora 50ml de água de coco Água tônica à gosto (até 30ml)

Como fazer: Misturar todos os ingredientes em um copo alto com gelo quebrado. Misture a bebida e decore com uma rodela de pepino, uma de limão e um raminho de hortelã fresca.


Sobre o Gin Hendrick’s:

Produzido na Escócia pela destilaria William Grant & Sons, Hendrick´s é extraordinariamente incomum, de caráter irreverente e espírito inusitado. Apenas Hendrick´s Gin é feito com infusões de pepinos da Holanda e pétalas de rosa Damascena da Bulgária, resultando um excelente gin, refrescante e com um agradável aroma floral.

Pode ser encontrado em lojas especializadas e bares exclusivos voltados à coquetelaria. No Brasil, é distribuído pela Bacardi Martini.

 

 

Bacalhau e Vinhos: Uma combinação perfeita para a Páscoa!

O bacalhau é exigente, controverso, mas aceita a companhia de muitos vinhos brancos, tintos e roses se bem escolhidos. Eu prefiro um bom branco encorpado, de preferência com passagem por madeira, mas há tintos mais frutados, sem taninos que harmonizam perfeitamente com várias receitas deste peixe.

Com um boa posta de bacalhau, preparada com simplicidade para ressaltar o seu sabor, não tenho dúvidas de que um branco encorpado é uma ótima opção. Já experimentei alguns vinhos combinam com um bacalhau com bastante azeite, batatas e cebolas pequenas.

Segue uma ótima receita, embora um pouco cara.

Forre uma panela pesada com batatas pequenas descascadas. Depois, disponha as postas de bacalhau dessalgado. Entre as postas, cabeças inteiras de alho com as cascas. Por cima, cebolas pequenas. Finalmente azeite até quase cobrir as cebolas. Leve ao fogo bem brando e cozinhe até amolecer as cebolas.

Não é qualquer branco que gosta de bacalhau. Os mais leves, frutados e com pouco corpo costumam ser arrasados por esse peixe especial. Entre esses, os Verdes, que podem ser deliciosos,mas com pouco corpo e concentração para a harmonização.Os melhores são os encorpados, com estágio no carvalho, entre os quais se destacam os Chardonnays (Bourgogne, Califórnia, Argentina, Chile e Brasil. Os brancos de Rioja elaborados à maneira antiga, envelhecidos e com toques de carvalho, são ótimas opções.

Harmonizar bacalhau com vinhos tintos é mais complicado. O  tanino amarra a boca, como algumas frutas verdes. O sal e tanino não se dão mesmo e é comum aparecer um gosto metálico, de maresia. Os melhores são os com pouco tanino, como os elaborados com a Pinot Noir ((Bourgogne, Califórnia, Argentina, Chile, Brasil); Rioja envelhecido (Reserva e Gran Reserva); alguns Merlots ligeiros, entre os quais vários nacionais.

Bacalhau: Dicas de como comprar

Examine cuidadosamente o alimento. Verifique a cor, consistência e defeitos perceptíveis.

Evite comprar bacalhau salgado e seco com muito sal ou umidade. Se for comprar o produto inteiro, pegue firmemente na parte posterior do peixe, soltando a cauda. Se dobrar, é porque tem água em excesso.

Observe bem o alimento. Não compre se estiver vermelho ou com pó fino cinzento, branco ou amarelo. Isso revela problemas de processamento e conservação.

Defeitos perceptíveis são maus sinais: fendas profundas, aspecto pegajoso ou cozido, coágulos e manchas de sangue.

Se comprar congelado, verifique o alimento dentro das embalagens. Preste atenção à cor e evite adquirir o produto com gelo solto. Deixe sua compra para o final e utilize uma bolsa térmica.

Dessalgar de forma eficaz

Coloque o bacalhau num recipiente com água, com a pele do peixe virada para cima.

Coloque-o na geladeira, deixando o bacalhau de molho durante um dia ou dois dias.

Renove a água várias vezes ao dia.

Fonte dicas: www.proteste.org.br

Aproveite e compre vinhos para a Páscoa na Vinnobile. Ofertas exclusivas e que além dos vinhos, você leva azeite Italiano Grátis.

Confira acessando:

http://vinnobile.wordpress.com/2011/04/11/promocao-de-pascoa-vinhos-e-azeites/

Molho Pesto: Pesto Alla Genovese

Se sua vontade é preparar algum prato utilizando o molho Pesto, aqui vai uma receita tradicional italiana, muito simples.

Lembrando que o diferencial neste molho, é a qualidade do azeite, e o estado das folhas do manjericão. Requer um certo tempo na maceração, mas é impressionantemente aromático e diferente.

Vamos lá:

5 molhos de manjericão

1 dente de alho

20 g de pinólis (pinhões)

Sal grosso

25g de queijo Pecorino, não muito picante, ralado

25g de Parmesão ou Grana, ralado

2-3 colheres de sopa de azeite extra virgem

Lave o manjericão e escorra. Em um pilão grande (ou algo que possa substituí-lo), pique o manjericão, o alho, os pinólis e coloque 1 pitada de sal grosso. Vá macerando com o socador (cansa um pouco, mas o resultado aromático é fabuloso). Aos poucos adicione os queijos ralados, até obter uma pasta homogênea. Por fim, adicione o azeite, até obter uma massa cremosa.

Antes de ser deitado sobre a massa, misture o pesto com um pouco de água quente. Você também pode utilizá-lo em outros pratos, como carnes, peixes ou entradinhas, para realçar o sabor, dando um toque todo especial.

Entradinhas com pesto, uma delícia!

Peixes e carnes ficam saborosos!

Bom apetite!